Renova Invest Facebook

Inverno cripto: O que significa essa expressão?

Inverno cripto
Inverno cripto

O investimento em criptomoedas é baseado em tecnologias e atualizações constantes no mercado. Tendo em vista essa expansão e o surgimento de novos conceitos relacionados ao tema, é comum ter dúvidas sobre determinados termos. Entre eles, está a expressão inverno cripto.

Se você investe ou pretende começar a investir no mercado de criptoativos, é importante conhecer o que o termo significa e quais são os movimentos relacionados a ele. Assim, você terá mais embasamento para as suas decisões de investimento, considerando riscos e oportunidades.

Quer entender melhor o inverno cripto e o que ele significa? Então não perca este conteúdo sobre o assunto!

O que é inverno cripto e de onde vem o termo?

O termo inverno cripto tem relação com as oscilações e com o volume de negociações dos criptoativos — em especial, as criptomoedas. Dessa maneira, o passo inicial para compreendê-lo é conhecer a situação dos ativos em cada período.

Em 2022, principalmente no primeiro semestre, o mercado de criptoativos apresentou um movimento de baixa. Essa informação é importante, tendo em vista que, em 2021, o bitcoin — o criptoativo com maior volume de negociação — teve sua máxima histórica.

Naquele ano, a cotação da criptomoeda chegou a quase U$ 70 mil, após uma valorização bastante expressiva impulsionada pelo cenário internacional. Contudo, em 2022, os movimentos apresentaram uma grande baixa.

O preço do bitcoin caiu expressivamente, chegando a menos de U$ 29 mil — uma desvalorização de quase 60%, até junho de 2022. Além disso, não havia sinais, no momento, de que o cenário se reverteria no curto prazo.

Esses períodos de desvalorização e sem indicações de recuperação são chamados de inverno cripto. É como se, nesse momento, os investidores colocassem os criptoativos na geladeira, optando por investimentos mais seguros e estáveis.

Portanto, o arrefecimento no mercado de criptoativos e a falta de perspectivas de alta formam a origem do termo inverno cripto. Isso ocorre em contraste com o mercado aquecido e em alta de períodos anteriores.

Por que é importante acompanhar os movimentos nesse mercado?

Como você viu, o inverno cripto é um período em que os preços de criptoativos estão em baixa e não têm perspectiva de crescimento. Agora, vale a pena entender por que isso acontece e como isso pode afetá-lo.

A seguir, entenda por que é tão relevante acompanhar os movimentos do mercado cripto!

Investidores interessado no mercado de criptoativos

Para quem investe ou especula com criptomoedas, conhecer períodos como o inverno cripto ajuda a compor uma base de informações que será acessada na tomada de decisão. Além disso, como as oscilações costumam ser bastante acentuadas, há possibilidade de identificar oportunidades nesses momentos.

Desse modo, entender os movimentos, encontrar padrões de comportamento e compreender as influências por trás das oscilações pode potencializar seus resultados. Afinal, você poderá tomar decisões melhores, que o ajudem a evitar perdas ou aumentar ganhos.

Portanto, vale a pena permanecer atento ao mercado e a como ele se comporta, buscando opiniões de profissionais e acompanhando notícias.

Investidores interessados em outros mercados

Mesmo quem não investe nesse mercado pode se beneficiar. Afinal, os movimentos dos criptoativos podem estar relacionados ao cenário de investimentos mais tradicionais. Nesse contexto, vale citar os motivos do inverno cripto que ocorreu no primeiro semestre de 2022.

Com o cenário pós-pandemia de covid-19 e a guerra entre a Rússia e a Ucrânia, a inflação e a instabilidade econômica atingiram vários países. Assim, é possível descrever o momento do mercado como um período marcado pela aversão aos riscos dos investidores.

No geral, esses cenários de crise tornam a renda variável menos atraente para os investidores. Afinal, há como ter uma exposição maior à renda fixa, aproveitar o rendimento de juros mais elevados e diminuir os riscos atrelados à carteira.

Dessa forma, apesar de não serem iguais, o mercado cripto e as alternativas da bolsa de valores apresentam algumas semelhanças. Por exemplo, ambos possuem riscos mais elevados que a renda fixa, por exemplo.


Assim, acompanhar o cenário pode ajudar a embasar as decisões na renda variável convencional. Além de aproveitar as oportunidades, você pode focar em proteger seu portfólio de determinadas tendências — como o aumento de volatilidade.

Como proteger a carteira de investimentos desse movimento?

Até aqui, foi possível notar que o inverno cripto é um cenário do mercado de criptoativos que trouxe uma grande desvalorização desses ativos. Assim, quem investe nesse mercado provavelmente percebeu uma diminuição do patrimônio investido.

Contudo, você pode proteger a sua carteira dos impactos desses cenários, sem precisar desistir do investimento nesse mercado. Quer saber como isso é possível?

Confira os pontos de atenção!

Diversificação

O primeiro ponto de atenção para proteger o portfólio do inverno cripto é focar na diversificação. Expor-se a somente um risco traz mais insegurança para a carteira de investimentos e pode acarretar prejuízos mais altos.

Imagine que você tenha todo seu patrimônio investido em criptomoedas. Em 2022, o seu patrimônio investido teria diminuído mais de 60%.

Por outro lado, diversificando os aportes e encontrando alternativas descorrelacionadas, é possível ter mais segurança. Isso acontece porque os resultados negativos de um ativo podem ser compensados pelo movimento de alta de outras opções do portfólio, por exemplo.

Staking

Outra maneira de se proteger desses momentos de resfriamento do mercado é por meio do staking. Você pode imaginar esse procedimento como um empréstimo de criptomoedas. Nesse caso, você cede as suas criptos por um determinado período e recebe uma remuneração por conta dessa transação.

Então, ainda que o mercado esteja em baixa, essa é uma forma de obter um rendimento passivo por meio das criptomoedas. Vale ressaltar que é fundamental encontrar exchanges confiáveis para realizar o staking, a fim de proteger os seus ativos.

O montante da remuneração varia conforme a instituição utilizada. Por isso, sempre pesquise as opções, mas não deixe de focar na segurança do seu patrimônio. Você pode contar com a Mercado Bitcoin, uma exchange brasileira completa e que o ajudará a executar suas operações diretas.

Agora você já sabe o que é o inverno cripto e como surgiu essa expressão. Como você percebeu, vale ficar atento a esses movimentos do mercado e buscar formas de proteger a carteira, caso deseje se expor aos criptoativos.

Ainda ficou com dúvidas sobre esse assunto? Então deixe um comentário para que possamos ajudá-lo!

 

Quer aprender mais sobre as oportunidades de investimentos do mercado financeiro? Então participe do nosso grupo no Telegram!

Veja também

botão de concordância

0 Comentários
Feedbacks
Visualizar todos os comentários

Utilizamos cookies que melhoram a sua experiência em nosso site. Todos seguem as regras da nossa Politica de Privacidade. Clicando em "OK" você concorda com a nossa política.