O cashback é um conceito que tem sido cada vez mais difundido entre os brasileiros. Afinal, a compra com cartão de crédito é o meio de pagamento que mais cresce nos últimos anos — e, assim, suas funcionalidades também se destacam.

Entre elas, as recompensas, programa de pontos e outras ferramentas podem ser soluções interessantes e trazer benefícios. Porém, é fundamental saber como cada uma funciona. Isso porque algumas podem não valer a pena para o consumidor.

Quer aprender tudo sobre o cashback e quando vale a pena optar por ele? Então acompanhe este conteúdo e confira os principais pontos!

O que é o cashback?

O termo cashback pode ser traduzido do inglês para “dinheiro de volta”. Logo, o nome já explica o seu funcionamento básico. Esse benefício surgiu nos anos de 1980 nos Estados Unidos com algumas operadoras de cartão de crédito.

Na época, o cliente que usava essa facilidade recebia parte do dinheiro gasto com suas compras de volta, em espécie. Assim, o cashback estimulava as compras e o uso dos cartões que garantiam esse benefício.

Apesar de ter mais de 40 anos, somente em meados de 2010 a prática se tornou mais difundida mundialmente. Nessa época, ela começou a ser mais utilizada também no Brasil, especialmente no e-commerce.

Quase dez anos depois, em 2019, o Sebrae divulgou uma pesquisa com resultados surpreendentes sobre o assunto. Segundo o órgão, quase 6 milhões e meio de estabelecimentos estavam cadastrados em algum programa que fornecia cashback.

Atualmente, o cashback não oferece dinheiro vivo de volta, mas sim outras formas de crédito para o consumidor. Dessa maneira, cada operadora ou empresa terá programas diferentes relacionados ao benefício.

Nesse sentido, não existem regras de valores mínimos ou máximos para receber de volta — e nem da forma de recebimento. Por isso, é importante entender as funcionalidades do seu cartão e da operadora, além de saber como utilizar o cashback para obter benefícios.

Como ele funciona?

De forma básica, como você já entendeu, o cashback é um programa de benefícios em que o cliente recebe de volta uma parcela do valor gasto. Diferente de antigamente, esse valor não é pago em dinheiro físico.

Agora, o mais usual é que o cashback venha como crédito em uma conta específica desse programa ou do próprio cliente direcionada para isso. Assim, é possível resgatar o cashback ou utilizá-lo em outras compras — normalmente, seguindo regras específicas.


O funcionamento individual de cada programa depende da loja ou da operadora. Mas é fundamental entender que não se trata de um sistema de descontos ou vale compras, como muitas pessoas pensam.

Quando você utiliza o cashback, paga o valor integral pela compra efetuada. Somente depois uma parte desse montante é devolvido pelo programa. Assim, ele poderá ser utilizado em outras compras no mesmo estabelecimento — ou ser resgatado, se for permitido.

Ele também é diferente dos famosos programas de pontos. No cashback não há acúmulo de benefícios para uso em trocas, por exemplo. Então não há um período máximo para uso ou outras regras dos pontos.

Entenda a seguir um resumo do funcionamento do cashback nas principais plataformas que oferecem o serviço:

  • cadastro: primeiro o consumidor faz um cadastro no programa, podendo verificar todas as condições de uso;
  • compras: depois, ele poderá fazer as compras que, dependendo do programa, podem se dar em diversos locais;
  • cashback: no momento do pagamento o cashback será calculado, conforme as regras informadas no cadastro;
  • recebimento: o dinheiro de volta é recebido na carteira virtual ou em outro meio combinado;
  • utilização do valor: os valores recebidos como cashback podem ser utilizados no mesmo estabelecimento ou para outras atividades disponíveis, de acordo com as regras.

Quando você pode ter acesso ao cashback?

O cashback pode ser obtido em lojas, programas específicos ou em cartões de crédito. Mas não são todas as possibilidades que dão acesso a ele, então é preciso saber como você consegue esse benefício.

Uma alternativa interessante para os investidores é o cartão de crédito do BTG+. Ele é oferecido na plataforma de gestão financeira do banco BTG Pactual digital — o maior banco de investimentos da América Latina.


Com esse aplicativo você terá acesso a diversos serviços especializados do BTG, como:

  • pix;
  • portabilidade de salário;
  • transferências sem taxas;
  • cartões de crédito;
  • extrato discriminado da sua conta;
  • pagamento de boletos.

Os cartões são oferecidos em três modalidades: Mastercard Gold, Mastercard Platinum e Mastercard Black. Cada um tem seus diferenciais, por isso nem todos oferecem a opção de usar o cashback em suas compras.

Aqueles que oferecem esse benefício são o Mastercard Platinum e o Black. Contudo, diferente de outras alternativas do mercado, os cartões do BTG depositam o cashback em um fundo de investimentos do programa Invest+. Assim, você pode utilizar seu cashback da maneira como preferir.

Além disso, é válido considerar que a diferença entre os cartões não está apenas na possibilidade de usar o cashback. As alternativas Platinum e Black contam com serviços adicionais, como assistência médica, seguro de automóveis, entre outros.

Vale a pena optar pelo cashback?

Depois de entender as regras, qual sua opinião: vale a pena optar pelo cashback? Para definir se essa ferramenta é realmente vantajosa para o seu caso, é preciso avaliar os detalhes e saber quando é possível utilizá-las.

Como você viu no exemplo do BTG+, os cartões que oferecem o cashback também contam com outros serviços interessantes. Então quem deseja mais facilidades e soluções para seus pagamentos pode considerá-lo vantajoso.

Outras opções de cashback em lojas e modalidades de pagamento também precisam ser avaliadas para saber se são benéficas. Ao considerar as compras feitas e o seu padrão de consumo, você terá maiores informações para analisar as vantagens de receber parte do pagamento de volta.

Além disso, é preciso entender quando o cashback pode ser utilizado, quais estabelecimentos aceitam esse pagamento e outros aspectos do funcionamento. E não se esqueça de ter um bom controle e planejamento financeiro para não perder a organização das contas.

Quando as finanças não estão bem acompanhadas, há o risco de que os gastos saiam de controle e você fique mais propenso a fazer compras por impulso, por exemplo. Então, mantenha o foco na organização financeira para usar o benefício de forma vantajosa.

Como você viu, o cashback é uma funcionalidade importante dos cartões de crédito. No entanto, como cada operadora e banco podem ter suas próprias condições, é muito importante analisar todos esses detalhes e saber como ele funciona antes da contratação.

Quer conhecer melhor os cartões do BTG+? Então confira o nosso conteúdo sobre o assunto!