O que é letra financeira? Possui FGC? Como investir?

O que e letra financeira e ela tem FGC
O que e letra financeira e ela tem FGC

As famosas letras financeiras são as queridinhas dos investidores. Se você tem uma quantia de dinheiro guardada na poupança ou deseja começar/ampliar os seus investimentos, rendendo mais que a média de aplicações de renda fixa, as letras financeiras, – também chamadas de LFs – é uma opção bacana a ser considerada. 

É um tipo de investimento ideal para quem procura uma rentabilidade estável e é aplicado a longo prazo. As letras financeiras funcionam como os outros títulos de renda fixa, na lógica que quando você empresta dinheiro à instituição financeira, recebe de volta com acréscimo remunerado. 

O que são letras financeiras?

As LFs são um tipo de investimento dentro das possibilidades da renda fixa, se incorporando nas remunerações definidas no momento da aplicação do título. O diferencial aqui é que o seu prazo de aplicação é bem mais longo dos demais. 

Na maioria das vezes, o prazo de rentabilidade das letras financeiras é de no mínimo dois anos. Além disso, o valor inicial de aplicação é de R$ 150 mil, por isso, é preciso ter um bom planejamento financeiro, já sabendo da impossibilidade de sacar os rendimentos antes do tempo previsto. 

E letra financeira subordinada? O que é? 

A emissão da LF precisa contar com uma ordem de subordinação para ser classificada como letra financeira subordinada. Nisso, o investidor a tendo a sua remuneração ligada a outras dívidas da instituição, o que traz mais vantagens.  

Ao mesmo tempo que essas vantagens aumentam a rentabilidade da LF, também faz com que o investimento mínimo passe a ter um valor igual ou superior a R$ 300 mil.

Quem pode emitir LF?

De acordo com a Resolução nº4.733 de 27 de junho de 2019, pode ser emitido por instituições financeiras que são autorizadas e que tenham como objetivo final a captação de recursos em um prazo longo. 

Veja as instituições financeiras que podem emitir letras financeiras:

  • Bancos múltiplos;
  • Bancos comerciais;
  • Bancos de desenvolvimento;
  • Bancos de investimento;
  • Sociedades de crédito, financiamento e investimento;
  • Caixas econômicas;
  • Companhias hipotecárias;
  • Sociedades de crédito imobiliário;
  • Cooperativas de crédito;
  • O Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES).

Como funcionam?

Algumas letras financeiras têm rendimento pós-fixado, atrelado ao CDI (Certificado de Depósito Interbancário), que é uma taxa que varia todo dia útil. Enquanto outras letras financeiras são atreladas ao IPCA, o Índice de Preços ao Consumidor Amplo e uma vantagem é que isso ajuda a blindar a inflação.

Além disso, o investidor também pode encontrar investimentos atrativos de letra financeira que são feitos de maneira prefixada, isso quer dizer que possuem taxa de juros definida antes mesmo da aplicação.

Renda fixa
Seta Tripla

Descubra agora a
NOVA RENDA FIXA
que pode turbinar seus ganhos. 


Para quem são indicadas?

Uma coisa é certa, as LFs funcionam de uma forma que privilegiam um tipo de pessoa: as que poupam. Justamente para quem tem uma quantia guardada na casa dos milhares, é uma opção segura e rentável.

Só que como as letras financeiras possuem um prazo de vencimento longo, não é indicado para quem não tem um planejamento das finanças. Então, não aplique a sua reserva de emergência, uma vez que o dinheiro pode ficar preso. 

Com isso, é recomendado ter uma quantia separada para cobrir os gastos com imprevistos e outra quantia para investimentos seguros e de liquidez rápida. A diversidade de aplicações e reserva financeira auxilia – e muito – a se proteger do risco de perder muito dinheiro. 

Boas opções de títulos de renda fixa que podem fazer parte da sua carteira são investimentos como Tesouro Selic, CDB, LCI e LCA. 

Letras financeiras são protegidas pelo FGC?

O FGC é o Fundo Garantidor de Crédito. O órgão não governamental mantido pelas instituições financeiras brasileiras garante o equilíbrio do sistema financeiro e também auxilia empresas e investidores. 

As letras financeiras não têm proteção do FGC. Mas calma! Isso não significa que sejam uma opção ruim de investimento. Mas, você deve ficar de olho no histórico de crédito e solidez da instituição financeira que escolher aplicar. 

O que pensar antes de investir?

Resumindo, as Letras Financeiras possuem rentabilidade superior à média das demais aplicações de renda fixa. Isso permite diversificar os seus investimentos sem correr riscos altos. 

Então há três pontos que vale a pena pensar antes de investir: 

  1. investimento – como o investimento mínimo é alto, pode ser uma opção acima da média, mas nem todo mundo consegue aplicar nessa quantidade;
  2. Prazo mínimo – o prazo é a partir de dois anos, por isso, é necessário planejamento financeiro para não precisar do dinheiro 
  3. Rentabilidade – não esqueça de checar a rentabilidade, só vale a pena se for com maior liquidez.

Não perca tempo e aperfeiçoe seus conhecimentos sobre as marcas mais valiosas, se inscreva no nosso canal do YouTube para explorar as melhores oportunidades de investimentos no mercado.


Quer saber mais sobre o mercado e suas oportunidades? Entre em contato conosco da Renova Invest!

Veja também:

Inscreva-se
Notificar-me de
Esse campo só será visível pela administração do site
botão de concordância
0 Comentários
Feedbacks
Visualizar todos os comentários

Utilizamos cookies que melhoram a sua experiência em nosso site. Todos seguem a nossa Politica de Privacidade. Clicando em "OK" você concorda com a nossa política.