Renova Invest Facebook

Bear market: entenda o que é e como aproveitar

No mercado financeiro, existem muitos termos desconhecidos para quem não investe ou está iniciando sua jornada no mundo dos investimentos. Um deles é o bear market. Você sabe o que ele significa e por que é necessário compreendê-lo?

Se você investe em ações ou deseja iniciar no mercado de renda variável é importante conhecer esse movimento da bolsa. Assim, é possível aproveitar as melhores condições e tomar decisões mais acertadas ao alocar os seus recursos.

Portanto, se quer entender mais sobre o bear market, continue a leitura deste artigo. Nele, você aprenderá o que significa esse conceito e como aproveitá-lo.

Vamos lá?

O que é bear market?

Em tradução livre, o termo bear market significa “mercado de urso”. Na prática, o entendimento sobre o termo se relaciona com a maneira em que o animal ataca: de cima para baixo. Portanto, ele se refere a um contexto econômico negativo.

ONDE INVESTIR
EM 2024
DESCUBRA COMO ESCOLHER AS PEÇAS CERTAS PARA CONSTRUIR UM PORTFÓLIO SÓLIDO.

Ou seja, quando o mercado sai de uma alta e passa a ter um movimento de baixa. Assim, o bear market se refere ao momento em que preço dos papéis da bolsa sofrem quedas. Sendo assim, há possibilidade iminente de prejuízos com a desvalorização.

Além disso, é importante não confundir o conceito com os momentos de correção. Os bear markets são menos previsíveis e se relacionam com perspectivas pessimistas no âmbito da economia. Já os momentos de correção tendem a ser previstos por análises técnicas — e são mais comuns ao longo do tempo.

Para o órgão norte-americano Securities and Exchange Commission (SEC), por exemplo, o bear market pode ser definido como períodos de, no mínimo 2 meses, em que os as cotações do mercado recuam. As quedas devem somar, pelo menos, 20%.

Um exemplo dessa ocorrência foi a crise global causada pela pandemia de covid-19. Aliás, esse bear market foi considerado pelo banco americano Goldman Sachs um dos mais agressivos nos Estados Unidos desde os anos 1980.

Qual é a diferença entre bull market e bear market?

Durante os estudos sobre mercado financeiro, não é raro encontrar o termo bear market junto ao bull market. O motivo está no fato de que ambos dois têm significados relacionados, mas opostos. Para conhecer melhor as diferenças entre eles, é importante entender o que é o bull market.


Essa expressão, que significa “mercado do touro”, se refere ao ataque desse animal, que acontece de baixo para cima. Portanto, ao contrário do bear market — em que o mercado tem previsão pessimista —, o bull market diz respeito ao mercado em ascensão.

Assim, geralmente, o bull market se baseia na lei da oferta e demanda para o seu funcionamento. Na prática, em momentos otimistas para o mercado, é comum que os investidores façam aportes na renda variável. Desse modo, a tendência é que o preço das ações suba.

Por outro lado, no bear market, o cenário pessimista tende a fazer com que investidores queiram vender suas ações devido à insegurança. Logo, há uma tendência de queda nas cotações.

Como identificar o bear market?

Como você viu, é importante que o investidor entenda o que é o bear market para aproveitar esse movimento da bolsa. Por essa razão, é interessante saber como identificá-lo.

A seguir, confira alguns fatores que indicam as tendências do mercado:

Preço das ações

A compra e a venda de ações costumam acontecer com base nas perspectivas dos investidores para o futuro. Por isso, o mercado acionário atua como um balizador do bear market. Entretanto, como o preço dos papéis podem sofrer impactos de diversos fatores, também é preciso analisar outros indicadores.

Produto Interno Bruno (PIB)

O PIB de um país é um indicador que apresenta movimentos do mercado econômico. Dessa forma, um cenário em que há perspectivas negativas tende a apontar desaquecimento da economia, o que pode indicar um bear market.

Taxas de desemprego

Outro fator que pode indicar tendências positivas ou negativas é a taxa de desemprego. Quando ela está alta, há possibilidade de bear market. Isso porque o crescimento no desemprego significa que há demissão nas empresas.

Isso reduz as perspectivas de crescimento a longo prazo e pode gerar expectativas pessimistas para a economia.

Como aproveitar esse movimento da bolsa?

Até aqui, você já entendeu o que é e como identificar o bear market. Embora ele se refira a um momento negativo do mercado financeiro, ele pode trazer oportunidades positivas para o investidor.

A principal é aproveitar um momento de baixa na cotação das ações para comprá-las em um preço descontado, visando a venda após a valorização. Entretanto, é importante considerar que o aumento na cotação tende a acontecer apenas no longo prazo.

Outra estratégia que pode ser feita nesse momento do mercado é a operação short, ou venda a descoberto. Ela consiste em vender um ativo que o investidor não tem em carteira, geralmente por meio do aluguel de ações.

A ideia é vender o ativo por um preço mais alto, recomprando por uma cotação menor, após a queda, para devolvê-la ao doador. Assim, é possível lucrar com a diferença dos preços, descontando apenas a taxa referente ao aluguel e outros custos — como corretagem e emolumentos.

Contudo, tenha em mente que essa operação também envolve riscos. Afinal, os movimentos em relação aos preços podem não se concretizar como esperado. Por exemplo, é possível que as ações avancem, ao invés de recuarem.

Nesse caso, o investidor precisará recomprar o ativo por um preço acima do esperado, gerando prejuízos.


Como estabelecer estratégias assertivas?

Como você viu, mesmo com o mercado em queda é possível obter bons resultados em sua carteira de investimentos. No entanto, é necessário buscar conhecimento para entender as possibilidades e os riscos envolvidos.

Isso evitará que você faça investimentos ou operações que fujam do perfil de investidor, planejamento e objetivos. Desse modo, para aproveitar as oportunidades das movimentações da bolsa, é interessante contar com a ajuda de uma assessoria de investimentos.

Um assessor é o profissional adequado para esclarecer as principais dúvidas sobre o mercado, para que você tenha mais conhecimentos para embasar as suas estratégias. Dessa maneira, é possível aproveitar as oportunidades — tanto no bear quanto no bull market.

Agora que você já sabe o que é bear market e como aproveitar esse movimento da bolsa. Assim, se torma mais fácil estabelecer estratégias mais acertadas em diferentes momentos. Contudo, lembre-se de verificar se elas se alinham ao seu perfil e objetivos financeiros para tomar decisões mais embasadas.

Quer ter o suporte de uma assessoria de investimentos? Então entre em contato conosco e converse com um de nossos assessores!

Veja também:

Inscreva-se
Notificar-me de
Esse campo só será visível pela administração do site
botão de concordância
0 Comentários
Feedbacks
Visualizar todos os comentários

Utilizamos cookies que melhoram a sua experiência em nosso site. Todos seguem a nossa Politica de Privacidade. Clicando em "OK" você concorda com a nossa política.