Quem é novo no mercado financeiro encontra uma série de expressões que nem sempre são fáceis de entender. Por exemplo, o termo free float normalmente é encontrado quando se fala no investimento em ações, mas você sabe o seu significado?

Deixar de observá-lo no momento de escolher papéis de companhias listadas na bolsa de valores pode prejudicar os seus objetivos no mercado. Contudo, esse não é o único indicador que deve ser considerado no momento de montar uma carteira de investimento.

Se você quer saber mais sobre o tema, continue a leitura deste artigo. Nele, você entenderá o significado de free float e a importância desse indicador.

Vamos lá?

O que é uma ação?

As ações integram os investimentos de renda variável que podem ser encontrados na bolsa de valores. Elas representam a menor parte negociável do capital social de uma companhia. Logo, quem adquire uma ação se torna acionista e passa a compartilhar dos resultados e riscos do negócio.

Para emitir uma ação, a companhia precisa abrir seu capital. Isso é feito em um procedimento conhecido como IPO (oferta pública inicial), onde são ofertados os primeiros papéis da empresa para investidores que estejam interessados.

O capital levantado no IPO vai todo para a organização. Depois, as ações passam a ser negociadas entre acionistas no mercado secundário.

Qual é a diferença entre ações ON e PN?

Uma companhia pode emitir diferentes tipos de ações, entre as mais comuns estão as ações ordinárias (ON) e ações preferenciais (PN).

As ações ordinárias são aquelas que garantem ao titular o direito de votar nas decisões importantes da organização. Geralmente, elas tendem a ser procuradas por investidores que desejam participar da administração da companhia.

Por outro lado, as ações preferenciais são papéis que conferem ao seu dono a preferência no recebimento de dividendos. Logo, investidores que buscam formas de obter renda passiva no mercado, costumam escolher esse tipo de ação para investir.

O que é e como funciona o free float?

Após conferir o conceito de ações e a diferença entre ações ON e PN, é possível que você queira saber qual é a relação disso com free float. Essa expressão, traduzida literalmente, significa “livre flutuação”.

No mercado brasileiro, seu significado se alinha melhor ao termo “livre circulação”, pois representa as ações que podem ser livremente negociadas entre investidores.

INVESTIR FORA DO BRASIL? DESCUBRA COMO

INVESTIR FORA DO BRASIL? DESCUBRA COMO

Aprenda a como investir no exterior de forma prática

Nesse sentido, o free float é considerado um indicador importante da análise fundamentalista. Ele tem a função de indicar a quantidade de ações em livre circulação que uma empresa tem na bolsa. Assim, o seu resultado mostra, em porcentagem, o nível de abertura da companhia ao mercado.

Afinal, quando uma empresa abre capital, ela não precisa disponibilizar 100% de suas ações ao mercado. Parte dos papéis pode ficar sob a titularidade dos diretores, controladores, tesouraria ou acionistas de classe especial — como estratégia de controle da organização.

Qual o valor mínimo de free float?

Como o nível de abertura de uma empresa é uma informação de bastante relevância para o investidor, os órgãos reguladores exigem que seja respeitado um patamar mínimo de free float. Na bolsa de valores brasileira, esse parâmetro é de 25%.

Perceba que, quanto maior for o free float de uma organização, mais pulverizado tende a estar o quadro de acionista. Portanto, para quem visa estar mais próximo da administração da empresa, pode ser mais interessante investir naquelas com alto free float. Isso porque há possibilidade de adquirir mais papéis no mercado (alta liquidez).

Agora, se o seu interesse é buscar por ações com maior volatilidade, as empresas com menor free float podem fazer mais sentido. Afinal, quando as ações estão represadas na mão de poucas pessoas, quando uma delas decide desfazer sua posição isso pode ter alto impacto no preço do ativo.

Dessa forma, não há como se falar em um percentual de free float ideal para investir. Afinal, tudo dependerá do seu planejamento e objetivos como investidor.

Como saber o free float de uma empresa?

Conhecendo agora um pouco mais sobre o free float, chegou o momento de aprender como encontrá-lo. O indicador pode ser encontrado por meio de um cálculo matemático que considera o volume de ações da empresa e aquelas disponíveis no mercado.

No entanto, antes de aprendê-lo, é preciso reforçar que as ações em livre circulação desconsideram os papéis que estão em posse dos diretores, controladores, tesouraria e acionistas de classe especial. Logo, o cálculo é feito da seguinte forma:

Free float = (Número de ações disponíveis no mercado / Total de ações da empresa)

Para obter o resultado em porcentagem, basta multiplicar o resultado por 100. Quanto mais próximo de 100%, maior é a abertura da empresa ao mercado. Já um valor próximo do mínimo (25%) terá menor disponibilidade de ações.

Veja alguns exemplos no mercado brasileiro — os dados são de 2021:

  • Petrobras: 49,50% ON (PETR3) e 71,41% PN (PETR4);
  • Vale: 52,36% ON (VALE3);
  • Ambev: 27,94% ON (ABEV3);
  • Banco Bradesco: 28,65% ON (BBDC3), 97,56% PN (BBDC4);
  • Magazine Luiza: 42,26% ON (MGLU3);
  • Taesa: 37% ON (TAEE3), 98,73% PN (TAEE4);
  • CVC: 83,61% ON (CVCB3).

Qual a importância de conhecer esse indicador?

Conhecer o free float é fundamental para quem pretende investir em ações. Afinal, o investidor precisa saber qual companhia é mais favorável para investir de acordo com o seu perfil e objetivos.

Como você viu, optar por empresas com maior free float é uma forma de se proteger dos riscos relacionados à menor liquidez e maior volatilidade. Isso porque, quanto maior o número de acionistas, mais fácil será encontrar interessados em negociá-los.

Por outro lado, os preços tendem a ser mais estáveis, já que seria preciso comprar uma grande quantidade de ações para movimentá-los.

Agora, investir em companhias com menor free float tende a fazer mais sentido para quem não se importa que o poder de administração seja exercido por poucos. A alternativa também pode ser interessante para quem busca ativos com maior volatilidade, permitindo lucrar com as diferenças de preço.

Agora você já sabe o significado free float e poderá avaliá-lo para fazer escolhas mais precisas ao investir em ações. Porém, é importante não se basear apenas nesse dado em suas decisões. Para uma análise mais robusta, vale a pena utilizar também outros indicadores fundamentalistas.

Ficou com alguma dúvida acerca do free float? Entre em contato com um de nossos assessores — temos profissionais prontos para lhe atender!