swap
swap

O que é swap e como funciona essa operação financeira?

Você já deve saber que a rentabilidade dos investimentos pode estar atrelada a taxas de juros, valores prefixados, variação cambial e outros índices. Em algumas situações, entretanto, é possível realizar a troca dessas características. Por isso é importante saber o que é swap.

A operação de troca financeira evita a exposição a riscos trazidos pela volatilidade e pode ser útil para atender a objetivos como a proteção de carteira. Porém, é necessário compreender quais são as suas características para utilizá-las da forma ideal.

Para ajudar na questão, você verá neste artigo informações sobre o swap, seus tipos e seu funcionamento. Confira!

O que é swap?

Como o nome em inglês sugere, o swap é uma operação em que ocorre uma troca de posição, de acordo com o interesse do investidor. De forma simples, trata-se de um derivativo disponível no mercado financeiro.

Ela se baseia na troca de risco entre as partes, o que significa que há uma alteração dos índices utilizados em uma operação de investimento. O objetivo costuma ser evitar ou diminuir a exposição à volatilidade de um ativo.

Como funciona uma operação de swap?

Para entender como o processo funciona, é essencial compreender que ele se baseia em um contrato firmado entre o investidor e uma instituição financeira. Por exemplo, um banco de investimento.

Há diversos tipos de swap, dependendo do investimento ao qual ele se refere. Um swap cambial permite trocar a flutuação do câmbio por uma taxa pré-definida — ou vice-versa. É possível, ainda, fazer a troca de moeda. Em vez de acompanhar o dólar, o contrato pode substituí-lo por outra.

Também há swap de índices, como o Ibovespa, e de taxa de juros. Em qualquer tipo, o investidor vende o seu retorno ou variação para uma instituição financeira. Define-se um prazo de vencimento e, na data determinada, há a liquidação dos resultados.

Cada um paga os valores referentes à sua posição, para que o contrato se encerre. Então, há uma apuração dos resultados. Imagine que uma empresa A trocou o indicador de seus investimentos para acompanhar a variação do dólar.

Se a moeda passar por uma variação acima do índice, então a operação foi mais lucrativa que não fazê-la. Se o câmbio tiver variado abaixo da taxa, a outra parte do contrato ganhou mais.

No entanto, como você verá adiante, o swap cambial é muito utilizado para proteção. Então a lucratividade em relação ao investimento inicial pode não ser tão importante ao final.

Quais são as suas principais características?

Saber o que é swap envolve conhecer melhor as suas características. Uma delas é o prazo. Os contratos de swap são definidos para uma data futura, quando ocorrerá a liquidação.

Além disso, vale saber que a troca financeira aparece em diversos mercados, como rendimento via taxa de juros, oscilação cambial e mesmo commodities. Em cada uma são calculados os valores das operações e os cupons que devem ser pagos.

Também é preciso entender que uma das partes terá uma rentabilidade maior que a outra ponta do contrato. Assim, a diferença deve ser paga a quem comprou a rentabilidade que teve melhor desempenho no período.

No entanto, o objetivo nem sempre é ganhar enquanto a outra parte perde. Na verdade, a intenção principal costuma ser proteger ambas as partes da exposição a riscos, como a variação cambial.

O que é swap reverso?

Além dos tipos que você já conheceu, há o chamado swap reverso. Normalmente, ele acontece quando existe uma expectativa de valorização de moeda estrangeira (como o dólar) sobre o real. Contudo, o movimento contrário também pode se concretizar.

Ele é bastante utilizado pelo Banco Central, para evitar quedas bruscas na moeda norte-americana, o que poderia afetar as exportações. No caso, o Banco Central paga a taxa de juros e o investidor é quem paga a oscilação cambial — que, nesse momento, costuma ocorrer para baixo.

Assim, o Bacen consegue evitar quedas muito abruptas. Ao mesmo tempo, quem investe também se protege da desvalorização da moeda.

Quando utilizar o swap?

Quando você entende o que é swap, consegue notar que a troca financeira é especialmente importante para garantir a proteção. Então, ele pode ser usado quando o objetivo é fazer hedge de carteira.

Considere uma empresa que recebe em reais, mas realiza importações em dólares. Se a moeda internacional se valorizar, sua dívida aumentará, sem que os ganhos acompanhem. Então, a companhia pode trocar um investimento com taxa pré-fixada pela variação cambial, por exemplo.

Se o dólar subir acima dos juros prefixados, haverá a apuração de lucro. Mesmo que ocorra o contrário, entretanto, a empresa conseguirá honrar suas dívidas em moeda estrangeira.

Também vale a pena usar essa operação quando a movimentação do dinheiro alocado sai mais cara ou é mais complicada. Com a operação, somente o índice é trocado, o que pode tornar tudo mais prático.

Você pode acompanhar a situação do mercado e suas projeções. A partir disso, é possível prever o comportamento de um ativo (como o dólar) e realizar um swap na intenção de aproveitar ou se proteger de tais características.

Como fazer essa operação financeira?

Para realizar uma operação de swap tradicional, é preciso, primeiramente, aumentar os seus conhecimentos na área. Entender exatamente o funcionamento das operações e quando utilizar cada uma aumenta o potencial de gerar bons resultados.

Depois, é necessário compreender que os contratos ficam disponíveis no mercado de balcão da B3. Então você precisa ter uma conta em um banco de investimentos para poder operar na bolsa de valores.

Antes de contratar uma operação de swap, é crucial avaliar todas as suas características, incluindo os seus custos. Assim, é possível entender o que o compromisso financeiro representa na sua situação.

Para ter apoio ao realizar o swap tradicional ou reverso e melhorar as suas chances, vale a pena buscar uma assessoria. Na Renova Invest você conta com profissionais qualificados e experientes para tirar todas as suas dúvidas sobre o tema.

Depois de descobrir o que é swap, você pode usar essas trocas financeiras para diminuir a exposição a riscos e melhorar o desempenho dos seus ativos.

Para tanto, não deixe de buscar informações relevantes. Entre em contato com a Renova Invest e veja como podemos ajudar!

Compartilhe:

Deixe uma resposta


Utilizamos cookies que melhoram a sua experiência em nosso site. Todos seguem as regras da nossa Politica de Privacidade. Clicando em "OK" você concorda com a nossa política.