Quem busca rentabilizar seu dinheiro através do mercado acionário no Brasil precisa conhecer as principais ações do Ibovespa. Como esse é o índice mais conhecido da bolsa e traz um termômetro do mercado, pode ajudar nas suas análises.

Se o Ibovespa é movido pelas ações que o compõem, uma queda ou alta em um dos ativos que fazem parte dele pode fazê-lo cair ou subir. Assim, o IBOV, como também é conhecido, ajuda a entender o cenário do mercado de ações.

Quer saber mais sobre o assunto? Neste artigo você entenderá o que é o índice Ibovespa e como é feita a sua composição. Ao final, conhecerá 6 das principais ações que o compõem.

Confira!

O que é o Ibovespa?

O índice Ibovespa, Índice Bovespa ou IBOV é uma carteira teórica que representa as ações mais negociadas na bolsa de valores brasileira, a B3, em um determinado período. Portanto, nem todos os papéis listados na bolsa fazem parte dele.

Por conter as ações com maior negociabilidade, ele mostra a média de resultados desse conjunto de empresas. Assim, consegue refletir o movimento geral do mercado e pode ser usado como referência por muitos investidores.

Qual é a composição do índice Ibovespa?

Agora que você sabe o que é o Ibovespa, é preciso entender como é feita a composição da carteira de ações das maiores empresas da B3. Para definir os papéis que entram no IBOV, existem critérios de elegibilidade.

Por exemplo:

  • a empresa não pode estar em recuperação judicial;
  • os papéis devem ter sido negociados, no mínimo, em 95% dos pregões dos últimos 3 anos;
  • a empresa deve ter movimentado, pelo menos, 0,1% do mercado à vista nos últimos 3 anos;
  • o ativo precisa ter preço de negociação acima de 1 real nos últimos 3 anos;
  • a ação deve ter alto Índice de Negociabilidade (IN) nos últimos 3 anos.

Além de decidir as ações a serem incluídas, há um cálculo para os pesos de cada uma na carteira. Isso é definido com base na sua negociabilidade. Portanto, as ações mais representativas terão impacto maior no Ibovespa do que as menos negociadas (com limite de até 20%).

Para se manter atualizado, o índice Ibovespa é reavaliado a cada 4 meses e considera os volumes dos 12 meses anteriores. Portanto, há 3 variações durante o ano, que podem incluir e excluir empresas.

Cada carteira vale durante os seguintes períodos:

  • janeiro a abril;
  • maio a agosto;
  • setembro a dezembro.

Por que acompanhar esse índice é importante para o investidor?

O Ibovespa serve como um benchmark para muitos investidores de ações. Ou seja, ele pode ser utilizado para medir a eficiência da sua carteira de investimentos. Assim, por exemplo, se os seus rendimentos forem mais elevados na comparação com o índice, o resultado é positivo.

INVISTA EM AÇÕES COM A PLANILHA DE ANÁLISE FUNDAMENTALISTA

Caso contrário, pode ser um indicativo de que você precisa rever suas estratégias de investimentos. Ou seja, pode ser a hora de buscar opções que possam trazer rentabilidades mais interessantes para a sua carteira. O índice também pode ser utilizado para avaliar fundos de investimento em ações.

Para quem deseja investir de maneira mais passiva, sem escolher investimentos e assumir riscos em busca de superar o IBOV, existem investimentos no mercado que seguem esse indicador. É o caso de exchange traded funds (ETFs) do Ibovespa.

Além disso, quem busca proteção contra quedas ou pretende especular com o índice pode se interessar por operar contratos futuros de Ibovespa ou contratos de mini índice Ibovespa. Em qualquer desses casos, é importante conhecer e acompanhar o índice.

Quais são as principais ações do Ibovespa?

Depois de entender um pouco mais sobre o índice Ibovespa, é válido conferir 6 das principais ações que costumam fazer parte dele. Aqui, consideramos o quadrimestre de setembro a dezembro de 2021.

A lista completa e atualizada pode ser encontrada no site da B3 neste link.

Veja!

1. Vale S. A. (VALE3)

Negociada na bolsa de valores sob o ticker VALE3, a Vale S.A. é uma mineradora multinacional brasileira, que também tem importantes operações nas áreas de logística, energia e siderurgia. Ela conta com milhares de acionistas ao redor do mundo.

Em setembro de 2021, a Vale apresentava um peso de 14,478% no Ibovespa. No início de 2021, ela atingiu a maior alta da sua história, mesmo durante a pandemia de covid-19, diante da alta nos preços do minério.

2. Itaú Unibanco (ITUB4)

Criado a partir da fusão entre o Banco Itaú e o Unibanco, em 2008, esse é considerado o maior banco privado do Brasil e a maior instituição financeira da América Latina. Foi considerado por 16 anos consecutivos como a marca mais valiosa do país, de acordo com o ranking Interbrand.

Na bolsa de valores brasileira, o Itaú Unibanco pode ser encontrado pelo ticker ITUB4. E, em setembro de 2021, ele representava 6,181% do Ibovespa.

3. Petrobras (PETR4)

A Petrobras é uma estatal de economia mista, cujo acionista majoritário é o Governo do Brasil. Com sede no Rio de Janeiro, ela opera em diversos países no segmento de energia, com exploração, produção, refino e comercialização de petróleo e gás natural.

Em 2011, foi considerada uma das maiores petrolíferas de capital aberto do mundo. Seus papéis são negociados na bolsa de valores sob o ticker PETR4 e, no terceiro quadrimestre de 2021, sua participação no Ibovespa era de 5,222%.

4. Bradesco (BBDC4)

Fundado em 1943, em São Paulo, o Bradesco é um banco brasileiro que já foi considerado uma das marcas mais valiosas da América Latina em 2012. Em 2016 ele entrou para a lista dos maiores bancos do mundo na revista Forbes.

Seus ativos são negociados na bolsa brasileira sob o ticker BBDC4 e eles representavam 4,518% da carteira do Ibovespa em setembro de 2021.

5. Ambev (ABEV3)

A Ambev nasceu em 1999 da união entre a Cervejaria Brahma e a Companhia Antarctica. Ela é conhecida pela produção de cervejas pilsens, como Budweiser, Brahma e Skol. Além do Brasil, ela está presente em mais 15 países.

Você pode encontrá-la na bolsa através do ticker ABEV3. Sua participação no Ibovespa representava cerca de 3,135% da carteira no segundo semestre de 2021.

6. Magazine Luiza (MGLU3)

A sexta entre as principais ações do Ibovespa no período indicado é a Magazine Luiza, uma das maiores varejistas brasileiras. A companhia está presente em uma plataforma de varejo digital, e também conta lojas físicas — fundadas em 1957 por Luiza Trajano Donato e seu esposo.

A Magazine Luiza, ou simplesmente Magalu, já ganhou 12 vezes o troféu diamante no Prêmio Excelência em Qualidade Comércio Eletrônico. Suas ações são negociações sob o ticker MGLU3 e representavam, em setembro de 2021, cerca de 2,315% do Ibovespa.

Depois de conferir 6 das ações que têm maior peso na carteira do Ibovespa, se torna mais fácil entender a movimentação do índice. Como vimos, o IBOV pode ser um termômetro importante do mercado brasileiro e também pode ajudar a basear suas decisões de investimentos.

Quer começar a investir em ações, mas ainda tem dúvidas sobre o assunto? Então entre em contato com a nossa assessoria e conte com o suporte de especialista para dar o próximo passo no mercado acionário!