Você sabia que o tempo é um grande aliado na hora de investir? Quem pode deixar o dinheiro aplicado por um longo prazo geralmente obtém rendimentos maiores. Isso porque conta com a ação dos juros, que vão se somando ao aporte investido e multiplicando seus recursos.

Desse modo, se o futuro da sua família é um ponto de preocupação, é importante pensar sobre o melhor investimento para o filho recém-nascido. Com isso, o dinheiro tem bastante tempo para render e você fica tranquilo para gastos de longo prazo.

Quer saber mais? Continue a leitura, entenda a importância de começar o investimento logo que seu filho nasce e saiba quais são as melhores opções para você!

Por que começar cedo o investimento para os filhos?

Os pais querem garantir o futuro dos filhos, por isso não há dúvida de que é necessário se planejar financeiramente. Afinal, como custear uma boa faculdade ou até mesmo os estudos no exterior sem planejamento? É preciso que a família tenha educação financeira para se organizar nesse sentido.

Com isso, consegue lidar bem com o dinheiro no dia a dia e começa a se preparar para gastos mais altos que possam ter com os filhos na adolescência ou vida adulta. A ideia é, além de ter uma reserva para imprevistos, separar uma quantia para os filhos, pensando no longo prazo.

Desse modo, o mais indicado é se programar para investir logo que a criança nasce. Assim, será possível deixar esse dinheiro aplicado por um longo período de forma a ter rendimentos maiores. Essa estratégia permite aproveitar a ação do tempo para fazer menos esforço financeiro.

Como escolher o melhor investimento para o filho recém-nascido?

Agora você já viu como é necessário se planejar para separar uma quantia e direcionar para o investimento dos seus filhos. Porém, pensando em aportes já na fase do recém-nascido, qual investimento escolher?

Nessa questão, não existe uma resposta que sirva para todos os investidores, porque cada um tem um perfil diferente. Um pode valorizar mais a segurança, outro lida melhor ou não com o risco, um terceiro se preocupa com a liquidez etc.

Então, para selecionar a melhor modalidade de investimento, é preciso entender suas expectativas e objetivos financeiros. Além disso, é sempre importante diversificar sua carteira, a fim de equilibrar os riscos e aumentar o potencial de ganhos no longo prazo.

Quais tipos de investimento são mais indicados para o futuro dos filhos?

Como você viu, cada família deve escolher onde aportar seus recursos pensando no futuro dos filhos. Depois de considerar suas preferências em relação aos riscos, é importante conhecer tipos de investimento que podem servir para essa finalidade.

Assim, com mais informações, será mais fácil escolher o melhor investimento para o recém-nascido. Acompanhe a seguir algumas alternativas que atendem esse propósito!

Tesouro IPCA+

Uma opção conservadora para fazer aportes pensando no futuro dos filhos é o Tesouro IPCA+, que está disponível na plataforma do Tesouro Direto. Ao adquirir esse título público, você empresta dinheiro ao Governo Federal.

Com isso, essa se torna uma opção bastante segura, pois há garantia governamental para que você receba seus ganhos com o investimento. Nesse título, a taxa de juros segue a inflação. Logo, o rendimento acompanha a variação do IPCA somado a uma taxa prefixada.

No IPCA+, portanto, você tem rentabilidade que permite repor as perdas da inflação, evitando perder seu poder de compra. Assim, é um fator importante que traz mais segurança para quem está aplicando recursos no longo prazo.

CDBs de longo prazo

Os certificados de depósito bancário (CDBs) também são uma alternativa para quem busca o melhor investimento para o filho recém-nascido. Eles oferecem diferentes prazos — e alguns podem ser mais longos.

Nessa opção, você empresta dinheiro a um banco. Os riscos podem ser um pouco maiores do que os títulos públicos. Consequentemente, a rentabilidade oferecida também pode ser mais alta.

Ações

As ações oferecem vantagens para quem está disposto a deixar o dinheiro alocado por bastante tempo. É que a volatilidade, tão comum nesses papéis, tende a afetar mais o curto prazo. Por isso, caso você tenha como objetivo o futuro dos seus filhos, elas podem significar retornos interessantes.

Mesmo assim, é essencial ter em mente que os riscos desse investimento são maiores e não há garantia de rentabilidade. Aqui, vale reforçar a importância de diversificar sua carteira com outras opções de investimento.

Fundos de investimento

Se o assunto é diversificar seus aportes, uma modalidade que pode atender esse objetivo são os fundos de investimento. Isso porque, geralmente, a ideia é distribuir seus recursos, junto a outros investidores, em diferentes títulos e ativos.

Além da diversificação, outra vantagem do fundo é a gestão profissional. Você conta com um gestor que escolhe as melhores opções de acordo com o tipo de fundo de investimento e sua estratégia.

Alguns exemplos de tipos de fundos são:

Entre os fundos, há opções para investidores conservadores, moderados e arrojados. Por isso, é necessário pesquisar o tipo de produto para aportar seus recursos naquele que melhor atenda seus objetivos para o futuro do seu filho.

Previdência Privada

A última alternativa dessa lista pode causar estranhamento, já que, quando se fala em Previdência, logo se associa com a aposentadoria. Contudo, saiba que a Previdência Privada pode atender a finalidade de custear despesas maiores com os filhos no futuro.

Há, inclusive, planos de Previdência Privada voltados, justamente, para o público infantil. O objetivo é fazer aportes recorrentes que são investidor em fundos e acumulam um valor que pode ser uma renda no futuro. É possível receber todo de uma vez ou mensalmente.

Neste post, você conferiu diferentes opções que podem ser o melhor investimento para o seu filho recém-nascido. Lembre-se de decidir de acordo com o seu perfil de investidor e objetivos e sempre estudar com calma as alternativas disponíveis no mercado.

Gostou de acompanhar as informações deste post? Então confira como ter retorno com os fundos imobiliários!