Uma das tendências no mercado de criptoativos são as moedas inspiradas em memes. Entre as opções que surgiram, a criptomoeda shiba inu vem chamando a atenção dos investidores devido ao seu desempenho.

Por exemplo, no dia 5 de novembro de 2021, essa moeda-meme valorizou em mais de 100%. Mas, será que realmente vale a pena investir nesse ativo digital? Para responder essa pergunta, é essencial conhecê-la melhor.

Confira, neste artigo, as principais informações sobre a criptomoeda shiba inu e saiba avaliar se vale a pena tê-la no seu portfólio!

O que é shiba inu?

A shiba inu (SHIB) é uma moeda-meme. Ou seja, trata-se de uma moeda digital que surgiu a partir de uma brincadeira ou piada viral na internet.

E, por essa razão, a SHIB não tem valor inerente nem uso específico, como acontece com as criptomoedas convencionais. O bitcoin, por exemplo, foi desenvolvido para reduzir o tempo e a burocracia das transações financeiras.

Afinal, ao contrário do ambiente físico, que opera durante certo período, o sistema digital funciona 24 horas por dia. Assim, não é necessário esperar até a abertura do banco no dia seguinte para que uma operação financeira seja concluída — reduzindo, então, o tempo do envio do dinheiro.

Contudo, apesar de não possuir valor intrínseco nem ter utilidade determinada, é possível obter rendimentos com a compra e venda de moedas-meme. Isso porque existem pessoas que veem valor nesses ativos e estão dispostas a pagar por eles.

Como essa criptomoeda surgiu?

Agora você já sabe o que é shiba inu. Mas você já ouviu falar em como essa criptomoeda surgiu? A SHIB foi criada anonimamente por um grupo ou uma pessoa sob o pseudônimo Ryoshi, em agosto de 2020.

De acordo com seu white paper (documento que traz informações relevantes sobre o ativo), a moeda é resultado de um experimento da comunidade. A ideia do projeto era desenvolver uma criptomoeda que tivesse um forte apelo com os usuários da rede.

Assim, nasceu a shiba inu — que foi inspirada na dogecoin (DOGE) e visa ser sua concorrente. Essa também é uma moeda-meme, que tem sua origem em uma imagem de um cachorro da raça japonesa shiba inu. A foto viralizou na internet em 2013, por sua expressão desconfiada.

Devido ao forte senso de comunidade, houve uma rápida aceitação da shiba inu. Como resultado, foi criada uma corretora descentralizada no próprio sistema da moeda, o ShibaSwap. Assim, a SHIB passou a ter um ambiente de negociação exclusivo.

Quais as diferenças da shiba inu em relação à sua concorrente dogecoin?

Como você viu, a shiba inu foi criada para ser concorrente da dogecoin. E, por essa razão, elas têm como base o mesmo meme: o cachorro da raça japonesa shiba inu.  Outro ponto em comum é o crescimento rápido.

QUANTO VOCÊ TERIA HOJE SE TIVESSE COMPRADO UM BITCOIN HÁ 10 ANOS ATRÁS?

Esteja preparado para sua próxima chance

Esteja preparado para sua próxima chance

Acredita-se que a valorização se deva ao engajamento da comunidade e a grande visibilidade na mídia que ambas conquistaram em sua época. Mas, apesar dessas similaridades, as duas moedas não são iguais. Por isso, é importante entender a diferença entre elas.

Um dos grandes diferenciais é o sistema de validação e mineração. A shiba inu trabalha com o proof of stake (PoS), uma tecnologia ethereum. Enquanto isso, o dogecoin usa o mecanismo de validação e mineração do bitcoin, o proof of work (PoW).

Outra diferença entre essas duas moedas-memes se refere à emissão de novos tokens. A shiba inu é mais controlada e tem uma limitação na quantidade de unidades em circulação, que é de 1 quatrilhão de ativos. Já na dogecoin, não há restrições.

Quanto vale 1 shiba inu?

Depois de descobrir a diferença entre a SHIB e a sua concorrente, é o momento de saber quanto vale essa criptomoeda. Nesse ponto, é preciso destacar que os cripto ativos consideram a marcação a mercado. Por esse motivo, o preço de 1 shiba inu pode variar diversas vezes ao longo do dia.

Assim, para saber quanto vale essa moeda-meme, é essencial acompanhar sua cotação em tempo real. Em relação ao histórico, a shiba inu não ultrapassou 0,01 centavo de dólar desde sua criação — ao menos até o início de janeiro de 2022.

Apesar disso, a moeda se valorizou em diversas ocasiões, beneficiando investidores que souberam aproveitar a oportunidade. A maior alta se deu em função de uma postagem de Elon Musk, fundador da Tesla Motor.

Nessa ocasião, o empresário compartilhou em seu Twitter uma foto de um cachorro shiba inu. A publicação fez com que a SHIB valorizasse mais de 100%, no dia 5 de novembro de 2021. Esse movimento mostra como simples eventos podem gerar consequências significativas na volatilidade de criptoativos.

Vale a pena investir em criptomoedas?

Após conhecer as particularidades da shiba inu, você pode refletir se vale a pena investir nessa criptomoeda. Contudo, para fazer uma boa escolha, é essencial considerar outros fatores, como seu perfil de investidor.

Como você viu, a SHIB é um ativo com alta volatilidade, devido à sua natureza. Por isso, a moeda tende a ser mais adequada para os investidores moderados ou arrojados. Afinal, esses perfis são mais tolerantes às oscilações de preço dos criptoativos.

Outro aspecto a avaliar são os seus objetivos financeiros. Eles indicam o prazo que você pretende manter seu dinheiro investido. Com isso, é possível entender se as criptomoedas podem ajudar a realizar suas metas.

Por fim, ainda é interessante avaliar sua estratégia de investimento, já que esse planejamento pode direcionar suas escolhas no mercado de investimentos. Então avalie com atenção se a shiba inu se adéqua às suas preferências e necessidades como investidor.

Essa criptomoeda pode ser utilizada tanto em estratégias de investimento como na especulação —day trade ou swing trade, por exemplo. Como a shiba inu é muito recente, ela pode apresentar alta volatilidade. Assim, o cenário pode ser interessante para quem faz especulação no mercado. Mas é preciso considerar os riscos.

Saiba, ainda, que é possível buscar alternativas regulamentadas do mercado — como fundos de investimento ou fundos de índice (ETFs) de criptomoedas. Assim, você terá mais segurança para fazer suas operações e se expor ao universo dos criptoativos.

Depois de conhecer a shiba inu, você pode buscar mais informações para definir se investir nessa criptomoeda faz sentido para sua carteira. Não esqueça de considerar suas principais características e seus objetivos pessoais.

Se a sua decisão for se expor a esse mercado, entenda melhor como comprar criptomoedas com segurança!