Renova Invest Facebook

Ibovespa nas eleições: como a Bolsa de valores reagiu nas ultimas eleições?

Bovespa nas eleicoes como a bolsa de valores reagiu nas ultimas eleicoes
Bovespa nas eleicoes como a bolsa de valores reagiu nas ultimas eleicoes

Economia e política andam juntas desde que o mundo é mundo. E está aí uma boa regra do mercado financeiro: acompanhe e analise a normatividade da política em cima da economia, pois são decisões que afetam a atividade econômica do país e com consequência, afetam os seus investimentos e a Bolsa de Valores.

Com isso, nada mais tumultuado e com instabilidade do que as especulações acerca do resultado das eleições. O primeiro turno já é prova disso, de como tudo pode mudar. Agora, vivemos um cenário de corrida eleitoral em busca do novo presidente do Brasil e vale a pena prestar atenção.

Como a Bolsa de Valores reagiu?

Já na abertura do primeiro pregão depois do 1º turno das eleições, a Bolsa de Valores de São Paulo ficou uma loucura. Caso não tenha acompanhado, vamos recapitular juntos, às 10h30 o Ibovespa subiu 2,99%, com altas como a da Petrobras.

Por exemplo, o Banco do Brasil (BBAS3) cresceu 7,74%, para R$ 41,50, a empresa de saúde Hapvida (HAPV3) subiu de 7,66%, para R$ 8,15 e o Magazine Luíza (MGLU3) saiu de 7,59%, para R$ 4,82. Meia hora depois, às 11h, o dólar caiu 3,31% .

O fato que a eleição passou foi motivo o suficiente para a Bolsa subir, como se tirasse um peso das costas, independentemente do resultado. O mercado financeiro gosta do segundo turno por manter a expectativa viva, tanto que se Jair Bolsonaro for reeleito, o fator positivo seria a continuidade da atual equipe, enquanto se Luiz Inácio Lula da Silva for eleito, pode tomar atitudes mais voltadas para o centro, por conta do Legislativo eleito no domingo (2).

Influência do Congresso e Senado 

A nova composição mostra que o Congresso Nacional e Senado possui mais cargos de extrema-direita. Bolsonaristas e aliados do Centrão conquistaram 14 das 27 vagas no Senado, sendo que somente oito candidatos que receberam endosso de Lula conseguiram suas cadeira.

Portanto, o PL de Bolsonaro passará a contar com a maior bancada: 14 senadores. É a primeira vez desde a redemocratização que o MDB não vai ter a maior bancada. Além disso, o partido do atual presidente manteve a maior bancada da Câmara.

A bancada do PT, PCdoB e PV são a segunda maior força, com 79 deputados, de acordo com os cálculos do Departamento Intersindical de Assessoria Parlamentar (Diap). Já os partidos do Centrão, formados por PL, União Brasil, PP e Republicanos ficarão com 229 deputados federais, ou seja, 48% da Câmara.

E depois do segundo turno? Como fica a Bolsa?

A expectativa de muitos gestores depois do resultado do primeiro turno é que a decisão ajude a impulsionar alívio do risco e guinada no Ibovespa, fazendo com que talvez o real se valorize perante ao dólar e os juros caiam. Já do lado das ações, caso Jair Bolsonaro (PL) seja reeleito, os produtos das estatais pode ser favorecido.

Por exemplo, no começo de outubro, teve dias em que as ações da Petrobras (PETR3) e (PETR4) apresentavam forte alta, de 7,65% e de 8,26%, respectivamente, cotadas aos R$ 35,79 e R$ 32,22. Logo na segunda-feira (3), o Ibovespa operou em alta, pelas 10h15 (horário de Brasília), o índice avançou 3,05%, aos 113.394 pontos.

Parte do mercado acredita que um segundo mandato de Bolsonaro teria o ministro Paulo Guedes como chefe da pasta econômica, assim como é hoje. Mas se Lula (PT) ganhar, o nome mais cogitado é o de Henrique Meirelles. Com isso, pensando em política econômica, a queda dos juros pode acontecer, dando espaço para uma perspectiva mais positiva com o resultado do primeiro turno.

Não sabe como investir com segurança nesse momento de tensão? Olha só o que o Bruno Lopes – sócio e assessor da Renova Invest – tem para te aconselhar:

Mais cargos de direita eleitos

Um ponto que chamou bastante atenção foi o ganho de espaço que governadores, senadores e deputados de direita e alinhados ao Bolsonaro tiveram no primeiro turno. Os demais cargos serão os responsáveis por ditar o ritmo do governo, por serem o Legislativo.

Ou seja, tanto Lula quanto Bolsonaro terão que focar no centro como uma alternativa melhor para o mercado, pois a expectativa é que ambos possam se afastar das políticas que envolvam maior expansão fiscal, gerando certa insegurança.

Não perca tempo e aperfeiçoe seus conhecimentos, se inscreva no nosso canal do YouTube para explorar as melhores oportunidades de investimentos no mercado.

Ficou com alguma dúvida? Caso queria conhecer mais alternativas de investimentos, conte com a nossa assessoria! Entre em contato conosco, temos uma equipe preparada para ajudar você!

Veja também:

Inscreva-se
Notificar-me de
Esse campo só será visível pela administração do site
botão de concordância
0 Comentários
Feedbacks
Visualizar todos os comentários

Utilizamos cookies que melhoram a sua experiência em nosso site. Todos seguem a nossa Politica de Privacidade. Clicando em "OK" você concorda com a nossa política.