Renova Invest Facebook

Mercado de carbono: quanto custa, bolsa de valores e sustentabilidade

Em março desde ano, tomou conta dos noticiários que o Rio de Janeiro terá uma bolsa de valores para o mercado de carbono e outros ativos sustentáveis, energia, clima e florestas, por exemplo. O protocolo de intenções foi assinado em Nova Iorque, pelo governador Cláudio Castro, com a Nasdaq e a Global Environmental Asset Plataform (GEAP), sendo o primeiro passo para implantação da plataforma no Brasil.

Segundo a Agência Brasil, o acordo garantirá ao estado carioca, o protagonismo na famosa e tão importante economia verde. A Nasdaq é o mercado de ações automatizado norte-americano em que estão listadas mais de 2.800 ações de diferentes empresas, a maioria de pequena e média capitalização.

Além disso, a parceria estabelecida está prevendo o intercâmbio de informações entre o governo do estado, a Nasdaq e a Geap para que seja possível a implementação de políticas públicas para certificar, emitir e negociar créditos de carbono.

Depois da Bolsa de Nova York, sendo o segundo maior mercado de ações em capitalização de mercado do mundo, a Nasdaq é pioneira no tema da sustentabilidade. Junto com a Organização das Nações Unidas (ONU),  criou  o Sustainable Stock Exchanges (SSE), que é o programa que disponibiliza uma plataforma global para que as bolsas fomentem o investimento sustentável com a colaboração de investidores e empresas.

Mercado de carbono

Você deve estar curioso sobre como é e funciona o mercado de carbono. Os créditos são vendidos por países que reduziram as emissões para outros países que ainda não atingiram suas metas de diminuição de gases causadores do efeito estufa (GEEs).

ONDE INVESTIR
EM 2024
DESCUBRA COMO ESCOLHER AS PEÇAS CERTAS PARA CONSTRUIR UM PORTFÓLIO SÓLIDO.

Com isso, os recursos financeiros são aplicados em projetos de emissões de gases de efeito estufa. Esse novo mercado vai resultar na geração de empregos e atração de empresas nacionais e internacionais. Outro ponto é que tornará o Rio de Janeiro no líder na economia de baixo carbono.

A meta é trazer os ativos ambientais da iniciativa privada para serem negociados por meio da plataforma da Nasdaq. Isso porque o estado do Rio de Janeiro possuiu 31% de sua área coberta por florestas naturais, correspondendo a 1,3 milhão de hectares.  Até 2050, a expectativa do governo é aumentar a área florestal de Mata Atlântica no estado em 10%.

Descarbonização da economia

Segundo informações da Bolsa de Valores do Brasil (B3), organizações de vários setores no Brasil – Amaggi, Auren, B3, Bayer, BNDES, CBA, Dow, Natura, Rabobank, Raízen, Vale, Votorantim e Votorantim Cimentos – se juntaram para desenvolver o mercado de carbono de forma voluntário no Brasil, afim de contribuir com o mercado global de créditos de carbono.

Isso porque a descarbonização da economia é uma prioridade para diversos países, representando mais de 90% do PIB global. O mercado voluntário de carbono faz parte do conjunto de soluções para a descarbonização da economia global.


Os principais objetivos a serem alcançados, segundo a Bolsa de Valores do Brasil é

  • Ativar a oferta por meio dos melhores processos de certificação/verificação e suporte a discussões regulatórias;
  • Desenvolver os instrumentos financeiros necessários para alinhar a demanda com a oferta;
    definir requisitos para um mercado “com curadoria” e endereçar as principais implicações fiscais;
    projetar o órgão de governança independente para coordenar o mercado;
  • Elaborar a estratégia de engajamento com as principais partes interessadas, de acordo com a definição oficial.

Quanto custa o carbono?

O Observatório de Bioeconomia, da Fundação Getulio Vargas (FGV), disponibilizou uma plataforma com todas as informações sobre o mercado de carbono. Os dados mostram que na Europa e na América do Norte o preço médio da tonelada de carbono é de US$ 6. Enquanto na América do Sul e na África, é por cerca de US$ 4. O menor valor está na Ásia, onde custa US$ 1,20, e o maior, na Oceania por US$ 19.

A precificação desse crédito está com cada vez mais relevância tanto no Brasil como no mundo, principalmente depois da Conferência das Nações Unidas sobre Mudança do Clima, a COP-26, na Escócia. O evento definiu os novos parâmetros universais para orientar o funcionamento do mercado de carbono, pensando nas metas climáticas.

Ou seja, as empresas precisam comprar os créditos para compensar as emissões de gases de efeito estufa em suas atividades. O propósito é ter negócios mais sustentáveis que atraiam mais dinheiro de fundos de investimentos.

Conheça o ETF iShare Índice Carbono (ICO2)

De acordo com informações oficiais do Bolsa de Valores do Brasil (B3), organizações de diversos setores no Brasil – Amaggi, Auren, B3, Bayer, BNDES, CBA, Dow, Natura, Rabobank, Raízen, Vale, Votorantim e Votorantim Cimentos – se reuniram para desenvolver o mercado de carbono voluntário no Brasil e contribuir com o mercado global de créditos de carbono de alta integridade.

Você já pensou em investir em empresas com foco na sustentabilidade? O iShares Índice Carbono Eficiente se trata de um ETF e pode ajudar nessa tarefa. Assim, ele é interessante para investidores que consideram como critérios o bem-estar social e do meio-ambiente.

A valorização desse tema tem crescido em todo o mundo e não é uma novidade. Nos investimentos, o assunto também tem ganhado atenção e, inclusive, dado resultados. Isso porque companhias com viés sustentável podem apresentar boas perspectivas econômicas.

Por esse motivo, investir com tal visão pode ser uma boa alternativa. E o ETF iShares Índice Carbono Eficiente dá essa possibilidade. Continue aqui e confira as características desse fundo e descubra se ele vale a pena para você!

Não perca tempo e aperfeiçoe seus conhecimentos sobre as marcas mais valiosas, se inscreva no nosso canal do YouTube para explorar as melhores oportunidades de investimentos no mercado.

Quer saber mais sobre o mercado e suas oportunidades? Entre em contato conosco da Renova Invest!

Veja também:

Inscreva-se
Notificar-me de
Esse campo só será visível pela administração do site
botão de concordância
0 Comentários
Feedbacks
Visualizar todos os comentários

Utilizamos cookies que melhoram a sua experiência em nosso site. Todos seguem a nossa Politica de Privacidade. Clicando em "OK" você concorda com a nossa política.