Renova Invest Facebook

Conheça o ETF SMAL11

etf smal11
etf smal11

O mercado de capitais oferece diversas oportunidades de investimento, e uma delas é o SMAL11, um Exchange-Traded Fund (ETF) focado em Small Caps. Neste guia completo, vamos explorar o que é o SMAL11, como ele funciona e se vale a pena investir nesse tipo de ativo.

O que é ETF?

Os Exchange Trade Funds (ETF) são fundos de índice que utilizam um determinado benchmark como referência. Normalmente, são vinculados a índices de Ações, mas não se restringem a apenas eles.

O objetivo do ETF é ter um rendimento igual ou semelhante à carteira do índice que utiliza como referência. É o caso do índice Ibovespa, ICO2, S&P500, entre outros.

O que são Small Caps?

Antes de entrarmos nos detalhes do SMAL11, é importante entender o que são as Small Caps. As Small Caps são empresas de menor capitalização de mercado, mas que possuem um grande potencial de valorização no mercado de capitais.

As Small Caps são empresas que têm uma capitalização de mercado variando entre 300 milhões e 2 bilhões de dólares, e geralmente não são líderes de mercado ou pertencem a setores menores. Porém, essas empresas têm um grande potencial de crescimento e podem representar oportunidades de investimento interessantes.

O que é o SMAL11?

O SMAL11 é um ETF negociado na bolsa de valores que replica o desempenho de uma carteira teórica de Small Caps. Este ETF é administrado pelo Banco BNP Paribas e gerido pela BlackRock do Brasil.

O objetivo do SMAL11 é acompanhar o desempenho do Índice Small Cap (SMLL) da B3, que reúne as empresas listadas na bolsa consideradas pequenas. Dessa forma, ao investir no SMAL11, o investidor está, na prática, investindo em uma cesta de ações de várias empresas com apenas uma cota do fundo de índice.

Como funciona o SMAL11?

O SMAL11 funciona de forma semelhante a outros ETFs. O objetivo do fundo é acompanhar a rentabilidade do índice de referência, no caso, o Índice Small Cap (SMLL) da B3.

A gestão do fundo ocorre de forma passiva, ou seja, o gestor do fundo tem como objetivo acompanhar a composição do índice. 95% dos ativos comprados por esse ETF são ações que fazem parte da composição do índice SMLL. O percentual restante pode ser investido em outros ativos, geralmente, sendo alocado para fazer o hedge do fundo.

Vantagens e desvantagens do SMAL11

Como qualquer investimento, o SMAL11 possui vantagens e desvantagens que devem ser consideradas antes de tomar a decisão de investir.

Vantagens do SMAL11

  1. Diversificação: Ao investir no SMAL11, você está investindo em uma cesta de ações de diversas empresas, o que ajuda a diversificar o risco do investimento.
  2. Baixo custo: Os ETFs, incluindo o SMAL11, geralmente têm taxas de administração mais baixas em comparação com outros fundos de investimento.
  3. Liquidez: Os ETFs são negociados na bolsa de valores, o que significa que você pode comprar e vender suas cotas a qualquer momento durante o horário de negociação do mercado.

Desvantagens do SMAL11

  1. Alta volatilidade: As Small Caps são conhecidas por sua alta volatilidade. Isso significa que o preço das ações dessas empresas pode flutuar dramaticamente em um curto período de tempo.
  2. Risco elevado: Como mencionado anteriormente, as Small Caps são empresas menores que têm um alto potencial de crescimento, mas também um alto risco.
  3. Dependência do desempenho do índice: Como o SMAL11 é um ETF que busca replicar o desempenho do índice SMLL, o desempenho do fundo está diretamente ligado ao desempenho desse índice.

Composição da carteira smal11

Abaixo a composição do etf smal11 até 28/08/2023.

Código Ação Tipo Qtde. Teórica Part. (%)
RRRP3 3R PETROLEUM ON NM 234.689.601 2,403
TTEN3 3TENTOS ON NM 113.777.586 0,505
ABCB4 ABC BRASIL PN N2 70.127.732 0,403
AERI3 AERIS ON NM 227.070.796 0,075
AESB3 AES BRASIL ON NM 315.209.392 1,158
ALSO3 ALIANSCSONAE ON NM 532.365.440 4,090
AALR3 ALLIAR ON NM 5.721.492 0,018
ALPA4 ALPARGATAS PN N1 201.952.502 0,644
ALUP11 ALUPAR UNT ED N2 145.652.351 1,339
AMBP3 AMBIPAR ON NM 43.853.759 0,300
ANIM3 ANIMA ON NM 257.157.317 0,306
ARZZ3 AREZZO CO ON NM 60.758.326 1,501
ARML3 ARMAC ON NM 172.214.221 0,750
AZUL4 AZUL PN N2 327.646.296 1,586
BPAN4 BANCO PAN PN N1 341.549.703 0,935
BRSR6 BANRISUL PNB N1 202.535.840 0,836
BMOB3 BEMOBI TECH ON NM 83.735.218 0,323
BLAU3 BLAU ON NM 29.837.192 0,172
BRPR3 BR PROPERT ON 1.191.199 0,027
BRAP4 BRADESPAR PN N1 251.008.334 1,745
Quantidade Teórica Total 28.377.570.715 100,000

Como investir no SMAL11?

Investir no SMAL11 é um processo bastante simples. O primeiro passo é abrir uma conta em uma corretora de valores. Em seguida, você deve transferir o valor que deseja investir para sua conta na corretora.

Depois de ter o dinheiro em sua conta, você pode acessar a plataforma de negociação da corretora (conhecida como home broker) e emitir uma ordem de compra para o SMAL11.

Ao emitir uma ordem de compra, você deve especificar a quantidade de cotas que deseja comprar e o preço que está disposto a pagar por cada cota. Uma vez que sua ordem é executada, as cotas do SMAL11 serão adicionadas a sua carteira de investimentos.

Performance e Perspectivas do SMAL11

A performance passada do SMAL11 pode oferecer insights sobre o desempenho do fundo no longo prazo. Vale ressaltar, no entanto, que o desempenho passado não é garantia de resultados futuros. Por isso, é importante analisar as perspectivas do fundo e considerar outros fatores antes de tomar uma decisão de investimento.

Nos últimos anos, o SMAL11 apresentou um desempenho consideravelmente maior que o Ibovespa, o principal índice da bolsa de valores. Isso é resultado do potencial de valorização das Small Caps, que têm maior flexibilidade para crescer rapidamente em setores promissores.

As perspectivas para o SMAL11 continuam positivas, uma vez que as Small Caps têm mostrado resiliência e capacidade de inovação. No entanto, é importante destacar que investir em renda variável, incluindo ETFs como o SMAL11, envolve riscos e é importante ter uma estratégia de investimento adequada.

Conclusão

Investir no SMAL11 pode ser uma excelente maneira de diversificar sua carteira de investimentos e obter exposição a uma cesta de ações de Small Caps. No entanto, como qualquer investimento, o SMAL11 possui riscos que devem ser considerados.

Portanto, antes de investir no SMAL11, é importante que você entenda como o fundo funciona, quais são suas vantagens e desvantagens, e como ele se encaixa em sua estratégia de investimento. Além disso, é sempre uma boa ideia buscar aconselhamento de um consultor financeiro antes de tomar qualquer decisão de investimento.

Veja também:

Inscreva-se
Notificar-me de
Esse campo só será visível pela administração do site
botão de concordância
0 Comentários
Feedbacks
Visualizar todos os comentários

Utilizamos cookies que melhoram a sua experiência em nosso site. Todos seguem a nossa Politica de Privacidade. Clicando em "OK" você concorda com a nossa política.