Renova Invest Facebook

Farming de liquidez: o que é e como funciona?

As finanças descentralizadas (DeFi) trouxeram diversas inovações para o mercado de criptomoedas. Quem sabe o que é farming de liquidez, por exemplo, tem contato com uma das principais ferramentas para geração de renda passiva com moedas virtuais.

Com o uso de contratos inteligentes, o mercado de ativos digitais consegue prover serviços similares ao mercado tradicional. No entanto, vale ressaltar que são mantidas as características, as vantagens e os riscos das DeFi nessas operações.

Assim, se você se interessa pelo mercado de criptoativos, precisa se manter informado sobre as possibilidades do setor. Continue a leitura e entenda o que é o farming de liquidez!

O que é farming de liquidez?

Também conhecido como mineração de liquidez, o farming é um processo que permite a quem possui criptomoedas ganhar recompensas pelos investimentos. Existem diversas plataformas para fazer esse tipo de negociação.

Em relação aos aplicativos descentralizados e às plataformas, o principal objetivo da ferramenta é atrair liquidez e recompensar os investidores dispostos a emprestar seus ativos digitais.

ONDE INVESTIR
EM 2024
DESCUBRA COMO ESCOLHER AS PEÇAS CERTAS PARA CONSTRUIR UM PORTFÓLIO SÓLIDO.

Normalmente, a parte que toma os empréstimos realiza operações financeiras de alavancagem. O objetivo é aproveitar a alta volatilidade para obter lucros gerados pelas variações de preços das criptomoedas no mercado.

Como funciona o farming?

Se você quer entender o processo, saiba que ele envolve o bloqueio de ativos digitais em contratos inteligentes para gerar pools de liquidez em troca de juros e outras recompensas. Para isso, um investidor deve depositar unidades de uma criptomoeda para receber as taxas de negociação.

Os retornos dos criptoativos emprestados nos protocolos DeFi são apresentados como um rendimento percentual anual. Portanto, o funcionamento do mecanismo é semelhante ao que ocorre no sistema tradicional de empréstimo.

Além disso, à medida que mais investidores acrescentam fundos ao pool de liquidez relacionado, o valor do retorno obtido aumenta. Algumas plataformas também recompensam os usuários com rendimentos adicionais do token nativo do protocolo, conhecido como token de governança.

Esses tokens dão aos donos das criptomoedas a possibilidade de opinar sobre os rumos do seu desenvolvimento. Assim, eles podem participar de votações e influenciar decisões em relação aos protocolos, produtos ou roteiros de desenvolvimento.


O que são pools de liquidez?

Como você aprendeu, as operações de farming são realizadas por meio de contratos inteligentes que formam pools de liquidez. Essas ferramentas são fundamentais para assegurar o bom funcionamento do mercado.

Na prática, os pools de liquidez permitem que os usuários possam deixar seus tokens bloqueados em um contrato inteligente em troca de remuneração e recompensa. O bloqueio ajuda a garantir que o mercado terá uma oferta suficiente de criptoativos.

Assim, as negociações com ativos digitais podem ocorrer sem problemas de liquidez. Isso é especialmente importante em exchanges descentralizadas. Assim, quanto mais pools as empresas tiverem, mais fácil é negociar os tokens listados nelas.

Os usuários que depositam os tokens para as plataformas de criptomoedas são chamados provedores de liquidez. Para isso, eles escolhem qual pool gostariam de negociar e enviam os tokens para o endereço do contrato inteligente.

Dessa forma, eles recebem os tokens de pool que comprovam os investimentos. O bloqueio dos ativos pode ocorrer por um período prefixado ou variável. Já a remuneração acontece por meio de staking, em que há pagamento de taxas de juros em cada transação.

O processo de staking é muito utilizado para gerar renda passiva. Ele ocorre quando as exchanges utilizam os depósitos dos clientes para emprestar àqueles que buscam crédito. Parte dos juros pagos pelos credores são repassados para os investidores e a plataforma fica com o restante.

Quais são os riscos do farming de liquidez?

Depois de entender o que é o farming de liquidez, é necessário compreender quais são os riscos envolvidos no processo. Existem diversos pontos de atenção que estão associados também às finanças descentralizadas de forma geral.

Conheça os principais:

Volatilidade

Como há bloqueio dos ativos em staking, os custos da volatilidade podem ser mais elevados no farming de liquidez. Isso significa que se houver perdas intensas, as moedas digitais que estão bloqueadas não podem ser negociadas para minimizar os prejuízos.

Fraude

Outro risco relevante está ligado ao investimento em projetos ou esquemas fraudulentos. Como consequência, pode haver perda dos criptoativos investidos. Esse problema está relacionado à falta de regulação do mercado de moedas digitais.

No Brasil, por exemplo, a Comissão de Valores Mobiliários (CVM) não fiscaliza a compra direta de criptomoedas. Isso não torna a posse dos ativos irregular, mas o investidor fica mais exposto aos golpes financeiros que podem ocorrer.

Falhas no contrato inteligente

Os contratos inteligentes estão sujeitos a falhas. Elas podem ocorrer intencionalmente, com o objetivo de favorecer ataques, colocando os criptoativos em risco. Portanto, quem bloqueia os tokens nesses contratos fica exposto ao risco de roubos.

Rug pull

O termo rug pull pode ser traduzido como a expressão “puxada de tapete”. O golpe tem ganhado notoriedade no mercado de criptomoedas e se caracteriza pela fraude em que os desenvolvedores de um protocolo somem após acumularem uma boa quantidade de fundos dos investidores.

Com isso, eles perdem o acesso às suas criptomoedas e dificilmente conseguem descobrir os responsáveis pelo crime virtual.

Perda temporária

O preço de um determinado ativo digital pode diminuir ou aumentar enquanto está em staking. Logo, podem haver ganhos ou perdas não realizadas. Eles se tornam permanentes quando as criptomoedas são liberadas.


Se a perda for maior que o rendimento obtido com o staking, haverá prejuízos. Entretanto, eles poderiam ser menores caso os criptoativos estivessem disponíveis para negociação durante as movimentações de preços.

Por que entender esses conceitos?

Como se trata de um segmento recente, você deve imaginar que as finanças descentralizadas não são conhecidas por muitos investidores e especuladores. Portanto, compreender os conceitos é essencial para que o mercado de criptoativos possa garantir a liquidez das negociações de tokens DeFi.

A liquidez evita problemas na negociação dos tokens, prevenindo também ataques de hackers e manipulações de preços. Afinal, mercados com baixa liquidez estão mais sujeitos a tais riscos, o que pode gerar prejuízos financeiros aos detentores de tokens.

Se não houvesse liquidez suficiente, um grande investidor poderia acumular muitos tokens e manipular facilmente o preço deles. Portanto, conhecer esses conceitos ajuda a entender como funciona o mercado de criptoativos.

Agora você sabe que o farming de liquidez é um processo importante para finanças descentralizadas e se tornou popular por trazer rendimentos aos participantes. Assim, é possível ganhar mais tokens DeFi sem fazer operações de trade ou minerar.

Gostou de saber mais sobre o assunto? Aproveite para complementar a leitura e conheça as 10 principais moedas digitais do mundo!

Veja também:

Inscreva-se
Notificar-me de
Esse campo só será visível pela administração do site
botão de concordância
0 Comentários
Feedbacks
Visualizar todos os comentários

Utilizamos cookies que melhoram a sua experiência em nosso site. Todos seguem a nossa Politica de Privacidade. Clicando em "OK" você concorda com a nossa política.