Ter sucesso no mercado financeiro não depende, necessariamente, de quanto você tem para alocar. Mais importante que isso é saber como compor sua carteira de investimentos e como mantê-la ao longo do tempo. Para tanto, é necessário ser um investidor inteligente.

Se você quiser ser classificado desse modo, saiba que existem características indispensáveis. Assim, ao desenvolver essas qualidades, você poderá ver impactos positivos refletidos em seus resultados.

Quer entender como se tornar um investidor inteligente? Então veja quais são as principais qualidades para apresentar!

O que é um investidor inteligente?

Apesar de ser uma expressão simples, o termo “investidor inteligente” se popularizou ao longo das décadas pelo livro homônimo de Benjamin Graham.

Considerado o mentor financeiro de Warren Buffett, um dos maiores investidores do mundo, Graham é um dos maiores nomes para quem deseja se inspirar e saber como fazer o dinheiro render. Em seu livro, ele explica a estratégia conhecida como value investing.

Ela se baseia em encontrar ativos que sejam negociados com preço abaixo do que é justo, permitindo aproveitar a sua valorização. Porém, mais que explicar uma fórmula, Graham ajuda a estipular conceitos e características relevantes para quem quer investir.

Ser um investidor inteligente, portanto, não está relacionado a ter uma graduação na área de finanças ou ser um especialista em investimentos. Esse é um conceito conectado à capacidade de traçar uma abordagem para atuar no mercado e de tomar decisões de modo informado e relevante.

Por que é preciso ter inteligência para investir?

Mas, afinal, por que é tão importante ser um investidor inteligente? O principal motivo é o impacto que essa característica pode causar nos seus resultados. Quando você age de maneira inteligente no mercado financeiro, sua tomada de decisão é favorecida.

Desse modo, também terá mais chances de alcançar seus objetivos definidos. Contudo, isso não significa que o desempenho seja garantido. Essa qualidade apenas demonstra que você é capaz de identificar e aproveitar oportunidades que podem ajudá-lo na conquista da performance desejada.

Como você verá adiante, não é somente a inteligência, que envolve técnica e estratégia, que é importante. Na prática, a inteligência emocional também pode ajudá-lo a evitar decisões precipitadas, o que pode auxiliar na prevenção de perdas futuras.

7 Características de um investidor inteligente

Agora que você sabe a relevância de fazer investimentos inteligentes, vale a pena conhecer as características de um investidor de sucesso. Assim, você poderá desenvolver essas qualidades e poderá incorporá-las ao seu cotidiano no mercado financeiro.

A seguir, veja quais são 7 características essenciais!

1. Autoconhecimento

Uma das características mais importantes é o autoconhecimento, que envolve saber qual tipo de investidor você é. De acordo com Graham, existem dois tipos principais: o investidor defensivo e o empreendedor.

O investidor defensivo é aquele que não tem muito tempo para se dedicar ao mercado e suas análises. Portanto, ele costuma ser mais conservador.

Já o investidor empreendedor tem uma postura mais agressiva, de “atacar” o mercado. Como ele tem possibilidades de se dedicar mais, pode adotar uma abordagem moderada ou arrojada. Saber fazer esse reconhecimento é indispensável para traçar uma estratégia de investimento coerente.

2. Planejamento

Um investidor inteligente também consegue se planejar corretamente. No começo, essa questão envolve traçar metas financeiras para economizar e fazer aportes frequentes.

Além disso, você deve ser capaz de definir seus objetivos de finanças e alinhá-los aos prazos dos investimentos. Como consequência, é possível orientar a tomada de decisão de modo que faça sentido para as suas necessidades.

3. Capacidade analítica

A escolha dos seus investimentos deve acontecer de maneira objetiva e orientada. Por isso, é fundamental ter uma capacidade analítica — em especial, na renda variável.

Para comprar ações, por exemplo, vale a pena realizar a análise fundamentalista. É por meio dela que você encontrará as ações descontadas e que poderá investir em valor intrínseco. Logo, ser capaz de interpretar e correlacionar os dados é um ponto chave.

4. Paciência

No caso da estratégia de Graham, que envolve investir em valor, a paciência é uma virtude importante. É preciso ser paciente para manter o investimento na carteira e aguardar a valorização no longo prazo.

No caso de investimentos em renda variável, como em ações, essa qualidade é especialmente bem-vinda. Com o prazo maior, é possível diluir os riscos e favorecer o retorno da sua carteira.

5. Controle emocional

Como você viu, a inteligência emocional também é fundamental. Para colocá-la em prática, é preciso manter o controle das emoções — tanto as boas, quanto as ruins.

A empolgação, a ganância, a frustração e a ansiedade são exemplos de sentimentos que podem surgir no mercado financeiro. Se você se deixar controlar por eles, pode terminar seguindo o efeito manada.

Ele ocorre quando diversas pessoas investem em determinada oportunidade apenas porque outras pessoas também estão fazendo. O mesmo pode acontecer ao se desfazer de ativos.

Por outro lado, ao manter o controle emocional, você tem mais chances de executar a estratégia e se manter alinhada a ela. Assim, é possível agir de modo racional e objetivo durante a tomada de decisão.

6. Disciplina

O investidor inteligente também precisa ter disciplina em todos os momentos. Nesse caso, vale destacar que ela começa no planejamento financeiro, para obter recursos para investir.

Depois, a disciplina continua com a realização de aportes frequentes, com a análise de cada decisão e com a diversificação de investimentos, por exemplo. Também é indispensável ter disciplina para acompanhar e rebalancear a carteira, mantendo-a alinhada com a sua tolerância ao risco.

7. Curiosidade

A curiosidade é uma característica de investidores inteligentes que poderia ser substituída por humildade. Isso acontece porque ela está relacionada ao interesse em aprender — o que exige reconhecer que sempre há a possibilidade de melhorar.

Na verdade, essa é uma qualidade que deve se traduzir na vontade de saber cada vez mais e de desenvolver sua educação financeira. Com mais conhecimentos sobre os produtos financeiros, ativos e o mercado, você poderá tomar decisões progressivamente melhores.

Agora que você sabe quais são as características do investidor inteligente, é possível trabalhá-las e desenvolvê-las ao longo do tempo. Com isso, você terá mais chances de aplicar sua estratégia, o que poderá ajudá-lo com os resultados da sua carteira.

Se quiser ter acesso a mais conhecimentos sobre o mercado financeiro e suas oportunidades, entre em contato conosco da Renova Invest e aproveite nossa assessoria!