margem liquida
margem liquida

Margem líquida: o que é e como analisar esse indicador?

Para ter bons resultados no longo prazo, o ideal é que os investidores realizem diversos estudos antes de escolherem ativos para compor sua carteira. No caso das Ações, um deles é a análise das empresas. Especialmente da situação financeira, a partir de indicadores financeiros – como a margem líquida.

Esses indicadores são chamados de KPIs (Key Performance Indicators), sigla para indicadores-chave de desempenho. Você já ouviu falar sobre eles e sabe como funcionam?

Neste artigo, você acompanhará mais sobre a margem líquida. Continue a leitura e saiba mais sobre o que é e como analisar a margem líquida de uma companhia!

O que é margem líquida?

É fundamental que as empresas tenham dados sólidos em mãos na hora de checar seu desempenho, certo? Isso se torna inda mais importante quando se fala de finanças. Afinal, tudo que uma companhia alcança tem relação com sua gestão financeira.

Nesse sentido, os gestores de negócios podem lançar mão de diversos indicadores financeiros para orientar a tomada de decisões. Como você viu, a margem líquida é um deles. Ela é um indicador de lucratividade.

A margem líquida aponta, na prática, a porcentagem de lucro em relação à receita total da empresa. Assim, pode oferecer importantes dados sobre as finanças da companhia. Geralmente, ela é um indicador incluído no DRE.

O DRE (Demonstração de Resultados do Exercício) é um documento que representa diversas informações básicas sobre os resultados financeiros de um negócio. Ele pode ser feito a cada trimestre, semestre ou ano, de acordo com demandas e decisões internas.

Qual a função da margem líquida?

Agora você sabe que a margem líquida é um dos principais indicadores usados pelas organizações na hora de avaliar a situação financeira de um período. Qual seria, então, sua função central?

Ela norteia os próximos passos do negócio. Ou seja, oferece base para a tomada de decisões. Caso a empresa apresente uma margem negativa, significa que não conseguiu gerar lucro líquido. Logo, apenas manteve os custos pagos ou, pior, gerou prejuízos.

Por lucro líquido, entende-se a receita bruta da companhia após serem deduzidos impostos, despesas administrativas e outros custos. Portanto, ao se deparar com uma margem negativa, é preciso montar estratégias que otimizem os resultados futuros.

Se o indicador for positivo, conclui-se o contrário. Isto é, a empresa está conseguindo produzir lucro. Dessa forma, os resultados são positivos e ela pode continuar a prosperar ou encontrar formas de aprimorar ainda mais seus processos para aumentar a margem.

Por que a margem líquida é importante para os investidores?

Acabamos de ver como a margem líquida é relevante para a gestão de uma companhia. Você sabia que ela também tem muita relevância na rotina de investidores? Em especial, dos que investem para o longo prazo em Ações.

Quando você compra papéis na bolsa de valores e planeja ficar com eles no longo prazo, está se tornando sócio de empresas. Logo, o ideal é que possa conhecer a situação financeira das corporações antes de decidir se vale a pena ou não aportar nelas.

É interessante avaliar a margem líquida para saber se a empresa está obtendo lucro ou não. Além disso, você pode avaliar a porcentagem de lucro para perceber se ela está satisfatória. Se o seu objetivo for receber dividendos, vale lembrar que a margem de lucro é essencial.

Para construir uma estratégia ainda mais completa, é uma boa ideia analisar os dados históricos. Não se limite a conhecer os meses anteriores, mas observe também os últimos anos. As informações ajudarão a perceber padrões e avaliar a gestão da empresa.

Vale lembrar, ainda, que nem sempre uma margem líquida negativa aponta problemas financeiros ou má gestão. É importante avaliar o histórico em conjunto com outros indicadores para entender o contexto de forma mais ampla.

Quais as vantagens de avaliar a margem líquida?

Se você é um investidor da bolsa, já entendeu a importância do indicador de lucratividade para as suas escolhas, não é? Mas será que sabe quais benefícios pode ter ao avaliá-lo?

Confira os pontos positivos de avaliar a margem líquida de um negócio!

Análise do potencial de valorização

Como você viu, a margem líquida permite a avaliação da saúde financeira de uma companhia. Assim, ela é um dos aspectos que estão envolvidos na análise fundamentalista. Essa é um modelo de análise de Ações que busca entender a qualidade de uma empresa.

A análise de fundamentos considera a situação financeira, mercadológica e econômica de uma companhia. Com isso, ela pode levantar informações sobre o presente e as perspectivas de futuro da empresa — como seu potencial de valorização.

Nesse caso, ao observar qual é a margem líquida da companhia, o investidor tem mais elementos para decidir se vale a pena ou não investir nela. Afinal, passa a ser capaz de entender sua rentabilidade, seus potenciais de crescimento etc.

Quanto maior for o indicador de lucratividade, maiores serão as chances do negócio gerar lucros e retornos aos investidores. Além disso, há a perspectiva de vantagem competitiva. A margem pode mostrar o espaço da companhia no seu setor em relação aos concorrentes.

Identificação de empresas em expansão

Você viu que a margem de lucro pode ser negativa ou positiva. No primeiro caso, indica-se que não houve lucro líquido no período. A primeira vista, muitas pessoas podem acreditar que isso significa um mau negócio. Contudo, nem sempre essa visão está correta.

Muitas empresas com alto valor de mercado operam no vermelho por anos. Porém, estão se valorizando e crescendo. Ou seja, nem sempre a margem líquida negativa deve ser percebida como um problema.

É importante avaliar o contexto e pensar nas perspectivas a longo prazo. A falta de margem de lucro pode ser uma estratégia para impulsionar o crescimento. Em outros casos, pode sim indicar problemas financeiros ou má gestão. Então você deve ter atenção ao interpretar os dados.

Como calcular a margem líquida?

Após entender que a margem líquida é uma aliada de quem investe em Ações, é hora de saber como realizar o cálculo do indicador. Para isso, é importante considerar os dados de renda líquida e de lucro líquido.

Com tais informações, é possível calcular a margem líquida. Basta dividir o lucro líquido pela receita líquida. O resultado deve ser multiplicado por cem, para apresentar o percentual de margem.

Apesar de ser relevante conhecer o funcionamento do cálculo, vale reforçar que as informações contábeis das empresas de capital aberto são divulgadas. Assim, os investidores podem conferir os dados para fazer a análise fundamentalista antes de investir.

Como você viu, a margem líquida é importante na hora de orientar a tomada de decisão das organizações e dos investidores. Ela pode ser uma métrica relevante para os que desejam investir na bolsa de maneira mais sólida, sempre alinhada ao seu perfil de investidor e objetivos!

Gostou das informações deste conteúdo? Então não deixe de compartilhá-lo em suas redes sociais!

Compartilhe:

Deixe uma resposta


Utilizamos cookies que melhoram a sua experiência em nosso site. Todos seguem as regras da nossa Politica de Privacidade. Clicando em "OK" você concorda com a nossa política.