Opções Binárias
Opções Binárias

Opções Binárias: o que é, como funciona e quando vale a pena?

Quando você começa a operar no mercado financeiro, é comum buscar oportunidades para ter altos lucros. No entanto, essa atitude pode envolver riscos elevados, como acontece no caso das opções binárias.

Embora não sejam ilegais no Brasil, as opções binárias não são regulamentadas no país. Isso faz com que o especulador, além de se expor ao altíssimo risco, ainda se exponha ao perigo de cair em fraudes financeiras.

Continue a leitura e entenda o que são opções binárias, como funcionam e quais são as alternativas para quem deseja especular na bolsa de valores. Vamos lá?

O que são as opções binárias?

Se você já conhece as alternativas no mercado financeiro, não deve confundi-las com as opções binárias. Os dois conceitos não têm ligação, pois essas opções não fazem parte do mercado de capitais, além de não ser, de fato, um investimento.

As opções binárias são consideradas um veículo de especulação no mercado. Nesse tipo de operação, não há compra ou venda direta de ativos. Na verdade, quem utiliza essa alternativa faz uma espécie de aposta na alta ou na baixa dos ativos.

Assim, é possível ter retorno se o mercado se comportar como o esperado. Porém, se isso não acontecer, o especulador terá prejuízo. Vale saber, ainda, que não é necessário prever o percentual de variação no preço, apenas a trajetória de subida ou descida do ativo.

Como funcionam as opções binárias?

Primeiro, saiba que existem diversos ativos que podem ser considerados nas operações envolvendo opções binárias. Alguns exemplos comuns são as ações, as moedas, os índices financeiros e as commodities.

Essas operações funcionam da seguinte forma: o especulador dá um palpite sobre a trajetória do ativo em um curtíssimo prazo. Se ele estiver errado, perderá todo o valor aportado. Por outro lado, se ele acertar a previsão, é possível obter lucros altos — geralmente entre 60% e 90%.

Assim, existem dois resultados possíveis: o investidor ganha ou perde. Por esse motivo, as opções binárias recebem esse nome. Devido ao funcionamento da operação, alguns profissionais do mercado comparam as opções binárias com um jogo ou mesmo uma aposta.

Quais são as principais características dessas operações?

Como você viu, uma das características das opções binárias é que o especulador pode ter um lucro altíssimo no curto prazo.  Contudo, outra particularidade importante são os riscos elevados, pois há chance de perder tudo o que aportou.

Além disso, é importante ter em mente que as opções binárias não são regulamentadas pela Comissão de Valores Mobiliários (CVM). Por esse motivo, nenhuma instituição financeira no Brasil tem autorização para mediar essas operações.

Dessa maneira, quem tem interesse nesse veículo de especulação deve utilizar instituições de outros países. Isso envolve a burocracia de abrir conta em corretoras do exterior. Ainda, a falta de regulamentação faz com que você se exponha à operação sem a segurança institucional brasileira.

Ou seja, se ocorrer algum problema, você não terá nenhuma proteção dos órgãos nacionais que regulam o mercado financeiro.

Quais são os principais riscos envolvidos?

Além da falta de regulamentação, existem outros riscos envolvidos nas operações com opções binárias. Conheça alguns deles:

Possibilidade de perder tudo

Nas opções binárias, se a sua previsão não se confirmar, você perde todo o dinheiro. Elas não apresentam proteção alguma e trata-se de uma operação de “tudo ou nada”. Apesar de existir a possibilidade de ter bons lucros, a chance de perda é altíssima.

Alta volatilidade

Com a volatilidade do mercado, o risco de perda se torna ainda maior. O motivo para isso é que pode ser muito difícil dar palpites sobre a trajetória de curtíssimo prazo dos ativos. Afinal, as ações, moedas, índices e commodities não se comportam de maneira linear em curtos intervalos de tempo.

Como as mudanças são rápidas, é mais difícil apostar em determinadas tendências. Isso potencializa os riscos da operação.

Risco de golpes

As fraudes financeiras são consequências da ausência de regulamentação no Brasil. Sem leis para respaldar os brasileiros em caso de problemas, há muito mais exposição a tentativas de golpes que envolvem opções binárias.

Abrir contas em instituições estrangeiras envolve lidar com os procedimentos, as leis e o idioma de outro país. Então, o especulador pode ter mais dificuldade em identificar a ação de criminosos e se proteger de golpes.

Como especular com segurança no mercado financeiro?

O mercado financeiro oferece oportunidades para quem quer especular de maneira regulamentada. Na bolsa, por exemplo, você encontra diversos ativos e derivativos, cada um com seu grau de risco. Eles oferecem a segurança de instituições e agentes regulatórios brasileiros.

Entre as alternativas para especular com segurança, estão:

Ações

Com a volatilidade do mercado de ações, os especuladores podem encontrar oportunidades para lucrar com a variação nos preços dos papéis. Ao avaliar o histórico e o momento atual do mercado, é possível identificar oportunidades para operar.

A prática pode ser feita de diversas maneiras, mas as principais são o day trade e o swing trade. No primeiro caso, a compra e venda das ações é feita no mesmo dia. No segundo, a duração da posição pode variar de alguns dias a algumas semanas.

Contratos futuros

O mercado futuro permite realizar operações visando uma data futura. Nesse ambiente, não há negociação direta de ativos, mas sim derivativos. As negociações ocorrem, principalmente, com contratos de índice, moedas e commodities.

Para especular no mercado futuro, é necessário passar os contratos ou minicontratos adiante, realizando as compras e vendas que sejam mais vantajosas. Isso dependerá da variação de preços, pois as cotações dependem da lei da oferta e da procura.

Opções

Operar com opções é outra forma regulamentada de especular. As operações acontecem com derivativos e envolvem o acordo de compra ou venda de ativos no futuro. Aqui, quem adquire o direito de opção tem o poder de decisão.

Na prática, se a opção for de venda e ele resolver exercer seu direito, por exemplo, quem ofereceu a opção é obrigado a comprar os ativos. Para isso, o especulador pode avaliar as vantagens da operação e decidir ou não exercer o seu direito.

Conhecendo essas alternativas de especulação você já sabe que existem práticas regulamentadas no mercado de capitais para buscar lucros maiores. Assim, é possível especular sem precisar se expor à falta de regulamentação riscos ainda mais altos que fazem parte das opções binárias.

Ficou com alguma dúvida? Entre em contato conosco e tenha acesso a uma assessoria personalizada para tomar boas decisões de alocação dos seus recursos!

Compartilhe:

Deixe uma resposta


Utilizamos cookies que melhoram a sua experiência em nosso site. Todos seguem as regras da nossa Politica de Privacidade. Clicando em "OK" você concorda com a nossa política.