Comprar um carro é o objetivo financeiro de muitas pessoas. Afinal, contar com um veículo para lazer ou trabalho, sem depender de transporte público, traz mais tranquilidade e conforto. Além da compra à vista, é possível financiar ou assinar um carro para suprir essa necessidade.

Essas são alternativas que podem ser até mesmo mais vantajosas do que a compra. No entanto, isso varia de acordo com determinadas questões e contextos. Por isso, vale a pena entender cada uma das opções, com suas vantagens e desvantagens, para saber qual é a melhor decisão a ser tomada.

Ficou interessado no assunto? Então acompanhe a leitura a seguir e descubra se para você vale mais a pena comprar, financiar ou assinar um carro. Confira!

Como funciona a compra de um carro?

A compra de um carro consiste em adquirir o automóvel de forma integral, tendo esse bem atrelado ao seu nome. Essa é uma alternativa que permite que você utilize o carro da forma como quiser, sem restrições sobre o que pode ou não fazer com ele.

Contudo, para que isso seja possível, é necessário desembolsar uma grande quantia de capital — o que, muitas vezes, impede que essa compra seja realizada. Além disso, fazer a manutenção periódica de um veículo e arcar com todos seus tributos acarreta mais uma série de custos.

Por isso, em determinadas situações vale a pena considerar outras alternativas para ter acesso a um carro, como a assinatura ou o financiamento.

Como funciona a assinatura de um carro?

Embora a compra seja bastante comum no Brasil, muitas pessoas estão optando por assinar um carro. Nesses casos, o veículo por assinatura é contratado por meio de uma locadora, que disponibiliza o automóvel ao motorista por um determinado período.

Quando isso ocorre, o cliente paga uma mensalidade fixa para utilizar o veículo. Um ponto que chama atenção é que essa modalidade permite que o consumidor tenha acesso a carros 0-Km e permaneça com o automóvel por longo prazo — os contratos podem durar até 5 anos.

Confira a seguir algumas das principais vantagens e desvantagens desse modelo de negócio para compreender melhor se ele é adequado à sua realidade:

Vantagens

Uma das primeiras vantagens em assinar um carro é que esse tipo de negociação apresenta menor burocracia. Além disso, como a locadora arcará com os impostos, documentações e seguros, isso pode aliviar o planejamento tributário do motorista.

Outro aspecto que chama bastante atenção é que não há risco de depreciação. Diferentemente do que ocorre quando você compra um carro novo, não haverá perdas econômicas por conta da depreciação natural do veículo, visto que é a locadora que ficará responsável pela revenda.

Desvantagens

Já no caso das desvantagens, um ponto é que assinar um carro pode sair mais caro do que comprar à vista. Embora a assinatura geralmente seja mais barata que o financiamento, essa relação pode ser inversa nos pagamentos feitos sem financiar.

INVESTIR FORA DO BRASIL? DESCUBRA COMO Investir fora do Brasil

INVESTIR FORA DO BRASIL? DESCUBRA COMO Investir fora do Brasil

Aprenda a como investir no exterior de forma prática

Outro ponto que merece atenção é que as locadoras de veículos estabelecem uma franquia limitada de quilometragem. Assim, caso o motorista ultrapasse o limite estipulado, é necessário que ele pague a diferença.

Também é importante notar que, ao assinar um carro, o veículo não será seu. Portanto, para quem deseja construir patrimônio, o carro por assinatura pode não ser interessante.

Como funciona o financiamento de um carro?

Além de entender o funcionamento da compra de um carro e da assinatura, é preciso saber como funciona um financiamento. Afinal, essa também é uma alternativa para se ter um veículo à disposição.

Os financiamentos para compra de carros novos ou usados podem ser feitos tanto em bancos privados quanto públicos. Para tanto, é necessário entrar em contato com a instituição financeira desejada e informar-se com um gerente sobre as condições possíveis do negócio.

É importante considerar que os valores do financiamento e as prestações podem variar de acordo com a renda do comprador. Além disso, existem diferentes alternativas, tais como:

  • Crédito Direto ao Consumidor (CDC): o consumidor realiza um empréstimo no banco para comprar o carro. Embora o veículo fique em posse do comprador, ele não pode ser negociado antes de que todas as prestações sejam pagas, estando alienado ao banco;
  • Leasing: nessa opção quem compra o carro é a empresa de leasing, que aluga o veículo para o consumidor. O cliente, dessa forma, paga pelo aluguel do carro por determinado período de tempo, tendo que arcar com os serviços de manutenção e demais despesas, com opção de compra ao final.

Para avaliar melhor a alternativa de financiamento, acompanhe algumas de suas vantagens e desvantagens a seguir:

Vantagens

O principal ponto positivo do financiamento é que ao fazê-lo, você não precisa esperar para usufruir do bem que está financiado. Dessa forma, o consumidor já pode utilizar o carro logo após a aprovação do financiamento.

Além disso, é possível que o banco financie 100% do carro. Isso permite que o comprador adquira o bem mesmo sem ter dinheiro na hora da compra. Contudo, os juros geralmente são mais altos nesse tipo de negociação, uma vez que não há entrada.

Desvantagens

Com relação às desvantagens, é necessário considerar a taxa de juros que incide sobre as parcelas do financiamento. Assim, embora seja possível usufruir do bem antes mesmo de quitá-lo, esse serviço faz com que o valor pago ao final seja maior do que o preço real do veículo.

Além disso, em caso de parcelas atrasadas, a instituição financeira pode requisitar o carro de volta. Isso significa que o comprador, caso tenha problemas financeiros e não consiga arcar com sua dívida, pode acabar perdendo o bem do qual já estava usufruindo.

Qual alternativa vale mais a pena: comprar, financiar ou assinar um carro?

Como você viu, tanto a compra de um carro, quanto a assinatura e o financiamento apresentam vantagens e desvantagens. Diante dessa realidade, como saber qual alternativa vale mais a pena para você? Essa é uma resposta que deve ser dada individualmente.

Para isso, é fundamental analisar seu orçamento financeiro, rotina diária e objetivos com o automóvel. Ademais, estude com cuidado cada uma das alternativas para encontrar aquela que se adéqua melhor às suas necessidades.

Tanto comprar quanto financiar ou assinar um carro são alternativas válidas para ter um veículo à sua disposição. Mas compreender qual dessas opções vale mais a pena é uma tarefa pessoal, sendo necessário estudo e planejamento para que a melhor decisão seja tomada.

Quer saber mais sobre as diferentes alternativas para você lidar com suas finanças? Então acompanhe nossos conteúdos no Facebook, Instagram, YouTube e LinkedIn!