As moedas digitais têm aparecido no mercado com propostas específicas, mas a maioria delas gira em torno da eficiência, da rapidez e dos baixos custos de transferência. Ao conhecer o que é MDtoken, você notará que ela também traz essa abordagem.

No entanto, tal criptoativo brasileiro se diferencia por estar associado a uma empresa privada, o que traz uma nova possibilidade. Portanto, saber quais são as principais características é um passo fundamental para tomar boas decisões quanto à aquisição ou o uso.

Neste artigo, você conhecerá o que é essa moeda digital e conseguirá avaliar se ela é indicada para o seu perfil. Confira!

O que é MDtoken?

A MDToken é uma criptomoeda brasileira que utiliza a tecnologia blockchain, com base no protocolo da moeda WAVES. Seu lançamento oficial aconteceu em 2019. Entre seus objetivos, está implementar uma atuação descentralizada e acessível para mais pessoas.

Esse ativo foi criado pela MDInvest, que é integrada à empresa WG Alimentos e Tecnologia e que serve como uma representação de seus ativos reais. Com isso, é considerada uma moeda digital brasileira inovadora.

Como funciona?

Saber o que é MDtoken significa compreender que os tokens funcionam como cotas de participação do capital social da empresa. Portanto, é como se a criptomoeda tivesse um lastro real. A partir de sua aquisição, é possível pagar produtos e serviços da empresa e seus parceiros.

Ela também constitui uma rede de pagamentos, com transações internacionais realizadas em questões de segundos. Você pode comprar e vender os tokens por meio de exchanges ou mesmo pode comercializar diretamente do seu celular.

Vale saber que ela não conta com processo de mineração. Não há distribuição de moedas dessa forma, sendo a compra a sua principal maneira de aquisição.

Atualmente, há um limite de 2,1 bilhões de unidades possíveis, com pouco mais de 100 milhões em circulação. O preço máximo de negociação foi atingido em outubro de 2020, quando a moeda passou a valer RS 0,03. Já a capitalização máxima alcançada até o início de 2021 foi de pouco mais de R$ 78 mil.

Quais são as vantagens dessa criptomoeda?

Por causa de suas características de funcionamento, o MDtoken oferece alguns benefícios relevantes. Primeiramente, ela pode ser até 10 vezes mais rápida que o Bitcoin. Com isso, é possível evitar problemas derivados do congestionamento de rede.

Além do mais, ela tem ampla privacidade e segurança, sendo até 3 vezes mais segura que o Bitcoin, segundo os desenvolvedores. Logo, pode ser útil para quem busca maior proteção contra ataques, por exemplo.

Apesar de ser limitada, ela tem um volume que é 100 vezes maior que o Bitcoin, então o acesso se torna relativamente mais fácil. Por sinal, uma das propostas é simplificar o uso por parte das pessoas, garantindo uma experiência mais democrática.

Para completar, ela pode servir como um investimento, já que está atrelada a ativos reais da empresa. No geral, pode servir para fazer pagamentos de maneira mais simples e ainda converter os recursos em outras criptomoedas.

Quais são os riscos do criptoativo?

Antes de investir em MDtoken ou outra criptomoeda, é necessário considerar os riscos.

Por estar diretamente atrelada a uma empresa, essa criptomoeda exige uma análise fundamentalista completa. Afinal, se o negócio tiver problemas, a aquisição de parte das cotas sociais também encontrará desafios.

Também é preciso pensar que a moeda está em fase de amadurecimento – e, portanto, é pouco consolidada. Ela pode sofrer, ainda, com a alta volatilidade e baixa liquidez. Essas características geram incertezas sobre o seu futuro. Portanto, é preciso atenção.

Por fim, vale ressaltar que as moedas digitais não são regulamentadas no Brasil. Assim, uma maneira mais segura de se expor a elas é via fundos de investimentos – que são devidamente regulados.

Quais os diferenciais para outras moedas digitais?

Depois de considerar pontos positivos e negativos sobre o que é MDtoken, é o momento de conhecer seus diferenciais. Um deles está relacionado ao aspecto social, já que 2% das moedas serão doadas para projetos sociais sem fins lucrativos.

Outro elemento é o fato de ela ser uma moeda digital associada a ativos reais. É a pioneira do tipo no mercado brasileiro – e também é distinta de outras alternativas famosas no mercado, como o próprio Bitcoin.

Além disso, a construção com base na WAVES permite o desenvolvimento de diversos aplicativos e novos recursos. Dependendo das necessidades da comunidade e da atuação dos desenvolvedores, ela poderá ter ainda mais elementos únicos.

Saber o que é MDtoken faz com que você conheça um criptoativo brasileiro pioneiro. Porém, apesar das vantagens e dos diferenciais, é preciso ter cuidado com a exposição a essa alternativa.

E você, o que acha sobre o tema? Deixe seu comentário! Aproveite e compartilhe o post nas suas redes sociais e promova um debate sobre essa e outras moedas digitais!