Renova Invest Facebook

Carta de Crédito: o que é e como funciona?

Carta de Crédito: o que é e como funciona?
Carta de Crédito: o que é e como funciona?

O consórcio é um dos meios mais utilizados por pessoas que buscam adquirir um produto ou serviço. No entanto, há diversos elementos dessa modalidade que podem despertar dúvidas sobre seu funcionamento. Um exemplo é a carta de crédito.

Ela é entregue para os participantes no momento em que são contemplados com o montante do contrato. Essa contemplação pode ser por sorteio ou lances e permite adquirir o bem desejado. Desse modo, é indispensável entender o que a carta de crédito representa.

Está pensando em participar de um consórcio ou quer saber mais sobre seu funcionamento? Então aproveite a leitura para conhecer a carta de crédito!

Como funciona um consórcio?

Para entender o que é uma carta de crédito, é necessário compreender o funcionamento do consórcio. Afinal, elas são documentos concedidos a participantes dessa modalidade de contrato financeiro — chamado de consorciados.

Assim, o consórcio é uma união de pessoas que compartilham o objetivo de adquirir um mesmo bem ou serviço, como carros e imóveis. Então elas se agrupam para que, em parceria, consigam levantar o montante necessário para aquisição.

Até certo ponto, seu funcionamento pode lembrar o de um fundo de investimento. Entre os elementos similares estão a participação dos interessados por meio da compra de cotas e a presença de um administrador — que pode ser uma instituição bancária ou uma empresa de consórcios.

Dessa forma, todos os consorciados devem pagar o dinheiro da parcela, que está estabelecido no contrato. Posteriormente, a administradora realiza sorteios e organiza lances para definir os contemplados com a carta de crédito do consórcio.

O que é uma carta de crédito?

Como você viu, o consórcio é um agrupamento de pessoas que buscam captar dinheiro para um objetivo em comum. Por sua vez, a carta de crédito é o documento que os consorciados receberão no momento de sua contemplação — funcionando como um vale-compra.

Desse modo, ela representa o montante total do consórcio (que deve ser definido no contrato). Ou seja, ao invés de receber o dinheiro em sua conta, o participante tem em mãos um documento que garante que ele detém o capital para adquirir o bem ou o serviço.

Como funciona uma carta de crédito?

Depois de conhecer o que é uma carta de crédito, por ficar mais fácil entender o funcionamento dela por meio de um exemplo. Assim, imagine que você se tornou participante em um consórcio de um imóvel que está avaliado em R$ 500 mil.

Renda fixa
Seta Tripla

Descubra agora a
NOVA RENDA FIXA
que pode turbinar seus ganhos. 


Nas regras do contrato, é definido que o valor da carta de crédito para os participantes deverá ter esse somatório total. Dessa maneira, serão realizados sorteios regularmente para determinar o participante que receberá a quantia integral em uma carta de crédito.

Ao ser sorteado ou dar um lance, o participante recebe o valor para adquirir o bem — independentemente do montante que ele pagou de parcelas até o momento. Com o documento em mãos, o consorciado poderá fazer a aquisição do seu imóvel.

No entanto, vale destacar que mesmo sendo contemplado, é preciso continuar pagando as parcelas até o fim do contrato. Além disso, as cartas de crédito contam um prazo de vencimento — que varia de acordo com as regras de cada consórcio.

Como é a contemplação de uma carta de crédito?

Como vimos, o processo de contemplação de uma carta de crédito consiste na definição do participante que a receberá. No entanto, existe mais de uma forma de conseguir ser contemplado.

Saiba mais!

Sorteio

O sorteio é a forma tradicional de ser contemplado com a carta de crédito. Nesse caso, a administradora do consórcio realiza o processo nas assembleias para definir o participante que a receberá. A depender do contrato, é possível que exista mais de um consorciado sorteado por mês.

Lance

A segunda maneira de obter a carta de crédito é fazendo um lance por ela. Como o termo sugere, essa estratégia funciona como uma espécie de leilão. Os lances são muito utilizados por participantes que não querem depender da sorte nos sorteios.

Desse modo, eles se planejam financeiramente e oferecem uma antecipação de certa quantia para receber a carta de crédito. Existem três tipos de lances mais comuns:

  • fixo: a administradora do contrato estabelece a quantia que o consorciado deve ofertar;
  • livre: os consorciados podem oferecer qualquer quantia — vencerá a maior;
  • embutido: os participantes oferecem parte da carta de crédito.

Aquisição de uma carta contemplada

Também é possível ter uma carta de crédito sem ser um dos participantes do consórcio desde o começo. Nesse caso, o processo é feito por meio da aquisição de uma carta já contemplada. Isso porque um dos consorciados que detém o documento pode negociá-lo.

A legislação brasileira permite a transferência de titularidade da carta. Com isso, um terceiro pode adquirir e utilizar o documento para os fins estabelecidos no contrato do consórcio. Entretanto, essa dinâmica deve ser permitida nas regras do consórcio e a administradora precisa autorizar a venda.


Quais são as vantagens e desvantagens do consórcio?

Os consórcios podem ser uma alternativa interessante para pessoas que buscam adquirir um bem. No entanto, antes de se tornar participante de um grupo assim, é fundamental analisar as vantagens e desvantagens da modalidade.

Confira!

Vantagens

Uma das principais vantagens dos consórcios está em não precisar arcar com as taxas que fazem parte de outras modalidades de crédito — como empréstimos e financiamento. Assim, é possível que ele tenha menos custos que outras alternativas.

Além disso, a segurança também é um aspecto positivo. Afinal, a administradora deve ser autorizada pelo Banco Central para prestar os serviços.

Outro ponto que é benéfico para os consorciados é a existência da carta de crédito. Como ela representa o valor do consórcio, os contemplados não precisam lidar com eventuais taxas de transferência financeira.

Complementando esses pontos, vale destacar o poder de barganha que a carta de crédito pode assegurar para aqueles que a detém. Como ela pode ser comparada a um tipo de pagamento à vista, é possível encontrar melhores condições no momento de adquirir o bem.

Desvantagens

Entretanto, também existem aspectos que podem ser desvantajosos no consórcio. Como boa parte das contemplações acontecem por meio de sorteio, é possível que muitos participantes demorem para finalmente receber a carta de crédito, por exemplo.

Ademais, também é preciso ficar atento às tentativas de fraude — especialmente na aquisição de uma carta contemplada. Por isso, é essencial avaliar os termos do contrato e buscar assessoria jurídica antes de comprar o título.

Agora você sabe o que é e como funciona uma carta de crédito. Ela pode ser interessante para quem busca uma alternativa às modalidades tradicionais de crédito. Contudo, antes de fazer parte de um consórcio, é preciso analisar as vantagens e desvantagens envolvidas.

Quer entender como investir seu dinheiro para ficar mais próximo de seus objetivos? Agende um contato com nossa equipe!

 

Para aprofundar ainda mais seus conhecimentos sobre o mercado financeiro, nos acompanhe nas redes sociais. Estamos no YouTubeInstagramFacebook e LinkedIn!

Veja também:

Inscreva-se
Notificar-me de
Esse campo só será visível pela administração do site
botão de concordância
0 Comentários
Feedbacks
Visualizar todos os comentários

Utilizamos cookies que melhoram a sua experiência em nosso site. Todos seguem a nossa Politica de Privacidade. Clicando em "OK" você concorda com a nossa política.