Quem quer se tornar investidor na bolsa de valores precisa entender como funciona o mercado. Um dos conhecimentos essenciais é que existem duas maneiras de comprar ações: por meio do lote padrão ou do mercado fracionário.

No entanto, é preciso entender as diferenças entre esses conceitos, porque eles se referem a mercados separados dentro da bolsa de valores. Assim, existem particularidades e o meio de aquisição pode afetar seus investimentos.

Quer entender tudo sobre o assunto e qual é a melhor alternativa para você? Então continue a leitura e descubra o que é lote padrão de ações e em que diferem do mercado fracionário!

Como funciona o mercado de ações?

Antes de entender as diferenças entre o lote padrão e o mercado fracionário, é preciso esclarecer como funciona o mercado de ações. Afinal, é sobre esse domínio do sistema financeiro que os conceitos se situam.

Grosso modo, o mercado de ações é como uma feira livre em que, em vez de frutas, você pode comprar empresas. O objetivo dos investidores é aportar capital e aumentar seu patrimônio por meio do crescimento e valorização do negócio.

A empresa, por sua vez, tem como objetivo receber financiamento para garantir o desenvolvimento de seus projetos. Dessa forma, tem-se estabelecido um meio para a negociação de ativos de participação no empreendimento.

As ações asseguram a seus possuidores o direito de propriedade sobre o capital social da empresa, proporcionalmente a sua fração em ativos. Desse modo, é possível ter lucro ao vendê-las por um preço maior ou ao receber proventos das companhias.

O que é o lote padrão de ações?

Depois que fica claro o que é a bolsa de valores e como se negociam ações nesse mercado, é hora de desenvolver um plano de investimento. Mas como se investe em ações, efetivamente? Para isso, o investidor deve contar com o intermédio de um banco de investimentos.

A instituição dá acesso à bolsa de valores, representando os interesses de seus clientes. Assim, é pelo sistema dela que você enviará suas ordens de compra ou venda e negociará os ativos com outros investidores.

Como vimos, a negociação pode se dar por lote padrão ou mercado fracionário. No primeiro caso, como o nome indica, há um volume mínimo das ações de uma empresa que se pode negociar. Geralmente, um lote corresponde a 100 ações.

Assim, quando cotado o valor de uma ação, entende-se que, para negociá-la no mercado regular, é preciso movimentar 100 vezes aquele preço. Ou seja, se um ativo está cotado a R$ 10,00, você precisa investir R$ 1 mil para comprar 1 lote.

Nesse sentido, não é possível adquirir menos que 100 ações ou um lote e meio no mercado regular, por exemplo. Consequentemente, essa forma de negociação pode ser limitante para investidores principalmente os de menor capital.

Investir em empresas estrangeiras não precisa ser difícil!

Baixe nosso e-book e saiba como ser sócio das gigantes internacionais: Amazon, Google, Apple, Facebook, entre outras!




O que é mercado fracionário?

O mercado fracionário visa possibilitar ao pequeno investidor a oportunidade de investir em ações por meio de frações do lote mínimo. Nele, é possível adquirir ou vender unidades de ações. Logo, você pode comprar de 1 a 99 papéis, como desejar.

Desse modo, a principal diferença é que, enquanto no mercado regular só se pode negociar por lotes de 100 ações, no mercado fracionário é possível comprar uma quantidade menor. Isso o torna mais acessível a investidores que tenham menos dinheiro para aportes.

É importante destacar que os dois mercados representam ambientes diferentes na bolsa. Ou seja, as frações do lote padrão de ações só podem ser negociadas no mercado fracionário. Mas é possível acumular aos poucos uma centena de papéis e negociá-la em lotes mínimos no mercado regular.

Quais são as diferenças entre o lote padrão e o mercado fracionário?

Como você viu, a diferença prática entre a negociação em lotes ou compra de ações avulsas é pequena. Porém, como se trata de mercados separados dentro da bolsa — com livros de ofertas distintos, ela tem impactos significativos para o investidor.

A seguir, confira os principais pontos de atenção na hora de investir em ações por meio de lotes mínimos ou do mercado fracionário!

Investimento mínimo

Dado o fato de que o mercado fracionário existe para o pequeno investidor, a principal diferença entre as duas possibilidades é, evidentemente, o volume mínimo de negociação. É possível reduzir significativamente a quantia necessária para investir na bolsa no mercado fracionário.

Isso pode ser vantajoso não apenas para quem tem pouco dinheiro para investir, mas também para investidores que planejam aportes mensais, por exemplo. A cada mês é possível adquirir frações de papéis, em vez de esperar juntar o correspondente ao preço do lote.

Ticker da ação

Outro detalhe divergente entre esses mercados é saber como encontrar o ativo correto para investir. Enquanto o código da ação desejada no mercado regular é composto por 4 letras e um número, a mesma ação no mercado fracionário é seguida da letra F.

Suponha, por exemplo, que um investidor deseje comprar ações da Petrobras. Para encontrá-la, basta buscar no home broker o ticker PETR4. Contudo, se a intenção for comprar a ação no mercado fracionário, é preciso procurar pelo código PETR4F.

Liquidez

Outra diferença que merece ser mencionada é a liquidez dos ativos. Como a maior parte dos investidores negocia no mercado regular, é esperado que o mercado fracionário tenha uma liquidez um pouco menor. Por esse motivo, o preço das ações também pode ser um pouco mais alto.

Taxas

Finalmente, é importante destacar que as taxas de corretagem também podem afetar a performance da sua carteira no mercado fracionário. Embora sejam os mesmos percentuais do mercado regular, a possibilidade de comprar ativos avulsos pressupõe múltiplas negociações.

Isso resulta na incidência repetida dos descontos dessas taxas — o que, em algum grau, pode comprometer a rentabilidade dos seus investimentos.

Qual é a melhor alternativa para o investidor?

Fica claro que a chance de comprar frações do lote padrão pode ser interessante para certas condições de investimento. Mesmo a incidência repetida das taxas pode ser compensada pela rentabilidade de um ativo no longo prazo, em oposição a esperar acumular o necessário para comprar um lote.

No entanto, só é possível determinar a melhor alternativa com base em um plano consciente de investimento. Por se tratar de renda variável, seja no mercado regular ou fracionário, também é fundamental estabelecer objetivos e conhecer sua tolerância a riscos.

A melhor alternativa de investimentos, seja qual for, é sempre aquela que está alinhada com seus planos e perfil de investimentos. Por isso, aproveite as informações sobre o lote padrão de ações para decidir como realizar sua estratégia na bolsa!

Quer saber mais? Continue conosco e conheça as principais estratégias para construir um portfólio adequado para você!