SPXI11 conheça o etf que reune as maiores empresas americanas
SPXI11 conheça o etf que reune as maiores empresas americanas

SPXI11: Conheça o ETF que reúne as maiores empresas americanas

Investir no exterior pode ser uma ideia interessante para aqueles que desejam se expor a oportunidades diferentes das trazidas pelos ativos nacionais. Nesse sentido, vale a pena conhecer o It Now S&P 500 TRN Fundo de Índice (SPXI11).

O SPXI11 é um ETF (Exchange Traded Fund) que reúne as maiores e mais consolidadas empresas norte-americanas. Desse modo, permite que o investidor adicione grandes nomes do mercado dos Estados Unidos à carteira de investimentos.

Boa leitura!

O que é um ETF?

Antes de saber mais sobre o SPXI11, é interessante entender do que se tratam os ETFs, ou Fundos de Índice. Existem diversos índices presentes na economia de um país. A função deles é refletir o desempenho de um determinado grupo de ativos.

Para isso, apresentam carteiras teóricas. Em um índice de Ações, por exemplo, estão contidos os papéis de empresas que cumprem determinados requisitos em comum. Para entender esse ponto, pense no Ibovespa (IBOV).

O IBOV é um índice que reúne as empresas com maior volume de negociações do mercado financeiro. Porém, não é possível investir diretamente nele. Conforme o termo “carteira teórica” indica, ela não é um portfólio real de investimentos.

O investidor poderia optar por montar uma carteira para si e incluir nela os ativos das organizações presentes no IBOV. Contudo, além de complexo, esse processo seria muito caro. É por isso que os ETFs se mostram veículos de investimento úteis.

Uma vez que sua função é refletir o desempenho de um determinado índice, eles atuam como Fundos de Investimento que acompanham determinada carteira. Assim, montam um portfólio real com o objetivo de ter desempenho próximo ao do índice.

Consequentemente, o investidor poderá acessar os ativos presentes na carteira teórica de maneira real, prática e a um custo menor.

O que é o SPXI11?

Conhecido o conceito de ETF, é o momento de saber o que é o SPXI11. Em suma, esse ETF reflete o índice Standard and Poor’s 500 (S&P 500). Em sua carteira teórica estão contidas as 500 companhias mais negociadas nas bolsas dos EUA.

Para selecioná-las, o índice segue os seguintes critérios:

  • ser uma empresa sediada nos Estados Unidos (EUA);
  • ter capitalização de mercado de, em média, US$ 8 bilhões;
  • ter ativos negociados nas principais bolsas americanas;
  • reportar lucro consecutivamente por, pelo menos, quatro trimestres.

Por seguir esses critérios, o índice S&P 500 é um grande termômetro para o investidor que deseja acompanhar a movimentação do mercado e das companhias norte-americanas.

Com esses pontos em mente, ao comprar as cotas do Fundo de Índice SPXI11, o investidor estará se expondo aos ativos das maiores organizações dos Estados Unidos. Alguns exemplos são a Google, a Coca-Cola, a Tesla e a Amazon.

Quais suas principais características?

Como você viu, o SPXI11 tem carteira composta, majoritariamente, pelos ativos presentes na carteira teórica do índice S&P 500. Esse ETF foi listado pela primeira vez em 2015 e desde então é negociado na bolsa brasileira. Seu gestor é a Itaú Unibanco S.A

Por ser um Fundo de Índice, ele tem gestão passiva. Ou seja, o objetivo do gestor é acompanhar o benchmark. Por isso também a taxa de administração costuma ser mais baixa do que fundos com gestão ativa.

Em relação à cobrança de Imposto de Renda, a venda das cotas está sujeita à cobrança de 15% sobre o ganho de capital. Os investimentos são feitos em lotes padrão de 10.

Como é negociado na B3, mas representa ativos internacionais, é uma possibilidade de investimento atrelado ao exterior e à exposição ao dólar sem precisar abrir conta nos EUA.

Quais as diferenças entre o ETF SPXI11 e o IVVB11?

O SPXI11 é um concorrente de outro ETF da bolsa brasileira. Estamos falando do iShares S&P 500 FI em Cotas de Fundo de Índice (IVVB11). Ele é o Fundo de Índice mais conhecido e popular entre aqueles que desejam expor seu capital ao mercado norte-americano.

Assim como no caso do SPXI11, o IVVB11 busca replicar o comportamento do índice S&P 500. Mas quais as diferenças entre eles?

Primeiramente, as gestões são diferentes. Como você viu, o SPXI11 é gerido pelo Itaú. Já o IVVB11 é gerido pela Black Rock. Outra diferença é em relação às taxas de administração. A do IVVB11 costuma ser um pouco mais cara.

A estratégia de investimento também é diferente. O SPXI11 acompanha o S&P 500 ao investir diretamente no ETF SPDR S&P 500 — o ETF SPY dos Estados Unidos. Por sua vez, o IVVB11 investe no iShares Core S&P 500 ETF (chamado de IVV).

Quais as principais vantagens e desvantagens do SPXI11?

Entre os principais benefícios do ETF, está a possibilidade de diversificação geográfica. Afinal, é possível atrelar sua carteira a ativos da maior economia do mundo. Isso equilibra o portfólio em relação aos riscos do mercado interno.

Além disso, o ETF é altamente diversificado em empresas e setores, já que investe em 500 ativos. É possível ter acesso a empresas que atuam no mundo inteiro e que são mais desenvolvidas do que os negócios brasileiros.

Já em termo de possíveis desafios, o investidor precisa atentar ao fato de que os investimentos são realizados por um gestor, de acordo com os critérios do índice. Logo, não é possível escolher onde investir.

Além disso, os critérios do índice não incluem alguns elementos importantes para a análise fundamentalista. Com isso, pode ser que façam parte do ETF companhias que não são tão vantajosas do ponto de vista de investidores que realizam essa análise.

Contudo, é importante ter em mente que a gestão passiva também pode ser um ponto positivo para muitos investidores. Ela apresenta a vantagem da praticidade. Além disso, os critérios de seleção de ativos são transparentes.

Quando vale a pena investir?

Apesar do ETF apresentar algumas vantagens, saber se um investimento vale a pena ou não em seu caso depende de fatores pessoais. Especialmente seu perfil de investido e seus objetivos.

Lembre-se de que se trata da renda variável. Logo, há riscos e volatilidade. Então é preciso avaliar tudo com cuidado e estar atento às condições do investimento antes de decidir.

Ao avaliar esses pontos e alinhá-los às características do investimento no SPXI11, você poderá fazer escolhas mais conscientes e condizentes com os resultados que espera. Não deixe de utilizar as informações que viu neste conteúdo!

E então, o que achou do artigo? Deixe seu comentário com dúvidas ou feedback!

Compartilhe:

Deixe uma resposta


Utilizamos cookies que melhoram a sua experiência em nosso site. Todos seguem as regras da nossa Politica de Privacidade. Clicando em "OK" você concorda com a nossa política.