O que é e como funciona o indicador P/VPA
O que é e como funciona o indicador P/VPA

O que é e como funciona o indicador P/VPA? Preço pelo valor patrimonial

Investir em renda variável, como Ações e Fundos Imobiliários (FIIs), para o longo prazo exige a análise de diversos critérios. Afinal, é preciso escolher as opções mais adequadas. Nesse caso, o P/VPA é um dos indicadores que merece destaque.

Ele ajuda a entender melhor as condições do investimento, o que influencia no potencial de retorno e nos riscos existentes. Tem interesse em conhecer o indicador?

Continue a leitura para saber o que é P/VPA, como ele é calculado e como avaliá-lo antes de investir!

O que é P/VPA?

O conceito de P/VPA trata de Preço sobre Valor Patrimonial por Ação. Ou seja, o preço da Ação dividido pelo valor patrimonial que ela representa. Ele é um dos principais indicadores fundamentalistas de investimentos.

Para entender seu conceito, é preciso compreender outros elementos envolvidos. O primeiro é o Valor Patrimonial por Ação (VPA), que indica a relação entre o patrimônio líquido (PL) da empresa e o número de Ações que foram emitidas.

O PL engloba todos os bens da companhia, como imóveis, maquinários, equipamentos, veículos etc. É possível verificá-lo no Balanço Patrimonial da Empresa. Ao dividi-lo pelo número de Ações, é possível saber qual é o patrimônio que cada papel representa.

Por fim, o indicador considera o Preço por Ação, que é a cotação das Ações da empresa no mercado a cada momento. É possível verificá-lo no home broker ou em sites que fazem a análise fundamentalista de investimentos.

Para que serve o P/VPA?

Investir na Bolsa de Valores pode trazer bons resultados para os investidores. Mas você também deve saber que a renda variável traz riscos que precisam ser analisados. Assim, os indicadores servem para fazer uma avaliação mais profunda sobre as alternativas.

As análises fundamentalistas exercem um papel essencial no investimento para o longo prazo. Isso porque elas trazem informações gerais e específicas sobre dados da empresa ou do fundo — que são relevantes para os investidores.

No caso do P/VPA, ele mostra quanto os investidores estariam pagando pelo patrimônio líquido da empresa. Ou seja, ao relacionar com o patrimônio líquido da companhia, ele demonstra se a Ação está subvalorizada ou não.

Contudo, vale destacar vincular a análise apenas ao valor patrimonial do negócio pode limitar as informações. Algumas empresas contam com um patrimônio menor devido ao próprio modelo de atividade, que não exige muitos imóveis ou equipamentos, por exemplo.

Então é importante saber não só como calcular o P/VPA, mas também como interpretá-lo. Desse modo, você saberá utilizar o conceito no dia a dia para a tomada de decisões nos investimentos.

Caso contrário, a interpretação isolada de resultados pode induzir o investidor a fazer escolhas que não são as mais adequadas.

Como o P/VPA é calculado?

Como você viu, o cálculo do P/PVA é feito obtendo a relação entre o preço por Ação e o valor patrimonial por Ação. Assim, o primeiro passo é definir os outros indicadores.

Veja como funciona o cálculo completo:

  • o VPA é calculado dividindo o patrimônio líquido da empresa pela quantidade de Ações emitidas;
  • o P/VPA será obtido dividindo o preço por Ação pelo resultado do VPA.

Pode parecer um pouco complicado. Então preparamos um exemplo para simplificar. Imagine que uma empresa tem um patrimônio líquido de R$ 250 milhões e 20 milhões de Ações emitidas. No momento, cada papel tem um preço de R$ 15.

Para ilustrar:

  • PL = R$ 250 milhões;
  • Ações emitidas: 20 milhões;
  • preço por Ação: R$ 15.

Primeiro, precisamos calcular o VPA:

  • 250 milhões ÷ 20 milhões = 12,5.

Depois, dividimos o VPA pelo preço por Ação, da seguinte forma:

  • P/VPA = 15 ÷ 12,5 = 1,2.

Chegamos ao indicador de 1,2. O cálculo também pode ser utilizado para analisar investimentos em Fundos Imobiliários. Nesse caso, utiliza-se o número de cotas e o valor das cotas para fazer o cálculo.

Como interpretar o resultado do P/VPA?

Após encontrar o valor do P/VPA em uma Ação ou em um FII, é importante entender como o resultado deve ser interpretado.

Veja a seguir os aspectos gerais:

  • P/PVA igual 1: a Ação ou cota está igual ao valor patrimonial que ela tem;
  • P/PVA superior a 1: a Ação ou cota está acima do valor patrimonial;
  • P/PVA inferior a 1: a Ação ou cota está abaixo do valor patrimonial.

O indicador reflete o momento atual da empresa, sendo que o resultado mais natural é próximo a 1. Ou seja, quando está em 1 a Ação ou cota está custando no mercado exatamente o que representa do patrimônio da companhia ou do fundo.

O dado pode ser utilizado para ajudar na definição do seu investimento. Por exemplo, um resultado inferior a 1 indica que o preço está barato. Afinal, o patrimônio é mais alto do que ele. Assim, a análise pode significar que é uma opção favorável para investir.

No entanto, como já foi dito, a análise de um indicador não deve ser feita isoladamente. Os resultados precisam ser interpretados de forma mais aprofundada. Além de considerar o momento e o setor da empresa, utilize também outros fundamentos em conjunto.

Como utilizar esse indicador para investir?

A aplicação prática do P/VPA na sua carteira dependerá dos seus objetivos com o investimento. Então não existe uma fórmula exata sobre como utilizar o indicador.

Geralmente, em investimentos de longo prazo ele é um dos fundamentos considerados para definir o momento de investir. Aqui, é comum buscar Ações ou cotas que tenham um preço mais baixo do que seu valor, por apresentarem um maior potencial de retorno. Quando o mercado precificar o ativo mais perto do seu valor o investidor já terá uma valorização.

Para evitar equívocos ou vieses na sua avaliação, o ideal é não considerar apenas o P/VPA. Nesse cenário, é importante entender quais outros indicadores podem ser avaliados.

Veja alguns exemplos:

  • Preço/Lucro (P/L), que indica o valor que o mercado se dispõe a pagar pelos lucros da organização;
  • Valor da empresa/ Lucro Antes de Juros, Impostos, Depreciação e Amortização (EV/Ebdta), que mostra relação entre o valor da empresa e o lucro operacional;
  • outros fundamentos que indicam a saúde financeira e corporativa da empresa ou fundo.

Agora que você já sabe como funciona o indicador P/VPA, pode começar a utilizá-lo em seus investimentos. Dessa maneira, é possível criar uma carteira de longo prazo com mais segurança. Não se esqueça de avaliar um conjunto de fatores para tomar as melhores decisões!

Quer aprender mais sobre o assunto? Então confira o nosso conteúdo sobre como analisar os fundamentos das Ações!

Compartilhe:

Este post tem um comentário

Deixe uma resposta


Utilizamos cookies que melhoram a sua experiência em nosso site. Todos seguem as regras da nossa Politica de Privacidade. Clicando em "OK" você concorda com a nossa política.