Renova Invest Facebook

SAET11: Confira o novo ETF que replica o índice Ibovespa

SAET11
SAET11

O lançamento do SAET11 em 2021 deixou muitos investidores interessados, principalmente aqueles que desejam se expor ao mercado de ações brasileiro. Isso porque o ETF replica o índice Ibovespa e pode ser adequado para diversos perfis.

Mas você sabe o que é um ETF e quais as principais características do SAET11? Conhecer essas informações é importante para que o investidor consiga definir se ele faz sentido para a carteira de investimentos.

Então, neste conteúdo, você aprenderá o que é um ETF, conhecerá o SAET11 e se vale a pena investir nele. Continue a leitura!

O que é um ETF?

A sigla ETF deriva do termo em inglês exchange traded funds que, no Brasil, é chamado de fundo de índice. Por esse nome já é possível verificar que eles são um tipo de fundos de investimento.

Nesse sentido, os fundos de investimentos são veículos financeiros utilizados para aporte coletivo. Dessa forma, uma empresa administradora os lança no mercado com estratégias e objetivos predeterminados.

Para aplicar as estratégias e buscar os objetivos, um gestor profissional fica responsável pelas negociações realizadas com o patrimônio do fundo. Desse modo, ele compõe um portfólio, realiza movimentações e aportes com o capital.

Os investidores interessados em participar do fundo podem adquirir cotas que representam uma parcela do patrimônio. Assim, as cotas podem sofrer variações de preços conforme os resultados do fundo e o volume de negociações.

No caso dos ETFs, o objetivo é replicar um índice do mercado financeiro. Dessa forma, eles podem espelhar carteiras teóricas de diversos segmentos de renda variável, renda fixa, mercado internacional, índices de governança etc.

Para isso, eles costumam compor a carteira com os mesmos ativos, títulos ou veículos que os índices seguem. Isso faz com que a variação de preços seja replicada e o ETF consiga acompanhar esses resultados.

As cotas dos ETFs são negociadas na bolsa de valores. Dessa forma, as negociações ocorrem na oferta pública inicial, no mercado primário, e depois entre investidores — no mercado secundário.

Como funciona o SAET11?

Você entendeu que um ETF busca replicar os resultados de um índice financeiro. Logo, vale saber que o SAET11 é um fundo de índice que segue as oscilações do Ibovespa, o indicador mais importante do mercado de ações brasileiro.

Desse modo, para entender como funciona o SAET11, você precisa conhecer o Ibovespa, seu índice alvo. Confira a seguir:


DESCUBRA COMO INVESTIR COMO UM PROFISSIONAL Investir como um profissional

DESCUBRA COMO INVESTIR COMO UM PROFISSIONAL Investir como um profissional

Saiba tudo sobre ETFS - a forma de sostificar os seus investimentos


O que é o Ibovespa?

O Ibovespa é uma carteira teórica de ações composta pelos papéis mais negociados na bolsa de valores brasileira, a B3. Para escolher os ativos que o compõem, há uma metodologia própria que considera o valor de mercado, a liquidez e o volume de negociações deles.

Esse índice foi criado em 1968 e até hoje é considerado um termômetro do mercado de capitais brasileiro. Como ele reflete os resultados de ações de grandes companhias brasileiras, é fundamental para os investidores.


Vale saber que o índice é de responsabilidade da própria B3 e seus resultados são divulgados em tempo real conforme a cotação das ações. Além disso, é preciso que os papéis preencham requisitos para sua inclusão na carteira.

São eles:

  • ter, pelo menos, 95% de participação nos pregões da bolsa;
  • contar com, no mínimo, 0,1% do volume de negociações da B3;
  • ter um Índice de Negociabilidade de 85%, em ordem decrescente;
  • ter uma cotação maior do que R$ 1 e não se tratar de empresa em recuperação judicial.

Preenchendo esses requisitos, as ações podem fazer parte do Ibovespa. A alocação é revista a cada 4 meses para incluir ou excluir papéis de sua composição. Não há um número certo de representantes na carteira, e as empresas também podem ter pesos diferentes na pontuação final.

Vale ressaltar que, como qualquer índice, o Ibovespa não é um ativo financeiro. Ele é apenas um indicador que demonstra os resultados de sua carteira teórica. Não é possível investir diretamente nele — por isso, existem ETFs para replicar a carteira.

Quais são suas principais características?

Agora que você já sabe o que é um ETF e como funciona o Ibovespa, índice que o SAET11 replica, precisa conhecer suas características. Essas informações são importantes para suas decisões de investimento e adequação da carteira.

Confira:

Gestão

Uma informação sobre os ETFs fundamental para o investidor é o tipo de gestão. Como o veículo tem o objetivo de seguir um índice, a gestão aqui é considerada passiva. Ou seja, o gestor não fará movimentações recorrentes nem tomará medidas para proteção do patrimônio.

Nesse sentido, não há finalidade de superar o índice e trazer mais rentabilidade, nem se proteger contra desvalorização. O objetivo é replicar o indicador com precisão, mesmo em movimentos de queda ou pouca valorização.

No SAET11, a gestão é realizada pelo Safra Asset Management. Já a administração fica a cargo do Safra Serviços de Administração Fiduciária

Lançamento

O SAET11 foi lançado na bolsa brasileira em junho de 2021. Vale ressaltar que ele não é o único ETF atrelado ao Ibovespa, e existem outras alternativas para os investidores.

Tributação e taxas

Há duas características que afetam a rentabilidade do SAET11: a tributação aplicada e as taxas cobradas. Em relação ao Imposto de Renda, ele terá uma alíquota de 15% sobre o ganho de capital na venda das cotas.

O imposto deve ser pago pelo próprio investidor por meio de um DARF (Documento de Arrecadação de Receitas Federais). Quando for referente ao day trade, ou seja, quando a negociação ocorrer em um mesmo pregão, a alíquota sobe para 20%.

Também é cobrada uma taxa de administração, que serve para remunerar os serviços da administradora e do gestor responsável. Ela é divulgada como um percentual anual sobre o valor investido, mas é cobrado proporcionalmente de forma diária dos cotistas.

Vale a pena investir no SAET11?

Depois de conhecer todas essas características, é comum se perguntar se vale a pena investir no SAET11, não é mesmo? Para responder essa pergunta você precisa considerar diversos fatores importantes, principalmente de ordem pessoal.

Primeiro, você deve ter um perfil de investidor que se alinhe aos riscos do mercado de ações brasileiros. Como o ETF busca replicar o Ibovespa, sempre há possibilidade de desvalorização e diminuição do patrimônio.

Também veja se o SAET11 pode ser adequado aos seus objetivos financeiros. Uma boa maneira de visualizar isso é buscar um histórico de resultados do Ibovespa nos últimos anos. Mesmo que esses números não garantam resultados futuros, pode ser um indicativo.

Entendeu o que é o SAET11 e suas principais características? Com essas informações você poderá avaliar se ele é adequado para seus objetivos. Em caso de dúvidas, não deixe de recorrer a uma assessoria de investimentos para esclarecê-las.

Quer entender melhor como funcionam os ETFs, as alternativas e índices? Então conte com a ajuda da Renova Invest!

Veja também

botão de concordância

0 Comentários
Feedbacks
Visualizar todos os comentários

Utilizamos cookies que melhoram a sua experiência em nosso site. Todos seguem as regras da nossa Politica de Privacidade. Clicando em "OK" você concorda com a nossa política.