MRVE3
MRVE3

Análise Completa: Resultado MRV (MRVE3) para o 4T20

No dia 05 de março, foi apresentado o resultado MRV (MRVE3) para o 4T20 e as equipes de Equity Research da Eleven Financial Research e do BTG Pactual já realizaram a análise dos dados divulgados. Confira os pontos principais.

MRV tem bom desempenho no 4T20

De acordo com o relatório do BTG Pactual, o desempenho do MRV (MRVE3) foi bom, com conjuntos de resultados sólidos. Os números vieram acima ou em linha com as projeções.

Enquanto isso, de acordo com o relatório da Eleven, o desempenho foi positivo devido à forte retomada de lançamentos e diversificação de negócios. Os resultados vieram em linhas com as projeções.

Os destaques do período foram o bom volume de vendas líquidas e operações da AHS.

No dia em que o relatório foi publicado, as ações MRVE3 estavam sendo negociadas a R$ 16,70. A capitalização de mercado era de R$ 8,04 bilhões. O volume médio dos últimos 12 meses era de R$ 85,97 milhões.

Resultado MRV (MRVE3) para o 4T20

Volume de vendas é  destaque do trimestre

Segundo o relatório da Eleven Financial Research, as vendas líquidas totalizaram R$ 1,8 bilhão, alta de +35,2% em relação ao mesmo período de 2019 e o Valor de Vendas Geral (VGV) de lançamentos totalizou R$ 2,1 bilhões, queda de -7% em relação ao 4T19.

No ano de 2020, as vendas totalizaram 54 mil unidades, maior resultado da história da empresa com faturamento de R$ 2 bilhões, alta de +43,7% em relação ao 4T19. Segundo a companhia, os juros mais baixos e as modalidades de financiamento IPCA+ e Poupança+ aumentam a capacidade de compra dos clientes e a expansão do mercado da MRV.

De acordo com estudos da FGV, a cada 1 ponto percentual de queda na taxa de juros pré-fixados (SBPE) reflete na inclusão de +800 mil famílias e -10% de exigências para compra de um ímovel no valor de R$ 300 mil. Esses números indicam como o momento atual, com a menor taxa de juros desde 2016, é positivo para o crescimento da companhia.

Em linhas com esses dados, o relatório da Eleven ressalta que o banco de terrenos pela operação do Brasil e dos EUA somam R$ 63,8 bilhões. E assim, os analistas acreditam que a empresa está preparada para aumentar o número de lançamentos em 2021 e continuar seu plano de expansão, podendo alcançar um VGV de R$ 8,5 bilhões.

Operações da AHS impulsiona resultados da companhia

No início de 2020, a MRV&Co expandiu suas operações em direção ao mercado norte americano com a compra da AHS Residential. A empresa atua focada no desenvolvimento de empreendimentos para locação residencial e posterior venda dos imóveis locados para fundos de investimento.

De acordo com o relatório do BTG Pactual, o desempenho da operação nos EUA alavancou o resultado e o desempenho operacional da companhia. As vendas totalizaram R$ 271 milhões, além disso, a empresa possui estoque de terrenos no valor de US$ 1,4 bilhão e US$ 359 bilhões em terrenos em construção.

A companhia anunciou para o 1S21, a compra de três novos terrenos no Texas, segundo maior estado dos Estados Unidos. As novas aquisições tem um VGV estimado de US$ 204 milhões, e evidenciam a estratégia de expansão geográfica nos EUA.

Receita líquida em expansão

Segundo o relatório do BTG Pactual, a receita líquida da companhia atingiu R$ 1,7 bilhão, alta de +20% em relação ao mesmo período de 2019 e está em linha com suas projeções. A margem bruta (lucro bruto/receita líquida) se consolidou na taxa de 30%, também em linha com as estimativas dos analistas.

De acordo com o relatório da Eleven, a margem bruta está pressionada pela alta dos custos com materiais de construção. Devido ao teto de preços de imóveis do programa Casa Verde e Amarela, a pressão tende a continuar e por isso, as outras operações da companhia (como URBA, Sensia, Luggo e AHS) serão fundamentais para a recuperação do indicador no médio prazo.

Resultado MRV (MRVE3) para o 4T20

EBITDA em queda

Conforme informa o BTG Pactual, o EBITDA da MRV ficou em R$ 246  milhões. O número revela queda de -3% em relação ao mesmo período de 2019 e queda de -6% em relação ao trimestre anterior. No entanto, o número está +3% acima das projeções.

Lucro Líquido supera estimativas

Conforme o relatório do BTG Pactual, o lucro líquido da MRV no quarto trimestre foi de R$ 196 milhões. Esse resultado representa alta de +39% em relação ao trimestre anterior e alta de +30% em relação ao mesmo período de 2019. O número está +2% acima das projeções.

O relatório da BTG ressalta que o resultado foi impulsionado pelo ganho de R$ 16 milhões na venda do empreendimento localizado em Miami (EUA), “Deering Grooves”.

Resultado MRV (MRVE3) para o 4T20

Resultado MRV (MRVE3) para o 4T20: Recomendações

Recomendação do BTG Pactual

A equipe de análise do BTG Pactual considera que a MRV (MRVE3) apesar de ter a margem pressionada, devido aos custos de construção mais alta, a visão para o longo prazo continua otimista. O setor combina demanda sólida aliada a boa lucratividade.

Assim, estabelece recomendação de compra, com preço-alvo em R$ 23,00.

Recomendação da Eleven Financial Research

A equipe de análise da Eleven considera que a MRV (MRVE3) tem forte potencial de crescimento no longo prazo e está investindo em novos segmentos, com destaque para imóveis de média renda.

Assim, estabelece recomendação de compra, com preço-alvo em R$ 28,00.

 

Esta foi nossa apresentação da análise das equipes de Equity Research da Eleven Financial Research e do BTG Pactual sobre o resultado MRV (MRVE3) para o 4T20. Acompanhe os conteúdos da Renova Invest para ter acesso a todas as análises de resultados trimestrais.

Disclaimer: As informações apresentadas neste artigo são provenientes de relatórios elaborados por terceiros. Esse material tem caráter puramente informativo, e não configura recomendação ou sugestão de investimento.

Compartilhe:

Deixe uma resposta


Utilizamos cookies que melhoram a sua experiência em nosso site. Todos seguem as regras da nossa Politica de Privacidade. Clicando em "OK" você concorda com a nossa política.