Todos os meses, o BTG Pactual elabora uma série de Carteiras Recomendadas, reunindo sugestões de ativos para o período, a partir das análises financeiras e econômicas de sua equipe especializada. Esta é a Carteira Recomendada de BDRs do BTG Pactual para Setembro de 2021.

Visão Geral

A equipe de análise do BTG Pactual considera que o cenário global recente foi marcado principalmente pelo avanço da variante Delta e pela situação da China.

A variante Delta provocou a aceleração no número de novos casos e óbitos e levantou dúvidas em relação à eficácia das vacinas.

Na China, foi adotado um regime com medidas rígidas de restrição de mobilidade social que provocou forte aversão ao risco em vários mercados, principalmente de commodities. Outros países também estão tomando medidas, como a aplicação de uma dose de reforço de imunizante nos idosos.

A situação da China tornou-se foco das notícias por diversos motivos, incluindo sinais de desaceleração do crescimento econômico e interferência regulatória.

Em relação ao processo de desaceleração da economia, os especialistas esperam que haja apresentação de estímulo creditício nos próximos meses. Esse mesmo processo deve ocorrer de modo mais suave na Europa e nos EUA, enquanto os bancos centrais mantêm sua política econômica de suporte.

Em relação à interferência regulatória, motivada pela preocupação com impactos ambientais associados com a produção do aço, houve um forte impacto no minério de ferro. Os preços tiveram queda de -7% em 30 dias e ficaram abaixo do patamar de US$ 150/tonelada.

Para o mês de Setembro/2021, o BTG Pactual recomenda uma carteira com 10 BDRs, distribuída da seguinte maneira:

  • Apple (AAPL34) – 15%
  • Disney (DISB34) – 10%
  • Facebook (FBOK34) – 10%
  • JP Morgan (JPMC34) – 10%
  • McDonald’s (MCDC34) – 10%
  • Netflix (NFLX34) – 10%
  • Nike (NIKE34) – 10%
  • Pfizer (PFIZ34) – 10%
  • Uber (U1BE34) – 10%
  • Micron Technology (MUTC34) – 5%

Em relação à carteira de Agosto/2020, houve 1 substituição: Charter Communications.

Características

Segundo os analistas do BTG Pactual, a Carteira Recomendada de BDRs apresentou em Agosto desempenho com alta de +4,6%, contra queda de -2,5% do IBOV e alta de +2,3% do BDRX.

carteira recomendada de BDRs setembro
Todos os meses, o BTG Pactual elabora uma série de Carteiras Recomendadas, reunindo sugestões de ativos para o período, a partir das análises financeiras e econômicas de sua equipe especializada. Esta é a Carteira Recomendada de BDRs do BTG Pactual para Setembro de 2021.

Disney (DISB34)

De acordo com a equipe de análise do BTG Pactual, a Disney (DISB34) divulgou seus resultados do 3T do ano fiscal em agosto. Os números superaram as expectativas do mercado em receita líquida, lucro líquido e crescimento de assinantes de streaming.

Também foi a primeira vez, desde o início da pandemia, em que a empresa teve lucro operacional na divisão de parques, experiências e produtos. Todos os parques temáticos estiveram abertos durante o trimestre. A receita da divisão aumentou 300% em relação ao ano passado.

McDonald’s (MCDC34)

De acordo com a equipe de análise do BTG Pactual, o McDonald’s (MCDC34) abriu em julho 70% das lojas que haviam sido fechadas em razão das restrições da pandemia. Até o feriado do Dia do Trabalho, comemorado nos EUA em 06 de Setembro, a expectativa é reabrir 100% das lojas.

Porém, com a rápida disseminação da variante Delta, o país pode enfrentar um novo fechamento geral do comércio. A empresa já está instruindo franqueados a restringir horários ou fechar os restaurantes.

Nike (NIKE34)

De acordo com a equipe de análise do BTG Pactual, a Nike (NIKE34) vai divulgar seus resultados trimestrais na segunda metade de setembro.

Uma reportagem do Wall Street Journal publicada em agosto mostrou que marcas chinesas de vestuário esportivo estão em rápida ascensão e desafiando o espaço da Nike e da Adidas que, juntas, controlam 43% desse mercado na China. Além disso, as duas marcas sofrem retaliações devido a acusações de uso de mão de obra forçada no país asiático.

Pfizer (PFIZ34)

De acordo com a equipe de análise do BTG Pactual, a Pfizer (PFIZ34) recebeu aprovação total da FDA às duas doses de sua vacina nos EUA. A aprovação é válida para a aplicação em toda a população acima de 16 anos. Até então, o imunizante tinha apenas a aprovação para uso emergencial, concedida em dezembro.

A empresa também busca aprovação emergencial para a terceira dose da vacina, uma dose de reforço. Segundo estudos, a quantidade de anticorpos mais do que triplica após a aplicação dessa dose adicional.

Uber (U1BE34)

De acordo com a equipe de análise do BTG Pactual, o Uber (U1BE34) divulgou seus resultados do 2T em agosto. Os números superaram as expectativas, tanto em receita líquida quanto em lucro líquido.

O anúncio do lucro foi inesperado em vista do histórico de prejuízo da empresa, e resultou da contabilização de US$ 1,4 bilhão de ganhos não realizados, com o investimento no aplicativo de transportes chinês Didi. No entanto, a ação desse app caiu quase 35%, o que pode impactar o lucro por ação do Uber no 3T.

Por outro lado, o Ebitda ajustado foi negativo e pior do que as expectativas. A causa foi o aumento de custos para atrair e reter motoristas. No entanto, a diretoria reforçou que pretende atingir Ebitda positivo ainda em 2021, no 4T.

Houve também crescimento no número de viagens, que dobrou em relação ao mesmo período de 2020. O faturamento no segmento de passageiros quase triplicou e, no segmento de delivery, aumentou +85%.

Micron Technology (MUTC34)

De acordo com a equipe de análise do BTG Pactual, a Micron Technology (MUTC34) é a 4ª maior fabricante mundial de chips. Ela produz seus chips em 13 fábricas, conta com 44 mil patentes registradas e investe mais de US$ 2,5 bilhões por ano em P&D.

Metade de sua receita líquida é gerada nos EUA. Entre 2019 e 2022, a expectativa é de crescimento de +57% no faturamento e praticamente +100% no lucro líquido.

Embora os preços unitários dos chips continuem caindo, o aumento no volume de vendas fez a receita líquida e o Ebitda crescerem nos últimos trimestres. Além disso, com o cenário de escassez nos chips DRAM, a expectativa é de que a queda dos preços se estabilize. Com isso, a geração de caixa e os lucros devem aumentar nos próximos períodos.

Dentro do setor de hardware, os analistas consideram que o BDR da Micron está sendo negociado a um preço bastante descontado. Houve uma desvalorização de quase 30% desde abril, motivada pelo receio da queda no preço dos chips. Considerando o valor justo da ação, o potencial de retorno nos próximos meses é de +53%.

 

Estes são os ativos da Carteira Recomendada de BDRs do BTG Pactual para Setembro de 2021. Acompanhe os conteúdos da Renova Invest para ter acesso às carteiras recomendadas mensais para BDRs.

Disclaimer: As informações apresentadas neste artigo são provenientes de relatório preparado pelo Banco BTG Pactual S.A. Esse material tem caráter puramente informativo, e não configura recomendação ou sugestão de investimento.