Um desafio ao investir é encontrar as melhores taxas de retorno com o menor risco possível. Para descobrir oportunidades adequadas às suas necessidades, é preciso saber calcular os juros compostos e como eles afetam a rentabilidade de um investimento.

Afinal, cada modalidade de investimento tem suas próprias condições. Assim, você deve saber interpretar as taxas oferecidas e fazer simulações com o seu capital. Isso torna mais fácil tomar decisões na sua carteira.

Quer aprender como examinar o efeito dos juros sobre juros em seus investimentos? Então acompanhe a leitura e descubra o que são juros compostos, por que é importante conhecê-los e como você mesmo pode calcular.

Confira!

O que são juros compostos?

Uma taxa de juros é um fator multiplicativo que incide sobre operações financeiras com base no tempo. Assim, pode-se dizer que os juros representam o valor de um período sobre determinada quantia de dinheiro.

Os investimentos, pela perspectiva de quem recebe financiamento de um investidor, funcionam como uma espécie de empréstimo. Por isso, o cálculo dos juros tem o mesmo fundamento tanto para o crescimento de dívidas quanto para a rentabilidade de um produto financeiro.

Mas o que são juros compostos? Também chamados de juros sobre juros, eles se referem à incidência do fator multiplicativo sobre um montante que já sofreu alteração por meio de juros anteriormente.

Por exemplo, imagine um empréstimo de 1 mil reais com juros de 10% ao ano. Após o primeiro ano, a dívida será de 1.100 reais. Então no segundo ano os juros incidirão agora sobre o principal mais os 100 reais acumulados no primeiro ano, totalizando 1.210 reais de dívida.

Qual a diferença entre juros simples e compostos?

Como você viu no exemplo anterior, uma dívida de 1 mil reais a 10% ao ano totaliza 1.210 em 2 anos. Porém, 210 reais de acúmulo sobre uma quantia de 1 mil representam 21%, ou 10,5% por ano. Logo, com o tempo, a média de juros anuais fica mais alta.

Isso acontece porque os juros são compostos, e não simples. Nos juros simples, os 10% de taxa incidiria apenas sobre o valor principal. Assim, independentemente do prazo, essa seria sempre a média.

Já nos juros compostos os valores recebidos se acumulam. Por isso, a fórmula para o cálculo de juros compostos leva em conta os juros de cada período sempre sobre o principal somado aos juros já acumulados.

Qual a importância de calcular?

Na prática do mercado financeiro, os juros simples não costumam ser utilizados. São os juros compostos que fazem a multiplicação de valores tanto em dívidas quanto em investimentos.

Dessa forma, o cálculo dos juros compostos é ao que você deve recorrer para acompanhar a rentabilidade da sua carteira de investimento. Por meio da fórmula de juros compostos, você consegue descobrir detalhes como:

  • quanto em média seu dinheiro rendeu com determinada alternativa nos últimos anos;
  • quanto você precisaria ter investido para gerar uma renda específica a taxas determinadas;
  • quanto tempo levará para alcançar o montante que você deseja por meio de determinada alternativa etc.

Além disso, com um pouco de estudo, é possível aprender derivações dos cálculos para considerar de maneira rápida e precisa as deduções de impostos e outras taxas. Assim, você pode garantir que suas escolhas estejam alinhadas com seus objetivos de investimento.

Como calcular juros compostos?

Após entender a importância dos juros compostos sobre uma dívida ou alternativa de investimento, é hora de descobrir como realizar esses cálculos para cuidar do seu dinheiro com ainda mais responsabilidade.

Confira!

Fórmula dos juros compostos

A fórmula para calcular juros compostos é a seguinte:

M = P (1 + i)^t

Nela,

  • M = montante capitalizado após os juros;
  • P = principal investido;
  • 1 = fator de multiplicação equivalente a 100% do principal;
  • i = taxa de juros (sempre expresso em decimais);
  • t = número de períodos em que os juros se acumulam ao principal.

Suponha, então, que você tenha encontrado uma alternativa de investimento com uma taxa de rentabilidade de 9% ao ano, com vencimento em 5 anos. Assim, você decide fazer um aporte único de 10 mil reais. Aplicando a fórmula, o resultado seria o seguinte:

  • M = 10.000 (1 + 0,09)^5
  • M = 10.000 (1,09)^5
  • M = 10.000 x 1,5386
  • M = 15.386

Ou seja, com essa aplicação, seus 10 mil reais investidos se tornariam aproximadamente 15.386 reais em 5 anos, a uma taxa de 9% ao ano.

Note que o fator entre parênteses, após ser elevado ao número de períodos, resulta em um termo que reflete o percentual do principal somado aos juros acumulados.

Nesse exemplo, temos 1,5386, ou 153,86% do capital investido. Isso quer dizer que, durante todo o período de investimento, o principal rendeu quase 54%.

Simuladores

Você viu como calcular juros compostos sobre um capital de aporte único. Porém, se quiser calcular a rentabilidade de uma alternativa de investimentos realizando aportes regulares, o cálculo se torna um pouco mais complicado.

Para facilitar, é possível contar com os simuladores gratuitos disponíveis na internet. Dessa forma, com poucos cliques você consegue saber o resultado ao especificar o valor inicial, o valor dos aportes, a taxa de juros e o período de investimento.

Os simuladores são muito úteis para projetar seus investimentos e definir quanto tempo pode demorar para realizar determinado objetivo, por exemplo. Além disso, eles também podem ajudar a comparar investimentos e tomar suas decisões, considerando os juros da rentabilidade.

Mas lembre-se de que as taxas de juros não devem ser o único critério considerado em um investimento. Junto aos rendimentos, é preciso pensar também em fatores como riscos, liquidez e prazo de resgate para fazer as melhores escolhas.

Agora que você sabe como calcular juros compostos, não deixe de examinar as oportunidades de investimento considerando tudo o que aprendeu. Com planejamento e cuidado, você pode construir uma carteira sólida e adequada às suas necessidades e perfil de investidor.

Que tal contar com o apoio de uma equipe qualificada para ajudar você a entender as alternativas de investimento? Entre em contato com nossos assessores e receba um acompanhamento personalizado!