No dia 10 de novembro, foi apresentado o resultado Sequoia (SEQL3) 3T21 e as equipes de Equity Research da Eleven Financial Research e do BTG Pactual já realizaram a análise dos dados divulgados. Confira os pontos principais.

Sequoia traz resultados em linha com estimativas

De acordo com o relatório do BTG Pactual, o desempenho da Sequoia (SEQL3) ficou em linha com as estimativas. A companhia apresentou uma forte recuperação das margens no trimestre.

Enquanto isso, de acordo com o relatório da Eleven, o desempenho foi positivo em relação ao trimestre anterior, conforme esperado pela equipe.

O destaque do período foi o forte crescimento das vendas.

No dia em que o relatório foi publicado, as ações SEQL3 estavam sendo negociadas a R$ 14,70. A capitalização de mercado era de R$ 2,05 bilhões. O volume médio dos últimos 12 meses era de R$ 25,63 milhões.

SEQL3
SEQL3 – stock performance

Forte crescimento das vendas

Conforme informa o relatório do BTG Pactual, a Sequoia apresentou forte crescimento das vendas no 3T21.

As vendas B2C – vendas diretas para o consumidor saltaram para R$ 263 milhões, alta de +61% em relação ao 3T20. Os pedidos aumentaram +5% em comparação ao 3T20, enquanto o ticket médio cresceu +53%.

Isso é reflexo dos contratos da Direcional e Prime, que atendem ao segmento de cargas pesadas. Além disso, considera-se o mix da malha logística, com maior participação de rotas para o interior.

Em relação ao segmento B2B – vendas para outras empresas, totalizou R$ 137 milhões. Isso representa alta de +5% na comparação anual. Por fim, o segmento de logística atingiu R$ 46 milhões, alta de +28%.

Enquanto isso, em relação às vendas B2B, os pedidos tiveram alta de +19%. Contudo, o ticket médio caiu -11% no período. Isso se deve a uma mudança de mix, principalmente em função da incorporação da Plimor.

Recuperação das margens

De acordo com os relatórios da Eleven, a Sequoia reportou um aumento da margem bruta em relação ao 2T21. Porém, nota-se que a margem foi pressionada na comparação anual.

O crescimento anual da receita bruta foi impulsionado sobretudo pelo segmento B2C, em virtude do crescimento do e-commerce e da integração das recentes fusões e aquisições. Como resultado, houve um aumento da margem bruta no trimestre.

Investir em empresas estrangeiras não precisa ser difícil!

Baixe nosso e-book e saiba como ser sócio das gigantes internacionais: Amazon, Google, Apple, Facebook, entre outras!




Apesar do cenário de pressão inflacionária, a margem bruta aumentou +230 pontos base em relação ao 2T21. Nota-se que a captura de sinergias das aquisições e o ajuste nos contratos de logística e B2B implicou em ganhos de eficiência no trimestre.

Porém, nota-se que a margem bruta caiu de 23% para 19% na comparação de base anual. Segundo o BTG, isso é reflexo dos maiores custos de insumos, principalmente do diesel.

SEQL3
SEQL3 – Múltiplos da sequoia

EBITDA cresce quase +40%

Conforme informa o BTG Pactual, o EBITDA ajustado da Sequoia ficou em R$ 42 milhões. O número revela alta de +38% em relação ao mesmo período do ano passado.

Lucro Líquido próximo de zero

Conforme os relatórios do BTG Pactual e da Eleven, o lucro líquido da Sequoia no terceiro trimestre foi próximo de zero contra R$ 7 milhões no 3T20.

Sem o goodwill – ativos intangíveis, o lucro líquido ajustado teria sido de R$ 17 milhões. Esse número ficou em linha com as estimativas das equipes.

SEQL3
SEQL3 – Relatório da empresa Bovespa, estimativa BTG Pactual S.A

Resultado Sequoia (SEQL3) 3T21: Recomendações

Recomendação do BTG Pactual

A equipe de análise do BTG Pactual mantém uma visão positiva para a tese de investimento da Sequoia (SEQL3).

Em termos de catalisadores de longo prazo, a entrega expressa ainda tem muito espaço para melhorar no país. Na visão da equipe, a plataforma de logística potencializada pela tecnologia e líder no Brasil negocia a múltiplos atraentes.

Assim, estabelece recomendação de compra, com preço-alvo em R$ 38,00.

Recomendação da Eleven Financial Research

A equipe de análise da Eleven destaca que a Sequoia (SEQL3) conta com perspectivas positivas em termos de crescimento.

Seu posicionamento com foco em tecnologia e o aumento da penetração do e-commerce no varejo brasileiro devem sustentar a continuidade do crescimento da companhia.

Assim, estabelece recomendação de compra, com preço-alvo em R$ 30,00.

 

Esta foi nossa apresentação da análise das equipes de Equity Research da Eleven Financial Research e do BTG Pactual sobre o resultado Sequoia (SEQL3) 3T21. Acompanhe os conteúdos da Renova Invest para ter acesso a todas as análises de resultados trimestrais.

Disclaimer: As informações apresentadas neste artigo são provenientes de relatórios elaborados por terceiros. Esse material tem caráter puramente informativo, e não configura recomendação ou sugestão de investimento.