Renova Invest Facebook

Pirâmide financeira: como evitar cair em golpes?

Atraídas pela promessa de alto retorno financeiro em curto período, diversas pessoas acabam caindo em golpes. Um dos perigos mais comuns é o da pirâmide financeira — você sabe como ela funciona? Para evitar se tornar uma vítima, é essencial conhecer as principais características do esquema.

O crime da pirâmide financeira tem trazido diversos prejuízos a investidores que não entendem muito bem os riscos do mercado. Nesse sentido, vale a pena saber mais sobre essa fraude e quais são as formas de se proteger dela.

Por isso, a seguir você acompanhará as principais informações sobre pirâmide financeira e ainda descobrirá como evitar cair nesse golpe. Confira!

O que é uma pirâmide financeira e como funciona?

A pirâmide financeira é um esquema cuja remuneração se baseia na entrada de novos participantes, por meio do pagamento de uma determinada quantia. Assim, embora o golpista tente apresentar um modelo de negócio sustentável, a fraude depende do recrutamento de mais pessoas.

É comum que as pirâmides sejam apresentadas como empresas ou investimentos. Desse modo, o criminoso pode atrair pessoas com a promessa de altos ganhos na venda de produtos ou no aporte em alternativas do mercado financeiro.

ONDE INVESTIR
EM 2024
DESCUBRA COMO ESCOLHER AS PEÇAS CERTAS PARA CONSTRUIR UM PORTFÓLIO SÓLIDO.

Contudo, o processo apresentado é apenas de fachada. Mesmo que alguns participantes consigam sacar “lucros”, eles não vêm de produtos ou investimentos, mas da entrada de mais pessoas. Com o tempo, o golpista costuma fugir com o dinheiro acumulado das vítimas.

O golpe recebe a nomenclatura de pirâmide financeira porque ele começa com um participante no topo e se torna mais largo à medida que são recrutadas outras pessoas. Logo, ele se assemelha a uma estrutura piramidal — em que as pessoas da base sustentam o topo.

Por que o esquema de pirâmide financeira é insustentável?

Depois de saber o que é uma pirâmide financeira, você pode perceber que, com o tempo, o sistema tende a se tornar insustentável, não é? Isso porque seria necessária a entrada contínua de novos membros para garantir o pagamento daqueles que já fazem parte da cadeia.

Como o número de pessoas no mundo é finito, o golpe não se mantém por muito tempo. Ademais, o recrutamento de pessoas pode se tornar mais difícil de ser realizado — o que compromete a capacidade de pagamento do esquema.

Assim, os repasses financeiros para aqueles que já fazem parte da pirâmide deixariam de acontecer e as pessoas abandonariam o esquema, resultando na sua quebra. Mas, como você viu, é muito comum que os golpistas fujam com o dinheiro dos participantes antes disso acontecer.


Como identificar uma pirâmide financeira?

Agora que você entende como funciona uma pirâmide financeira, é importante saber identificar esse esquema para se proteger dele. Normalmente, o modelo possui certos elementos em comum.

As principais características de uma pirâmide financeira são:

  • estrutura de comissão confusa;
  • promessas de ganhos certos, altos e rápidos;
  • existência de diversas reclamações sobre a empresa;
  • falta de informações sobre o que está sendo vendido;
  • pouco detalhes sobre os riscos envolvidos no negócio;
  • promessas de ganhos extras ao indicar novos membros;
  • necessidade de aporte inicial para participar do esquema;
  • ausência de documentos que comprovem a legalidade do negócio.

Por que a pirâmide financeira é considerada crime?

Como você viu, a pirâmide financeira é um esquema que recruta membros com a promessa de ganhos certos, altos e rápidos. Por essa razão, ela é considerada crime contra a economia popular, conforme a lei 1.521 de 1951.

Cabe ressaltar que todos os envolvidos no esquema podem ser processados por tentativa de estelionato, pois quem aceita participar se torna corresponsável da pirâmide. Portanto, além do operador inicial, aqueles que participam da pirâmide financeira recrutando novos membros também cometem crime.

Quais os exemplos de pirâmides financeiras no Brasil?

Mesmo sendo um crime no Brasil, há diversos escândalos envolvendo o esquema de pirâmide financeira no país. Ao conhecê-los, é possível identificar o golpe mais facilmente e, assim, evitar cair em possíveis fraudes no futuro.

Por isso, confira quais foram as principais histórias de pirâmides financeiras no Brasil!

TelexFree

A TelexFree ficou conhecida como um dos maiores esquemas de pirâmide financeira no país. Essa empresa oferecia um voice over ip (VOIP) — um sistema que permitia ligações telefônicas via internet, sem autorização da Anatel.

Até o esquema ser descoberto, estima-se que mais de 1 milhão de pessoas tenham investido no negócio. Depois de uma batalha judicial, em 2019, foi decretada a falência da TelexFree. Nessa época, ela devia aos seus credores mais de 2 bilhões de reais.

JJ Invest

Em 2018, Jonas Jaimovick e seus sócios fundaram a JJ Invest. Essa empresa se passava por um fundo investidor, mas funcionava sem regulamentação da Comissão de Valores Mobiliários (CVM). Ela é o órgão que desenvolve, regulamenta e fiscaliza o mercado de investimentos brasileiro.

Até o início de 2019, quando a fraude foi descoberta, os sócios conseguiram atrair muitos investidores com a promessa de obterem ganhos entre 5% e 10% ao mês. Esse esquema causou um prejuízo financeiro de 170 milhões de reais.

Fazenda Reunidas Boi Gordo

Mais um exemplo de pirâmide financeira no Brasil aconteceu na década de 1990. A Fazenda Reunidas Boi Gordo se aproveitou da enorme audiência da novela Rei do Gado para atrair clientes com a promessa de lucros de 42% em 18 meses — por meio do investimento em bois.

Para dar sustentação a essa fraude, novos negócios foram criados e incorporados a ele. Foi o caso da Colonizadora Boi Gordo, um condomínio de fazendas. Mas, em 2004, a Fazenda Reunidas chegou ao seu fim e deixou uma dívida que ultrapassou 2,5 bilhões de reais.

Como não cair em golpes financeiros?

Saber como a pirâmide financeira funciona é importante, mas não é suficiente para se proteger do golpe. É preciso estar atento para identificar os riscos dessa fraude e não ser uma vítima dela. Nesse sentido, o principal ponto é não acreditar em promessas muito lucrativas.

No mercado financeiro, não existem investimentos com alto potencial de ganhos garantidos. Ainda que seja possível ter bons lucros, eles envolvem maiores riscos nos investimentos. Logo, sempre desconfie de promessas que não apresentam riscos.

Outra dica para não cair em fraudes no mercado financeiro é pesquisar sobre a legalidade da empresa e sua regulamentação. Quando se trata de um negócio que atua na intermediação de compra e venda de títulos e valores imobiliários, é possível fazer esse tipo de consulta na CVM.


Neste conteúdo você entendeu o que é pirâmide financeira, como ela funciona e como evitar cair nesse golpe. Portanto, esteja atento às principais características da fraude para se proteger e, assim, não ter prejuízos financeiros ao ser vítima de criminosos.

Ainda tem dúvidas sobre o assunto? Deixe um comentário para que a equipe da Renova Invest possa ajudar você!

 

 

 

Veja também:

Inscreva-se
Notificar-me de
Esse campo só será visível pela administração do site
botão de concordância
2 Comentários
Feedbacks
Visualizar todos os comentários

Utilizamos cookies que melhoram a sua experiência em nosso site. Todos seguem a nossa Politica de Privacidade. Clicando em "OK" você concorda com a nossa política.