Year to Date (YTD): saiba o significado e como funciona!

Year to Date (YTD):
Year to Date (YTD):

Muitos termos utilizados no mercado financeiro têm origem em línguas estrangeiras, como o inglês. O motivo é que os Estados Unidos e a Europa concentram os mercados mais antigos do mundo. Nesse sentido, um conceito relevante é o year to date (YTD) — você já conhece o seu significado?

Caso não esteja habituado a essa palavra, vale a pena conhecê-la melhor antes de começar a investir. Isso porque o indicador pode trazer informações relevantes para auxiliar na escolha dos seus investimentos.

Para saber mais sobre o YTD, continue a leitura deste conteúdo. Nele, você aprenderá o significado da sigla e entenderá como esse indicado funciona.

Aproveite!

O que é year to date (YTD)?

Em tradução literal, o termo inglês year to date (YTD) significa “ano até à data”. Porém, no mercado, ele é melhor adaptado à expressão “no acumulado do ano”. Assim, o conceito é usado para se referir ao período de tempo abrangido por uma análise financeira e econômica.

Geralmente, o YTD é baseado em informações obtidas a partir do primeiro dia do ano até a data em que a análise é realizada. Seu uso é bastante comum no registro de resultados de uma atividade empresarial entre seu dia de início e fechamento, conforme o calendário fiscal.

No entanto, o dia de fechamento não precisa necessariamente representar o término da atividade. Ele pode se referir apenas à sua situação na data de análise. Com os resultados obtidos, é possível avaliar o desempenho do projeto e compará-lo a outras oportunidades.

Já no contexto das finanças, o YTD costuma ser utilizado para levantar informações financeiras de uma organização. Assim, os gestores, administradores e investidores conseguem ter um panorama da atual situação da empresa, sua capacidade de gerar caixa, perspectivas, etc.

Além disso, essa análise costuma ser bastante apropriada como forma de comparar resultados entre empresas concorrentes de um mesmo setor. Logo, o YTD pode servir como base no momento de fazer escolhas e tomar decisões de investimentos.

Como o year to date funciona?

Como você viu, o YTD serve para realizar análises financeiras ou de atividades empresariais. Portanto, é preciso destacar as informações que serão analisadas a partir do primeiro do ano até a data da realização da avaliação.

Por exemplo, suponha que você esteja procurando uma empresa para investir em ações. Ao acessar o demonstrativo financeiro da organização, você identifica um YTD de 7% em relação à valorização dos papéis.

Caso o relatório tenha sido produzido em maio, isso significa que, de janeiro daquele ano até o respectivo dia do mês de maio, as ações valorizaram 7%. Logo, você pode comparar o resultado com outras empresas e avaliar qual delas teve o melhor desempenho.

Vale ressaltar que, no exemplo, foi usado o YTD considerando um ano civil — iniciado em 1º de janeiro. Porém, é possível encontrar análises realizadas a partir de um year to date que consideram um calendário diferente do ano civil — o qual pode começar em outro período.

Inclusive, é comum encontrar companhias do setor agrícola que têm seus calendários adaptados ao período de início de safras. Com isso, uma produtora de soja, por exemplo, pode ter um calendário agrícola iniciado em junho ou outubro, considerados os melhores meses para o plantio da semente de soja.

Dessa forma, é necessário estar atento ao calendário utilizado pela companhia no momento de realizar uma avaliação considerando a visão YTD. Isso também é válido no momento de comparar diferentes companhias, já que cada uma pode ter uma data de início específica.

O que é possível comparar com essa ferramenta?

Além de ser usado em comparações de empresas, o indicador YTD pode ser utilizado para medir o retorno de investimentos ou de portfólios completos.

Entenda como adotar essa prática!

Retorno acumulado

Quando se fala no retorno de um investimento acumulado no ano, o YTD considera o lucro obtido desde o primeiro dia do ano até à data da análise. O cálculo pode ser feito de forma bastante simples, acompanhando a seguinte fórmula:

Retorno acumulado = (valor atual – valor em 1º de janeiro) ÷ valor em 1º de janeiro x 100

Em um exemplo prático, imagine que você tenha comprado um lote de ações a R$ 50 cada (totalizando R$ 5.000). Depois, na data de realização da análise, os papéis estavam cotados a R$ 70 cada (total de R$ 7.000).

Nesse cenário, o cálculo será feito da seguinte forma:

RA = (7000 – 5000) ÷ 5000 x 100

RA = 2000 ÷ 5000 x 100

RA = 0,4 x 100

RA = 40%

Ou seja, no período avaliado, o investimento teve um retorno acumulado anual de 40%, levando em consideração um ano civil.

Rendimentos

O YTD também é bastante utilizado no cálculo de rendimentos de investimentos. Nessa hipótese, são avaliados os rendimentos de 1ª de janeiro até o dia atual e, geralmente, o processo não considera as despesas.

Logo, é um indicador interessante para auxiliar na análise de metas financeiras e estimativas de pagamento de impostos. O cálculo é feito apenas com a soma dos ganhos de forma simples, sem a necessidade de subtrair ou dividir os resultados.

Por que é importante conhecer esse conceito?

Chegando até aqui, é possível se perguntar por que é necessário conhecer esse conceito. Como você aprendeu, o YTD permite comparar o desempenho de companhias e investimentos, além de calcular o retorno e a rentabilidade de sua carteira.

Portanto, essas informações podem ser muito úteis no seu gerenciamento de capital e na tomada de decisão. Com elas, você terá ciência da situação financeira de uma companhia antes de alocar seu capital em suas ações. Também será mais fácil acompanhar os resultados após o investimento.

No entanto, é preciso destacar que a análise baseada em year to date não deve ser usada isoladamente. Isso porque ela lhe dará uma visão de curto prazo, sendo importante conferir outros indicadores da análise fundamentalista para ampliar sua visão sobre outros fatores acerca de uma companhia ou investimento.

Conseguiu compreender o significado de YTD no mercado financeiro? Caso tenha ficado com alguma dúvida a esse respeito, não deixe de contar com o suporte de uma assessoria de investimentos qualificada — como a Renova Invest.

O que achou deste conteúdo? Aproveite para aprofundar os seus conhecimentos e confira o que é e por que utilizar a análise fundamentalista!

Veja também:

Inscreva-se
Notificar-me de
Esse campo só será visível pela administração do site
botão de concordância
0 Comentários
Feedbacks
Visualizar todos os comentários

Utilizamos cookies que melhoram a sua experiência em nosso site. Todos seguem a nossa Politica de Privacidade. Clicando em "OK" você concorda com a nossa política.