Renova Invest Facebook
Busca de Artigos no blog

Entre terras, imóveis e joias: qual é o patrimônio da família real britânica?

Qual o patrimonio da Rainha elizabeth
Qual o patrimonio da Rainha elizabeth

Além de títulos de nobreza e uma fama pelo mundo inteiro, a família real britânica também conta com um conjunto complexo de participações econômicas. De acordo com a revista Forbes, o valor da participação da realeza na economia chega a US$ 28 bilhões.

O levantamento aponta que o patrimônio acumulado pela família a torna – simplesmente – um dos dois clãs mais ricos do Reino Unido. A fortuna inclui propriedades como o Palácio de Buckingham, joias da coroa, campo de críquete e terras agrícolas no país.

Com a morte da rainha Elizabeth II e a mudança de trono, agora nas mãos de seu filho, Rei Charles III, o que acontecerá com a fortuna e o patrimônio dela? A verdade é que  a família real não divulga essas informações, mas dá para se ter uma ideia.

Herança da família real

Ao assumir o novo monarca, o rei Charles III recebeu automaticamente o Ducado de Lancaster, ou seja, parte do patrimônio. Em seu primeiro discurso, ele já confirmou que seguiu a tradição e passou o Ducado da Cornualha, para seu filho mais velho, o príncipe William.

Mas o que são esses ducados? Bom, são territórios governados por um duque ou uma duquesa. Sendo assim, se referem a um conjunto de propriedades privadas, incluindo terras, ativos e outras propriedades. Com isso, o Ducado de Lancaster é de propriedade do soberano de turno do Reino Unido.

Além disso, o portfólio de terras e propriedades no Ducado da Cornualha é muito maior do que o Ducado de Lancaster, segundo o jornal The Washington Post. O território abrange 0,2% de todas as terras na Grã-Bretanha, englobando até o famoso Lord’s Cricket Ground, que é um estádio de críquete em Londres.

O Castelo de Balmoral, na Escócia e o Sandringham Estate, na Inglaterra, foram dados para a rainha por seu pai, o rei George VI e agora, podem ficar com Charles III. A herança patrimonial da família real também conta com uma das principais propriedades que é o Crown Estate, um portfólio de ativos com as luxuosas propriedades em Londres, equivalente ao valor de US$ 19,2 bilhões.

Porém, está sob o controle do governo britânico, fazendo com que receba centenas de milhões de dólares que a carteira gera a cada ano. Portanto, 25% do lucro do Crown Estate à realeza é chamado de Subsídio Soberano.

Patrimônio da Rainha Elizabeth

Pelo fato que a rainha Elizabeth II não precisava – e nem era obrigada – a revelar suas finanças privadas, acaba fazendo com que não seja possível dizer exatamente qual a sua fortuna deixada. Segundo a revista Forbes, em 2021, o patrimônio líquido da rainha em US$ 500 milhões.

ONDE INVESTIR
EM 2024
DESCUBRA COMO ESCOLHER AS PEÇAS CERTAS PARA CONSTRUIR UM PORTFÓLIO SÓLIDO.

Já de acordo com um levantamento de 2022, o jornal britânico Sunday Times estimou o valor em US$ 430 milhões. Um ponto curioso é que a memorável monarca também deixou uma grande variedade de animais: 32 mil cisnes e um número desconhecido de golfinhos, baleias e esturjões.

Sim, você deve estar se perguntando como que alguém detém propriedade dessas animais. Isso é porque, ainda no século XII, foi decidido atribuir ao responsável pelo trono a propriedade dos animais, em que as espécies estivessem ameaçadas de extinção.

Precisa pagar impostos?

Não.

Esta aí um privilégio para poucos. A família real possui um tratamento diferenciado quando o assunto é tributação. Em 1993, foi firmado um acordo que nem Charles III nem seus herdeiros paguem imposto sobre herança.

Naquela época, o jornal The Washington Post noticiou que o primeiro-ministro John Major informou ao Parlamento que a herança real não deveria ser tributada, citando as “circunstâncias únicas de uma monarquia hereditária”.

E por incrível que pareça, eles não estão nem perto de ser a mais rica do mundo, não estando nem entre as 25 mais ricas do planeta. Na lista da Bloomberg, estão bilionários de setores como o industrial, farmacêutico, de mídia e de produtos de luxo.

5 fatos financeiros curiosos da Rainha Elizabeth

Ao todo, foram 70 anos representando a coroa britânica e por mais que o francês tenha mantido o título por 72 anos, ele só passou a governar de fato depois da maioridade e por isso, a inglesa é considerada a que realmente reinou por mais tempo.

Em todo esse tempo, Elizabeth II conheceu quase todos os países que fazem parte do Reino Unido, além dos demais continentes e suas colônias. Ela esteve no Brasil em 1968, foi a sua primeira visita à América do Sul, durante o governo militar.

E a Rainha conheceu quem alguém aqui no nosso país? Claro que sim! Ela conheceu os chefes de Estado brasileiro, Ernesto Geisel, Fernando Henrique Cardoso, Luiz Inácio Lula da Silva e Dilma Rousseff. Elizabeth II também se encontrou com personalidades famosas, como o escritor Jorge Amado, o jogador Pelé e a cantora Elza Soares.

Com tanto tempo de reinado e uma importância crucial, quantos acontecimentos importantes na economia a monarca britânica presenciou? A verdade é que para listar todos eles, certamente esse artigo se tornaria um livro gigantesco. Por isso, a Renova Invest separou 5 fatos curiosos financeiros sobre os 70 anos de reinado da rainha Elizabeth II.


Agora, você investidor pode se inteirar mais sobre o mercado financeiro e econômico do Reino Unido e quem sabe aplicar seu dinheiro em terras britânicas ou europeias? Confira aqui. 

Não perca tempo e aperfeiçoe seus conhecimentos sobre as marcas mais valiosas, se inscreva no nosso canal do YouTube para explorar as melhores oportunidades de investimentos no mercado.

Quer saber mais sobre o mercado e suas oportunidades? Entre em contato conosco da Renova Invest!

Veja também:

Inscreva-se
Notificar-me de
Esse campo só será visível pela administração do site
botão de concordância
0 Comentários
Feedbacks
Visualizar todos os comentários

Utilizamos cookies que melhoram a sua experiência em nosso site. Todos seguem a nossa Politica de Privacidade. Clicando em "OK" você concorda com a nossa política.