A filha do megainvestidor brasileiro Luiz Barsi Filho herdou do pai o grande interesse pelo mercado financeiro. Louise é uma das embaixadoras da metodologia Barsi de investir – caso não conheça, trata-se de uma estratégia que consiste no buy and hold de ações que pagam dividendos.

A exemplo do pai, ela defende que formar uma carteira previdenciária permite que o investidor possa viver do excedente gerado pelos seus aportes. Assim, não tem a necessidade de desfazer de seu patrimônio. Neste sentido, o foco deve ser a rentabilidade, e não o valor do portfólio.

Quer saber um pouco mais da história de Louise Barsi e da estratégia que já gerou bilhões de reais para seu pai na bolsa valores brasileira? Não perca este post!

Quem é Louise Barsi?

Louise Barsi é a filha mais nova de Luiz Barsi Filho – o maior investidor pessoa física da B3 (bolsa de valores brasileira). Ela é economista, contadora, analista CNPI e especialista em mercado de capitais.

Sua formação se deu em ciências econômicas pela Universidade Presbiteriana Mackenzie em 2015. Posteriormente, ela concluiu a pós-graduação em mercado de capitais pela Fundação Escola de Comércio Alvares Penteado (Fecap) no ano de 2019.

Seu pai, também conhecido como Warren Buffett brasileiro, é um exemplo de liberdade financeira. Com 82 anos de idade e patrimônio de mais de R$ 2 bilhões na B3, Luiz Barsi construiu sua fortuna do zero e mantém sua simplicidade até hoje.

História de carreira

A história de Louise como investidora tem início aos 14 anos. Ao invés de receber mesada de seu pai, ela recebeu ações que pagavam dividendos. Luiz Barsi explicou para a filha que os rendimentos daquela carteira de ações poderiam comprar aquilo que ela quisesse no futuro.

A partir de então, Louise nunca mais se afastou dos investimentos. Ainda na adolescência, decidiu trabalhar com o mercado financeiro. Como você viu, ela cursou economia, depois contabilidade e ainda a pós-graduação em mercado de capitais.

Sua primeira experiência com o mercado de trabalho foi como estagiária na Ordem do Economistas do Brasil. Posteriormente, ingressou no programa de estágio da corretora Elite Investimentos. Deixou a corretora no final de 2019, ocasião em que ocupava o cargo de analista de investimentos.

Atualmente, lidera a empresa de educação digital AGF (Ações Garantem Futuro) onde ensina “o jeito Barsi de investir”. Ela também compartilha dicas de investimentos no Instagram e YouTube e escreve colunas sobre educação financeira no jornal O Estado de São Paulo.

Além disso, Louise faz parte do conselho de administração da Eternit (ETER3) e nos conselhos fiscais da Klabin (KLBN3), AES Tietê (TIET3) e do Santander (SANB3). Simultaneamente, está sendo preparada para suceder o pai na administração dos investimentos da família.

Qual a importância dos Barsi para o mercado?

Não há como negar que Luiz e Louise são grandes investidores de sucesso. O pai que era engraxate tornou-se bilionário. A filha, mesmo com pouca idade, já possui mais de 15 anos atuando no mercado. Assim, ambos servem como modelo para novos investidores.

Ao analisar a história de Luiz Barsi é possível ver que se engana quem acredita que investir é um hábito restrito a pessoas que tem boas condições financeiras. Louise defende que é possível investir em boas ações na B3, que custam menos de R$ 5,00 no mercado fracionário.

Ademais, em seu projeto ela também divulga a metodologia de sucesso do pai. Afinal, foi ele quem a ensinou a economizar e poupar dinheiro para investir de forma correta, sempre com foco no longo prazo. Depois de mais de 50 anos, a estratégia continua se mostrando vencedora.

Qual é a estratégia de investimento de Louise Barsi?

Como você viu, a estratégia de investimento de Louise Barsi é a mesma do pai. Ela consiste em investir em ações de empresas com boas perspectivas de crescimento no longo prazo – e que pagam dividendos.

Saiba mais!

O que Louise utiliza para tomar decisões?

O primeiro critério de escolha da estratégia Barsi está voltado a ações de companhias que atuam em setores perenes. Isto é, empresas que trabalham com produtos e serviços que, independentemente do cenário, conseguem se recuperar mais rápido – ou que sejam menos impactadas em crises.

Entre eles, Louise aponta os setores:

  • bancário;
  • energia elétrica;
  • telecomunicações;
  • saneamento básico;
  • securitário.

Para ela, os setores que oferecem serviços essenciais têm previsibilidade de caixa maior e, por consequência, a volatilidade dos preços é menor. Assim os investidores adotam posturas mais defensivas em relação às cotações, o que é mais difícil de acontecer em outros setores.

Quais são as características das ações que Louise busca?

Seguindo a estratégia Barsi, após escolher o setor que se pretende investir, o próximo passo é buscar ações de empresas que possuem as seguintes características:

  • sejam consolidadas em seu segmento;
  • forneçam produtos e serviços essenciais;
  • apresentem resultados sólidos;
  • possuam uma política de distribuição de dividendos.

Como a estratégia possui foco no recebimento de dividendos, Louise descarta empresas que pagam menos de 6% de dividendos ao ano. Há exceções em cenários de crise, quando ela aceita valores menores – desde que a empresa tenha perspectiva de voltar a remunerar bem seus investidores.

O que ela defende?

Louise Barsi é a maior defensora das ideias do pai, ainda que pareçam controversas por muitos que acompanham o mercado financeiro. Ela acredita que investir no longo prazo, apesar de não ser uma tarefa fácil, é o caminho para encontrar a liberdade financeira.

Neste sentido, aponta que em muitas oportunidades o investidor terá que se conformar com ciclos de altas nos quais não participará dos ganhos, já que a estratégia se embasa no buy and hold. Contudo, manter-se fiel ao plano pode lhe trazer renda passiva, mesmo em épocas de crise.

Mas Louise afirma que não basta comprar e manter as ações para que a estratégia funcione. É necessário seguir as companhias de perto, estudar seus balanços, participar das teleconferências com acionistas. Ou seja, adotar uma postura ativa como sócio do negócio.

Além disso, aconselha quem quer se tornar investidor a se afastar de day trade e outras estratégias de especulação. Embora possa parecer uma boa oportunidade, ela acredita que não é possível manter a consistência por muito tempo. Assim, investir no longo prazo pode ser mais confiável.

Agora que você já sabe a estratégia de Louise Barsi, pode avaliar se ela faz sentido para o seu perfil de investidor e seus objetivos. Não esqueça que um portfólio de investimentos sólidos é composto por alternativas que atendam às suas particularidades como investidor!

Quer saber mais sobre investimentos e como embasar suas decisões? Temos profissionais capacitados e prontos para ajudar você. Entre em contato!