Renova Invest Facebook

Quando será a próxima reunião do Copom? Agenda 2022!

copom
copom

Saber quando será a próxima reunião do Copom pode auxiliar suas movimentações no mercado financeiro, especialmente para fazer projeções de cenário para a sua carteira. Isso acontece porque as decisões do órgão estão entre os momentos mais importantes da economia brasileira.

Durante o encontro, os membros do grupo discutem diversos cenários referentes à economia nacional e global. Além disso, os tópicos de debate são compilados em uma ata — que fica disponível para o público após a reunião.

Neste artigo você saberá quando será a próxima reunião do Copom e a importância de acompanhar esse calendário. Aproveite a leitura!

O que é o Copom e qual sua função?

Antes de você conhecer o calendário de reuniões, é necessário saber o que é o Comitê de Política Monetária (Copom). Afinal, esse órgão ligado ao Banco Central (Bacen) exerce uma função relevante na economia brasileira.

O Copom é um colegiado composto pelo presidente e os diretores do Bacen. Além disso, também há a presença de representantes de órgãos, entidades e departamentos ligados ao setor econômico do Brasil.

O grupo se reúne durante dois dias seguidos, a cada 45 dias, para discutir sobre o cenário e as projeções referentes ao mercado nacional e internacional. O objetivo é usar essas informações para fundamentar as decisões do órgão sobre a economia do país.

O que é decidido na reunião do Copom?

Como você viu, os membros do Copom dialogam sobre a economia brasileira. Nesse sentido, é responsabilidade do órgão a definição sobre a porcentagem da taxa Selic — que é a taxa básica de juros da economia.

A decisão acontece por meio de uma votação entre os membros da reunião. Basta uma maioria simples para que determinada porcentagem seja escolhida para os próximos 45 dias. Em caso de empate, o presidente é responsável pelo voto final.

Para definir a taxa Selic, o grupo analisa diversos relatórios e informes econômicos. O Relatório de Inflação do Banco Central, por exemplo, é um dos principais materiais usados na discussão. Isso porque uma das funções da Selic é o controle sobre a variação de preços de bens e produtos.

Além disso, o Copom também conduz projeções econômicas. Assim, a reunião busca fazer uma análise de contexto para entender os caminhos que o mercado financeiro do país pode tomar durante os próximos 45 dias.

Como funcionam as reuniões desse comitê?

Agora que você entendeu o que são as reuniões do Copom, é interessante saber como elas funcionam. Já vimos que elas são realizadas durante dois dias seguidos — geralmente às terças e quartas-feiras.

O primeiro dia é usado para a apresentação de dados. Assim, os analistas do Bacen e de outras instituições apresentam relatório e outros materiais com os números da economia e as projeções para os próximos períodos.

Durante o segundo dia, o objetivo do Comitê é discutir as informações vistas anteriormente. Desse modo, eles usam os dados para apoiar sua decisão sobre o valor de referência da taxa básica de juros até a próxima reunião do órgão.

Além disso, todos os tópicos da reunião são compilados na ata do Copom. Esse documento conta com os materiais que o grupo discutiu ao longo dos dois dias e as mudanças em relação às reuniões anteriores do órgão.

Portanto, a ata inclui informações que podem ser relevantes para investidores e empresas no mercado financeiro. A divulgação desse documento acontece na terça-feira seguinte ao encontro do Copom.

Quando será a próxima reunião do Copom?

Você entendeu como funcionam as reuniões do Copom? Para se manter atualizado sobre as decisões do órgão, vale acompanhar o calendário de reuniões.

Para 2022, as datas são:

  • 1 e 2 de fevereiro;
  • 15 e 16 de março;
  • 3 e 4 de maio;
  • 14 e 15 de junho;
  • 2 e 3 de agosto;
  • 20 e 21 de setembro;
  • 25 e 26 de outubro;
  • 6 e 7 de dezembro.

Além disso, é possível que existam reuniões extraordinárias do comitê. Nesses casos, é responsabilidade do presidente do Copom convocar o colegiado diante de uma situação emergencial ou alteração brusca do cenário econômico.

Em relação ao calendário fixo, a definição acontece ainda no primeiro semestre do ano anterior. Por exemplo, a agenda de 2022 do órgão foi decidida em janeiro de 2021. O objetivo dessa medida é gerar uma maior previsibilidade para o mercado.

Por que é importante para o investidor acompanhar essas reuniões?

Você já sabe que a reunião do Copom está entre os momentos mais importantes do mercado financeiro no Brasil, certo? Assim, na posição de investidor, pode ser vantajoso acompanhar esses encontros.

Conheça os motivos para fazer esse acompanhamento!

Compreensão sobre a economia

Como você viu, os membros do Copom se debruçam sobre os dados mais recentes e relevantes da economia brasileira e global. É com base nessas informações que eles buscam tomar decisões mais acertadas a respeito da taxa Selic.

Dessa maneira, as informações do Copom podem ser benéficas para as suas decisões de investimento. Isso acontece porque você também poderá ter acesso aos números para entender mais sobre o mercado e fazer movimentações mais estratégicas na gestão da sua carteira.

Decisões de investimento

Acompanhar mais sobre a economia também auxiliará em suas decisões de investimentos. Por exemplo, existem diversas aplicações de renda fixa com rentabilidade atrelada à taxa Selic.

Desse modo, quando há uma elevação na taxa, essas alternativas podem se tornar mais atrativas. Por outro lado, quando o Copom opta por reduzir a taxa básica de juros, as aplicações de renda fixa podem se tornar menos vantajosas.

Ademais, a reunião do órgão também é importante para investidores de alternativas na renda variável. Afinal, os membros do Copom discutem diversos dados sobre o mercado que podem auxiliar na análise de oportunidades.

Outro ponto de destaque é que as decisões do órgão funcionam como uma espécie de termômetro sobre o mercado financeiro brasileiro. O motivo está no fato de a definição da Selic ser fortemente relacionada à inflação.

Assim, a alta da taxa pode indicar que o Bacen está em um processo de esfriar a economia para controlar o aumento da inflação. Por sua vez, a queda aponta para o cenário de aquecimento da economia — o que pode tornar a renda variável mais interessante.

Entretanto, é fundamental destacar que essas movimentações são apenas uma projeção. Ou seja, não há uma regra sobre as consequências das decisões do Copom ou do comportamento do mercado. Portanto, você deve avaliar com cuidado as informações.

Como vimos, a próxima reunião do Copom trará definições importantes sobre a economia brasileira. Além da decisão a respeito da taxa Selic, os membros do órgão discutem os temas mais relevantes sobre o cenário econômico — que podem auxiliar sua estratégia de investimentos.

Quer saber mais sobre o mercado financeiro e de investimentos? Fale conosco da Renova Invest!

 

Veja também:

Inscreva-se
Notificar-me de
Esse campo só será visível pela administração do site
botão de concordância
0 Comentários
Feedbacks
Visualizar todos os comentários

Utilizamos cookies que melhoram a sua experiência em nosso site. Todos seguem a nossa Politica de Privacidade. Clicando em "OK" você concorda com a nossa política.