Preço sobre lucro PL
Preço sobre lucro PL

Preço sobre lucro (P/L): como analisar esse indicador?

Na hora de montar uma carteira de investimentos alinhada às suas necessidades, é preciso que o investidor tome alguns cuidados. Isso é dito, especialmente, ao lidar com o universo da renda variável. Afinal, ele pode ser bastante volátil. E alguns indicadores podem auxiliar nesse sentido — como o preço sobre lucro (P/L).

Em união com outros fatores, como a delimitação de objetivos e o conhecimento sobre o mercado financeiro, ele pode ajudar o investidor a tomar decisões embasadas em dados sólidos. Contudo, para que isso seja feito de forma bem-sucedida, é preciso entender como o indicador funciona.

Se você deseja saber mais sobre o preço sobre lucro e entender como analisá-lo, não deixe de prosseguir com a leitura!

O que é preço sobre lucro (P/L)?

Existem diversas opções disponíveis para quem deseja investir na Bolsa de Valores. Sabendo disso, como escolher as melhores?

Os indicadores financeiros podem ser grandes aliados dos investidores que desejam aportar dinheiro em Ações promissoras. Portanto, é importante considerar seu uso na hora de avaliar a qualidade dos ativos.

Nesse momento, o conceito de preço sobre lucro pode ser grande ajuda. Ele é um quociente comumente utilizado pelos investidores na hora de analisar Ações.

Por meio de seu cálculo, o investidor consegue analisar os preços das Ações relacionados aos lucros que pode obter com elas. Em outras palavras, ele conhece o potencial de um ativo. Isso facilita a decisão de adicioná-lo ou não à carteira de investimentos.

Como calcular o P/L?

Agora que você sabe o que é o P/L, é fundamental compreender seu funcionamento. É importante conhecer também as variáveis usadas para calculá-lo. Nesse sentido, precisamos conhecer os conceitos por trás do preço de uma Ação e de Lucro Por Ação (LPA).

O primeiro termo fala sobre o que está sendo pedido pela Ação. Ou seja, o preço em que ela está sendo negociada no mercado no momento. Já o segundo é a divisão entre o lucro líquido da empresa em determinado período e número total de Ações que ela emitiu.

Os dois conceitos são importantes para o P/L porque se trata de um indicador múltiplo. Assim, para calcular o preço sobre lucro de um ativo, o investidor precisa dividir o preço da Ação pelo Lucro por Ação.

Para que serve o preço sobre lucro?

Um das principais funções do indicador P/L é entender a visão do mercado sobre uma empresa. Ao relacionar o lucro com o preço do papel, o investidor entende se o mercado está vendo os resultados daquela organização com bons olhos e se está disposto a pagar por ela.

Conhecer o preço sobre lucro permite, então, que o investidor estabeleça uma relação temporal entre o preço de mercado da Ação e o valor que ela pode agregar como lucro. Desse modo, o indicador aponta o número de anos (ou exercícios) que seriam necessários para o investidor recuperar o capital aplicado na Ação.

Por fim, o preço sobre lucro P/L também exerce outro papel importante. Ele pode ser utilizado para identificar oportunidades. Um múltiplo menor que 1, por exemplo, indica que a Ação está subprecificada e pode apresentar potencial de valorização em breve.

Quais as limitações do indicador P/L?

Conforme visto, o cálculo do preço sobre lucro é bastante simples. Esse é, inclusive, um dos motivos pelos quais ele é tão importante para os investidores da bolsa de valores. Contudo, isso não deve significar que ele é suficiente para tomar uma decisão na renda variável.

É necessário considerar algumas limitações na interpretação do resultado. Uma deles reside na comparação entre empresas. O ideal é comparar companhias de um mesmo setor, já que elas têm características semelhantes em relação ao negócio.

Além disso, vale a pena ponderar outras informações para interpretar o P/L. Uma empresa que tenha indicador baixo, por exemplo, pode ser uma oportunidade. Mas também pode, por outro lado, estar desvalorizada em função de um modelo de negócios de baixa qualidade.

Sendo assim, é interessante ter em mente que o preço sobre lucro é um indicador entre vários outros. Ele é parte da análise fundamentalista de Ações, mas deve ser usado em conjunto com mais dados. Por exemplo, o Preço/Valor Patrimonial, o Fluxo de Caixa Líquido e outros fundamentos de qualidade e de saúde financeira.

Lembre-se, ainda, de considerar as especificidades do mercado a cada momento. Um P/L alto pode indicar uma Ação mais cara. Contudo, também pode demonstrar que o mercado tem muitas expectativas em relação ao ativo.

Existe um P/L ideal?

O questionamento sobre o preço sobre lucro ideal é frequente entre os investidores. Mas a verdade é que não é possível garanti-lo. Afinal, como você viu, é preciso se atentar a outros aspectos da análise fundamentalista antes de decidir investir em uma Ação.

Em suma, um P/L estar baixo ou alto só trará uma conclusão sólida após a observação do setor em que a empresa se encontra. Além disso, é preciso analisar a atenção que o mercado está dando a ele.

Então, em vez de procurar um valor de P/L específico, você precisa entender como interpretar um resultado. Sendo assim, é uma boa ideia conferir a média do P/L de empresas do mesmo setor. Com ela em mãos, será mais simples comparar e compreender o indicador.

Por que ele é importante para o investidor de longo prazo?

Após entender que há mais a ser explorado sobre o P/L além de seu valor, muitos investidores podem se perguntar se conhecê-lo é realmente relevante. A resposta é sim! Analisar o preço sobre lucro de uma Ação é bastante recomendado.

Ele oferece ao investidor uma noção mais clara do quanto o mercado financeiro está disposto a pagar pela projeção de resultados de um negócio. Desse modo, quem investe a longo prazo poderá saber se o ativo em questão está alinhado aos seus objetivos.

Agora você sabe tudo o que precisa acerca do preço sobre lucro (P/L). Dessa forma, caso faça sentido em sua carteira de investimentos, não deixe de usar as informações deste artigo. Elas o ajudarão a guiar suas escolhas. Assim, as chances de você investir de forma acertada em relação às suas necessidades aumentam!

O que você achou deste conteúdo? Ajudou a entender melhor os fundamentos de uma empresa? Deixe seu comentário ou dúvida!

Compartilhe:

Deixe uma resposta


Utilizamos cookies que melhoram a sua experiência em nosso site. Todos seguem as regras da nossa Politica de Privacidade. Clicando em "OK" você concorda com a nossa política.