Renova Invest Facebook

Selic a 13,75%: os melhores investimentos e como essa taxa afeta seu bolso

selic
selic

Não deu outra! A última reunião do Comitê de Política Monetária (Copom) confirmou as expectativas do mercado. Na quarta-feira (3), a maior autoridade monetária do Brasil subiu – novamente – a taxa básica de juros de 13,25% para 13,75% ao ano. A última vez que a taxa Selic esteve nas alturas foi em novembro de 2016, com o mercado em alta volatilidade por conta do impeachment da ex-presidente Dilma Rousseff. Só que agora, o caos é no mundo inteiro, desencadeado pelas interrupções nas cadeias produtivas após pandemia da covid-19 e a guerra na Ucrânia x Rússia. 

Agora, qual o motivo de subir tanto? A alta de juros acontece como um recurso para conter a inflação e vai além do nosso país.  Nos últimos 15 dias, o Banco Central Europeu (BCE) e o banco central dos Estados Unidos, o Federal Reserve (Fed), também elevaram as suas taxas de juros.

selic investimentos
Evolução da Taxa de juros desde 2016
Fonte: Banco Central / BBC

Por isso que o BC agilizou o processo e começou os ajustes em 2021, pelo menos temos uma boa notícia: a Selic já surtiu algum efeito na inflação do Brasil. Por exemplo, o Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo 15 (IPCA-15) caiu 0,56% de junho para julho, fechando em 0,13%. Além disso, o boletim Focus reduziu a estimativa do IPCA de 2022 de 7,30% para 7,15%.

O que fazer com os investimentos? 

O nosso patamar da Selic não é uma notícia de todo ruim, isso se souber aproveitar as oportunidades, algo que podemos te ajudar, principalmente ao lado da assessoria de investimentos certa. Até porque, desde que a taxa de juros voltou para os dois dígitos, a renda fixa voltou a ser requisitada, isso por ter sido a única classe de ativos com uma rentabilidade positiva no primeiro semestre de 2022. 

O levantamento feito pelo Yubb considerou a Selic de 13,75% ao ano para ter noção das opções de investimento da renda fixa que oferecem um rendimento real. O cálculo foi feito a partir da rentabilidade bruta do título menos a projeção de inflação para este ano. Atenção: a exceção é a poupança, que pode ser capaz de fazer você perder dinheiro para a inflação. 

Comparativo para investir com a Selic a 13,75%

Gráfico mostrando os valores do investimentos com a taxa selic

Para projeções de rendimento líquido, foi utilizado a alíquota de 20% do IR referente a prazos de vencimento entre 181 e 360 dias. Inflação para 2022 baseada no boletim Focus do dia 01 de agosto. Investimentos isentos de IR. Tabela: Yubb / Criado com Datawrapper

Com base na tabela, as maiores taxas de rendimento real são os títulos privados, como as debêntures incentivadas, o LCI (Letra de Crédito Imobiliário) e o LCA (Letra de Crédito do Agronegócio). Também são investimentos com maior grau de risco, já que são emitidos por empresas e não pelo governo. Se a ideia for não ousar demais, o Tesouro Direto é uma ótima recomendação, com a possibilidade de queda de juros em 2023. 

O longo prazo é aliado de quem quer investir nos títulos. Já que o Banco Central  está perto de encerrar o ciclo de aperto monetário, a estimativa é que o IPCA seja cada vez mais baixo. Então vale a pena dar uma chance para os prefixados e os pós-fixados do mercado secundário. A rentabilidade do Tesouro Prefixado, com a Selic em 13,75% ao ano, determinada na contratação do título, já está bem atrativa. 

Como já falamos acima, a renda fixa fica muito atrativa nessas horas. Tanto que o levantamento do Yubb confirma isso: os investimentos em renda fixa foram os mais buscados no mercado financeiro neste início de mês. Por exemplo, os CDBs, que contam com a garantia do FGC (Fundo Garantidor de Créditos) para aplicações de até R$ 250 mil. 

Renda fixa
Seta Tripla

Descubra agora a
NOVA RENDA FIXA
que pode turbinar seus ganhos. 


Veja o ranking dos investimentos mais buscados:

  1. CDBs
  2. Tesouro Direto
  3. LC/RDB
  4. LCI/LCA
  5. Ações livres
  6. Fundos de ações
  7. Debêntures
  8. Fundos imobiliários (FIIs)
  9. Fundos multimercado
  10. Fundos de índice (ETFs)

E quanto rende R$ 1 mil na poupança?

A poupança é uma opção muito estável, não dá para negar. Mesmo com a alta da taxa Selic, tanto as contas antigas e como as novas da caderneta poupança seguiram com rendimento mensal de 0,62% ao mês, o que seria 7,70% ao ano, de acordo com a Associação Nacional dos Executivos de Finanças Administração e Contabilidade (Anefac), que inclui o cálculo a variação da TR (Taxa Referencial). 

Portanto, se você aplicar R$ 1.000 pelo prazo de 12 meses, seu rendimento será de R$ 77, somatizando um valor aplicado de R$ 1.077, considerando a manutenção da Selic no patamar de 13,75% ao ano. A poupança vem tendo menos poder de compra, nos últimos anos. A previsão é que volte a ser o investimento favorito dos brasileiros, ganhando da temida inflação. 

Também não dá para deixar de lado o fato de que o Brasil está na liderança do ranking mundial de juros reais, conforme o levantamento da Infinity Asset Management. E mesmo com a estimativa de queda da taxa Selic, a renda fixa pode continuar sendo mais atrativa que renda variável em atratividade.

Não perca tempo e aperfeiçoe seus conhecimentos, se inscreva no nosso canal do YouTube para explorar as melhores oportunidades de investimentos no mercado.

Quer saber mais sobre o mercado e suas oportunidades? Entre em contato conosco da Renova Invest!

Veja também:

Inscreva-se
Notificar-me de
Esse campo só será visível pela administração do site
botão de concordância
0 Comentários
Feedbacks
Visualizar todos os comentários

Utilizamos cookies que melhoram a sua experiência em nosso site. Todos seguem a nossa Politica de Privacidade. Clicando em "OK" você concorda com a nossa política.