Juntar dinheiro para investir é um hábito positivo para acelerar sua estratégia e fortalecer sua construção de patrimônio. No entanto, existem investidores que preferem economizar pensando em aportar em condições futuras que possam aparecer. Para isso, existe a reserva de oportunidade.

Esse é um conceito que ainda não é tão conhecido quanto a reserva de emergência, por exemplo. Porém, pode ser útil para quem busca aumentar a capacidade de aproveitar cenários específicos do mercado.

Na sequência, descubra o que é a reserva de oportunidade e veja se vale a pena ter uma!

O que é reserva de oportunidade?

A reserva de oportunidade é um montante financeiro que fica disponível para o aproveitamento de determinada chance de negócio ou de investimento. Logo, consiste em uma quantidade de dinheiro que é mantida até que surja uma possibilidades de ampliar o seu portfólio — aproveitando oportunidades.

Um exemplo fora da área de investimentos envolve quem economiza para gastar em promoções em datas específicas e aproveitar os descontos. E o mesmo pode acontecer no mercado financeiro: ativos serem negociados a preços mais vantajosos em um período específico.

Para que serve essa reserva financeira?

Como você viu, o papel da reserva de oportunidade está ligado ao surgimento de possibilidades temporárias no mercado. Logo, ela serve para garantir que você tenha os recursos necessários para aportar assim que identificar essas situações.

Um exemplo é a queda de ações da bolsa de valores. Em períodos de crise econômica, é comum que a cotação dos papéis das empresas caia. Porém, negócios sólidos e que têm boa saúde financeira tendem a recuperar esse preço de negociação.

Portanto, a baixa nos preços pode favorecer a compra de ações descontadas. Consequentemente, o investidor pode obter lucros caso ocorra a valorização e o retorno ao preço médio.

Contudo, muitos investidores podem perder essa oportunidade por não ter mais dinheiro para o aporte. Nesse caso, a reserva poderia ser útil.

Quais as diferenças entre reserva de emergência e de oportunidade?

Como você viu, uma reserva de oportunidade é mantida com foco em uma conjuntura financeira que pode ou não acontecer. Se as condições se concretizarem e criarem uma chance interessante, o dinheiro é investido nessa alternativa.

Já a reserva de emergência também é focada em conjunturas que podem ou não acontecer, mas ela funciona de modo diferente. Como o nome sugere, ela é utilizada quando surgem imprevistos financeiros que não podem ser absorvidos no orçamento tradicional.

É o caso de um investidor que tem um gasto inesperado e que não poderá ser pago apenas com sua renda do mês. Em vez de resgatar um investimento de longo prazo ou pedir um empréstimo, ele recorre à reserva de emergência e utiliza os recursos necessários.


Portanto, o valor voltado para imprevistos deve ser composto antes mesmo de existir uma reserva de oportunidade. Graças a ele, é possível investir com mais tranquilidade em relação ao orçamento.

Para isso, a reserva de emergência, geralmente, corresponde a 6 meses de gastos médios. Já a reserva de oportunidade pode ter o valor que você desejar, considerando seus objetivos e interesses quanto às aplicações financeiras.

Vale a pena ter uma reserva de oportunidade?

Agora que você conhece o funcionamento geral da reserva de oportunidade, é possível determinar se vale a pena criar uma. A resposta, entretanto, depende de uma avaliação individual e das suas características pessoais.

Por isso, pense em seu perfil de investidor, em seus objetivos e em sua estratégia. Por um lado, a reserva de oportunidade traz a chance de explorar ocasiões específicas e com condições diferenciadas.

Dependendo da sua tomada de decisão, você poderá alcançar resultados positivos e apurar ganhos com os movimentos no mercado financeiro. Contudo, é preciso considerar também o custo de oportunidade.

Como o dinheiro será deixado em um investimento seguro e líquido até que surja uma oportunidade, o retorno tende a ser menor. Então é necessário avaliar os resultados, em contraponto ao que seria obtido em outras alternativas.

Quanto maior for o tempo que esse montante permanecer investido dessa forma, maiores serão as perdas relativas. Além disso, nem sempre é possível identificar as oportunidades que o mercado oferece — e não há, portanto, garantias de que você irá aproveitá-las. Assim, avalie se faz sentido para você.

Como montar uma reserva de oportunidade?

Se você concluir que ter uma reserva de oportunidade é importante para seus aportes no mercado, é hora de saber como construí-la. Para tanto, é necessário adaptar o seu planejamento financeiro.

Caso você já seja investidor, é provável que destine parte dos recursos mensais para os investimentos. Nessas condições, basta dispor uma parte do seu orçamento para compor a reserva de oportunidade.

O tamanho dela depende do tipo de investimento que pretende fazer — e do montante destinado ao aproveite de eventuais oportunidades. Se a sua ideia for comprar um lote com 100 ações, por exemplo, pense no preço médio que está disposto a pagar e junte o equivalente.

Também é importante saber onde deixar a reserva de oportunidade alocada. Afinal, ela precisa estar disponível para ser utilizada.

Onde investir a reserva de oportunidade?

Como você viu, não há como prever quando surgirá uma opção de investimento que seja vantajosa para a sua estratégia. Por isso, o ideal é que a reserva de oportunidade seja mantida em investimentos líquidos e seguros — assim como a reserva de emergência.

O título público Tesouro Selic, os fundos DI e os títulos privados de renda fixa com liquidez diária são opções a considerar. Mantendo o dinheiro nessas alternativas, você poderá resgatar conforme seus interesses para realizar o investimento.

Como você acompanhou, a reserva de oportunidade é um montante que pode auxiliá-lo a atuar no mercado financeiro. Para decidir se vale a pena criar a sua, considere as características do seu perfil e da sua estratégia — além dos prós e contras dessa opção.

Gostou de conhecer essa alternativa? Se ainda tiver dúvidas sobre esse ou outros temas, conte com nossos assessores da Renova Invest para ajudá-lo!