Renova Invest Facebook

Criptomoeda Harmony: entenda o que é e como funciona!

mercado bitcoin
mercado bitcoin

É bastante provável que você já tenha ouvido falar sobre o bitcoin. Essa foi a primeira moeda virtual do mundo, a qual inaugurou o mercado de criptoativos em 2008. Desde então, surgiram inúmeras outras alternativas no segmento, com características distintas — como a criptomoeda harmony ONE.

Lançada em 2019, ela tem como objetivo promover melhorias no sistema da blockchain. Essa é a tecnologia utilizada para viabilizar a negociação de diversos criptoativos, visando assegurar a segurança das transações.

Quer saber mais? Continue a leitura para descobrir como funciona a blockchain própria da harmony e confira as características dessa criptomoeda!

O que é harmony e como funciona?

O bitcoin e a blockchain provocaram uma verdadeira revolução no universo das finanças e da tecnologia. A partir de um banco de dados conectado a uma rede descentralizada, a forma de realizar transações monetárias e de rodar softwares foi transformada.

Na prática, ele cumpre um papel similar ao livro-caixa, pois registra todas as movimentações realizadas. Além disso, cada movimentação é validada em blocos. Porém, com o passar do tempo, apareceram novas tecnologias que otimizaram esse processo.

Entre elas, está a Harmony — cujo intuito é aumentar a velocidade e a escalabilidade das transferências de ativos realizadas na rede blockchain. Com ela, é possível desenvolver, gerenciar e executar aplicativos descentralizados (DApps).

Outra vantagem é que as taxas, nesse caso, são mais baixas que as praticadas pelas outras redes disponíveis. Além disso, há um token nativo da harmony, chamado ONE.

Uma das grandes diferenças da blockchain harmony é a fragmentação das tarefas em grupos, também chamados de shards. A partir de uma cadeia cruzada de nós, os blocos são validados e registrados na rede em segundos, aumentando a eficiência de todo o processo.

Como esse criptoativo surgiu?

Além de conhecer o conceito, vale saber que a fundação da harmony é relativamente recente. Em 2018, uma equipe de desenvolvedores coordenada por Stephen Tse (atual CEO) e Nick White (cofundador) deu início ao empreendimento na Califórnia, Estados Unidos.

Os dois programadores são bastante conhecidos e renomados por serem ex-FAANGs. Esse termo é utilizado para se referir às big techs — ou seja, às empresas de maior destaque no setor de tecnologia. A sigla remete às seguintes companhias: Facebook (atual Meta), Apple, Amazon, Netflix e Google.

Renda fixa
Seta Tripla

Descubra agora a
NOVA RENDA FIXA
que pode turbinar seus ganhos. 


Segundo Nick White, o objetivo da harmony era criar uma blockchain rápida e escalonável que oferecesse alto rendimento com custo baixo. A descentralização do mercado e a fragmentação de dados foram dois conceitos que nortearam a empresa.

Já a criptomoeda ONE foi lançada em maio de 2019 na Binance Launchpad. Esse criptoativo fez um IEO (initial exchange offering, ou oferta de troca inicial), e foi responsável por arrecadar cerca de US$ 5 milhões.

Quais são as características da harmony?

Até aqui, você percebeu que a blockchain própria da harmony ONE promoveu diferentes benefícios ao mercado de criptoativos. Porém, também é importante saber quais são as características dessa moeda virtual.

Os detentores do token ONE têm direito a voto sobre as decisões relacionadas ao futuro da plataforma. Ademais, a criptomoeda assegura o funcionamento da blockchain ao ser utilizada como forma de pagamento de serviços internos. Estão inclusas taxas de rede, armazenamento e transação.

Outra característica da criptomoeda harmony ONE é a possibilidade de utilizá-la para fazer staking. Como foi explicado, a blockchain é um ambiente descentralizado. Por isso, são os próprios usuários que validam as transações em rede, monetizando suas criptomoedas.

Em outras blockchains, o processo é feito a partir de um mecanismo chamado proof of work, minerando as criptomoedas. Todavia, isso demanda um grande desempenho computacional, pois é preciso de um processamento potente para realizar as equações matemáticas.

Já o staking acontece por outro mecanismo chamado proof of stake. Para realizar a validação, o investidor deve manter as moedas virtuais sem movimentação na blockchain. O funcionamento é similar a um empréstimo, sendo que a remuneração é feita por meio de novos tokens.

Por isso, em geral, o staking é praticado por quem pretende construir uma renda passiva. Existem duas maneiras de realizar esse processo.

A primeira é chamada de centralizada, pois ela depende das corretoras de criptoativos (conhecidas como exchanges). Assim, o investidor escolhe quais e quantos ativos dedicar ao staking.

A outra possibilidade é descentralizada. Nesse caso, o processo acontece a partir da própria carteira. No entanto, é preciso contar com conhecimentos mais avançados sobre blockchain e protocolos descentralizados de finanças (DeFi).


Vale a pena investir nessa cripto?

Agora que você já entendeu o que é harmony ONE, chegou o momento de refletir sobre a oportunidade de realizar investimentos. Para tanto, o primeiro passo é desenvolver uma estratégia de alocação de recursos.

Logo, é preciso saber quais são os seus objetivos em relação a cada investimento, inclusive segmentando-os como curto, médio e longo prazo. Ainda, é fundamental compreender qual é seu perfil de investidor para entender o seu nível de tolerância aos riscos.

É sempre válido revisitar o conceito de tripé financeiro (rentabilidade, segurança e liquidez). Tanto no mercado financeiro tradicional quanto nos criptoativos, esses pilares apresentam uma ligação direta. Geralmente, um rendimento maior significa menos liquidez ou segurança, e assim por diante.

Caso a harmony ONE seja uma opção adequada à sua estratégia, é provável surgirem dúvidas sobre onde comprar criptomoeda. Para ter acesso ao mercado de moedas digitais, é preciso criar uma conta em uma exchange — como o Mercado Bitcoin.

Um critério importante para escolher a empresa que mediará as negociações são as formas de pagamento. Afinal, caso uma corretora não aceite depósito em real (BRL), será necessário transferir outras criptomoedas ou utilizar um cartão.

Outra possibilidade é recorrer ao investimento indireto — como em fundos de criptoativos ou exchange traded funds (ETFs) ligadas a índices desse mercado. Assim, você consegue fazer o aporte em reais por meio da sua conta no seu banco de investimentos.

Conclusão

A criptomoeda harmony ONE surgiu com a finalidade de promover escalabilidade e agilidade às movimentações da blockchain. Por meio desse token, é possível participar das decisões da plataforma, bem como construir renda passiva por meio do staking.

Quer aprender mais sobre as oportunidades de investimentos do mercado financeiro? Então participe do nosso grupo no Telegram!

Veja também:

Inscreva-se
Notificar-me de
Esse campo só será visível pela administração do site
botão de concordância
0 Comentários
Feedbacks
Visualizar todos os comentários

Utilizamos cookies que melhoram a sua experiência em nosso site. Todos seguem a nossa Politica de Privacidade. Clicando em "OK" você concorda com a nossa política.