Horário das 8:30-19:00
atendimento@renovainvest.com.br
11-3192-3882

Raio-X: Conheça o Fundo Verde

Você já ouviu falar no Fundo Verde? Ele é um fundo de previdência privada cuja gestão tem se destacado bastante nos últimos anos. Saiba tudo nesse Raio-X especial!
fundo verde

Raio-X: Conheça o Fundo Verde

//
Posted By
/
Comentário0
/

Quando se pergunta qual é o melhor fundo de previdência, é muito comum que o Fundo Verde surja na conversa como resposta ao questionamento. De fato, ele tem acumulado ótimos resultados nos últimos 20 anos – e chamado atenção de muitos investidores.

O chamado Fundo Verde é considerado um dos melhores fundos multimercados do Brasil. É também gerido por um dos nomes mais experientes e respeitados no país. Então, vale a pena saber mais sobre ele, certo?

Então continue a leitura para acompanhar um breve raio-x do Fundo Verde, entender como ele funciona e descobrir como investir neste fundo e planejar sua previdência privada!

Quem é a Verde?

Para entender mais sobre o Fundo Verde, vale a pena apresentar a empresa que faz sua gestão. A Verde Asset Management foi fundada em 2015 — quando o fundo já existia há alguns anos — pela equipe que trabalhava com o Fundo Verde desde o início.

A empresa é especializada em gestão de recursos e tem a gestão de fundos como um dos seus principais serviços. Seus profissionais trabalham para realizar análises eficientes do mercado e gerir os portfólios na busca por bons resultados em rentabilidade e na preservação de patrimônio.

fundo verde rentabilidade

O Fundo Verde é apenas um dos fundos geridos pela empresa, que atua realizando operações tanto no mercado nacional quanto internacional. Ao longo dos anos, a Verde vem conquistando resultados muito positivos.

Assim, ela se tornou uma referência no seu campo de atuação e está na lista de 20 maiores gestoras de investimentos no Brasil. Seu patrimônio passava de R$ 45,6 bilhões ao final do ano de 2019.

O que é o Fundo Verde?

Como falamos, a história do Fundo Verde começou antes da fundação da empresa que hoje o administra. Ele foi criado no ano de 1997 e é o exemplo de um dos fundos mais antigos e bem-sucedidos no mercado brasileiro.

Desde sua criação, ele tem um retorno acumulado de 17.893% nos investimentos realizados na sua história — até o ano de 2019. Nesse mesmo período, o crescimento do CDI foi de apenas 2.161,12%.

Assim, o Fundo Verde – considerado um dos melhores fundos de investimento dos últimos 20 anos – segue despertando o interesse de muitos investidores que buscam um fundo de previdência com foco em estratégias de multimercado.

O portfólio dele inclui ativos de renda fixa, moedas, índices e ações (de empresas nacionais e estrangeiras). São realizadas tanto investimentos de longo prazo quanto operações de curto prazo, a depender da análise que a gestão faz do mercado.

No início, o fundo exigia um aporte mínimo de R$ 5 mil – o que o tornava mais acessível. Nos últimos anos, no entanto, seu principal público tem sido os clientes de maior patrimônio.

Desde 1997, o Fundo Verde passou por diversos momentos econômicos e, claro, por crises relevantes no Brasil e fora dele. A administração eficiente dos recursos nos períodos difíceis rendeu mais fama positiva aos gestores.

Quem é o gestor?

Luis Stuhlberger fundo verde

Luis Stuhlberger fundo verde

O principal gestor responsável pelo Fundo Verde é o Luis Stuhlberger. Ele começou sua vida profissional na área de Engenharia Civil mas, depois de fazer uma pós-graduação em Administração, entrou no mercado financeiro.

Seu primeiro campo de atuação foi a negociação de ouro. Na década de 1990, houve uma grande queda na importância desse ativo e Stuhlberger diversificou seu trabalho, passando a atuar também na gestão de fundos.

Então, o gestor acumulou experiência e captou recursos para criar o seu próprio fundo — o Fundo Verde. As decisões de Stuhlberger na gestão deram a ele grande reconhecimento nos últimos anos, especialmente em relação às crises econômicas.

Em momentos desafiadores, o Fundo Verde se antecipou às movimentações do mercado e conquistou grandes lucros. Foi o caso, por exemplo, da crise asiática de 1997, da política monetária e cambial de 1999 no Brasil e das eleições brasileiras em 2002.

Nos últimos anos, o fundo tem sido gerido pela Verde, tendo como figura principal seu próprio fundador. A administração dos recursos é feita pela empresa Icatu e o fundo é distribuído pelas principais plataformas de investimentos — como o BTG Pactual digital.

Como investir no Fundo Verde?

Como você viu, o Fundo Verde apresenta uma história de sucesso, fazendo com que seja lembrado quando se pergunta qual é o melhor fundo de previdência privada brasileiro. Inclusive, ele foi pioneiro ao se tornar o primeiro fundo de previdência com estratégia multimercado no país.

Esse é um fundo para investidores arrojados e com alto poder aquisitivo. Outro detalhe relevante para quem deseja investir nele é que o Fundo Verde passa boa parte do tempo fechado para novos investidores.

Ele já tem uma grande cartela de cotistas e um enorme capital para administrar. Por isso, as aberturas para novos aportes são muito bem organizadas. No passado, inclusive, o fundo chegou a precisar devolver dinheiro aos cotistas por ter dificuldades em administrar todo o montante.

Uma das aberturas mais recentes do Fundo Verde se deu no final do ano de 2018. Na época, existia a meta de captação de R$ 200 milhões — que foi alcançada em somente dois dias de abertura. E a demanda dos investidores sempre se mantém alta.

Quem tem interesse em investir, precisa ficar atento às comunicações do fundo para saber sobre perspectivas de novas aberturas.

Além disso, é possível buscar por alguns fundos que têm cotas no Fundo Verde – e que também se beneficiam dos seus rendimentos – para investir. Ou, ainda, os investidores também podem buscar por outros fundos disponíveis no mercado que se assemelham ao Fundo Verde.

Existem fundos semelhantes?

Se você acompanha o Fundo Verde e deseja participar dos ganhos históricos que vem alcançando, certamente é frustrante não conseguir aproveitar as breves aberturas a novos aportes. Contudo, é sim possível aproveitar a espera para conhecer fundos semelhantes no mercado.

Alguns, inclusive, são administrados pela mesma empresa. Eles têm comportamento e gestão parecidas com o Fundo Verde e podem trazer bons resultados aos investidores.  É o caso, por exemplo, do Dahlia Total Return.

Dahlia comparacao com fundo verde

O Dahalia é mais um fundo com estratégia multimercado – o que significa que ele tem um portfólio diversificado em diferentes ativos e modalidades que podem acompanhar a dinamicidade do mercado.

Algumas semelhanças entre o Dahlia e o Fundo Verde são os investimentos em índices (como o da inflação) e na bolsa de valores. Ambos os fundos têm, ainda, uma maneira semelhante de consolidar suas decisões em relação à gestão do capital.

Assim, o fundo Vinci é uma alternativa atrativa para quem busca por fundos semelhantes àquele gerido por Luis Stuhlberger e a equipe da Verde. Não se trata da mesma gestão, mas ambos são fundos de previdência multimercados – com estratégias semelhantes.

Quer conhecer e escolher os melhores fundos de previdência para sua carteira de investimentos? Então entre em contato com a Renova Invest. Temos profissionais capacitados e prontos para atender suas necessidades e ajudar você a montar um portfólio alinhado aos seus objetivos!

Leave a Reply

[name=SIGNUP_SUBMIT_BUTTON]
[name=SIGNUP_SUBMIT_BUTTON]
[name="SIGNUP_FORM_LABEL"]
[name="SIGNUP_FORM_LABEL"]
[name='SIGNUP_BODY']
[name='SIGNUP_BODY']