Renova Invest Facebook

WISE11: Conheça o ETF de Dividendos!

etf WISE11 como funciona
etf WISE11 como funciona

O mercado financeiro brasileiro está prestes a receber uma novidade que promete conquistar os investidores interessados em fundos imobiliários: o WISE S&P Global REIT Fundo de Índice, o primeiro ETF a pagar dividendos registrado na B3. Com o código WISE11, esse ETF replicará o índice S&P Global REIT, composto por cerca de 400 REITs (Real Estate Investment Trusts) de 26 países e oito segmentos imobiliários diferentes.

O que é um ETF de Dividendos?

Antes de falarmos especificamente sobre o WISE11, é importante entender o conceito de ETF de dividendos. ETF é a sigla em inglês para Exchange Traded Fund, ou fundo negociado em bolsa, que busca replicar a rentabilidade de um índice de referência. No caso do ETF de dividendos, o objetivo é investir em empresas que distribuem regularmente parte de seus lucros aos acionistas na forma de dividendos.

Conhecendo o WISE11

O WISE11 será o primeiro ETF no Brasil a pagar dividendos, seguindo a política de distribuir no mínimo 95% do lucro em dividendos, assim como os fundos imobiliários. No entanto, diferentemente dos FIIs, que distribuem rendimentos mensalmente, o WISE11 fará os pagamentos a cada três meses, no 10º dia útil após o encerramento do trimestre.

A gestão desse ETF ficará a cargo da Wise Capital, enquanto a administração será realizada pela Vortx. A taxa de administração do WISE11 será de 0,65% ao ano. Além disso, os investidores estarão sujeitos ao Imposto de Renda sobre o ganho de capital, com alíquota de 15% para operações convencionais e 20% para day trade.

O Índice S&P Global REIT e a Carteira do WISE11

O WISE11 replicará o desempenho do índice S&P Global REIT, que é composto por aproximadamente 400 REITs de 26 países e oito segmentos imobiliários diferentes. Os REITs são equivalentes aos fundos imobiliários globais e geram renda por meio de investimentos em imóveis comerciais, residenciais, de saúde, varejo, logística, entre outros setores.

A carteira do WISE11 é diversificada geograficamente, abrangendo diversos países ao redor do mundo. Os REITs presentes no ETF pagam dividendos em diferentes moedas, mas a operação de câmbio será feita pela gestora, e os dividendos serão depositados em reais. É importante destacar que haverá uma alíquota de Imposto de Renda de 15% sobre os dividendos, seguindo as regras atuais da Receita Federal.

Rentabilidade e Comparação com Fundos Imobiliários

A rentabilidade estimada do WISE11, considerando o dividend yield, é de 4,5% a 5% ao ano. Embora seja uma fração do que os fundos imobiliários brasileiros costumam pagar, essa rentabilidade ainda é atrativa se comparada ao cenário atual de juros nos Estados Unidos, país de origem da maioria dos REITs presentes na carteira do ETF.

Flavio Mantesso, sócio-fundador da Wise Capital, destaca que a rentabilidade do WISE11 também inclui a possibilidade de ganho de capital com a valorização das cotas dos REITs. Historicamente, o retorno total (dividendos e valorização) dos REITs tem sido de 10% ao ano em dólar. Portanto, mesmo com a tributação sobre os dividendos do ETF, ele oferece acesso diversificado a imóveis globais e a oportunidade de obter um retorno atraente.

Estratégia de Pagamento Trimestral

A escolha da periodicidade trimestral para os pagamentos de dividendos do WISE11 tem como objetivo reduzir os custos do ETF, como tributos e câmbio, que poderiam impactar a rentabilidade em relação ao índice de referência. A estratégia de acumular os rendimentos recebidos até a data de distribuição trimestral visa garantir a consistência dos pagamentos.

A princípio, o pagamento trimestral deve ser mantido, mas essa política pode ser revista no futuro, principalmente quando o ETF tiver um volume maior de investimentos e os impactos dos custos forem menos relevantes.

Lançamento e Perspectivas Futuras

O WISE11 está em processo de registro na B3 e deve estrear no mercado entre março e abril. A expectativa é que esse ETF seja o pontapé inicial para a introdução de outros ETFs de REITs no Brasil pela Wise Capital. Além disso, uma versão focada em critérios ESG (Environmental, Social, and Governance) também está sendo preparada, mas essa versão reinvestirá os proventos em vez de distribuí-los.

Com o WISE11, os investidores brasileiros terão a oportunidade de diversificar suas carteiras e investir em imóveis globais por meio de um ETF de dividendos. Essa nova opção no mercado financeiro promete atrair aqueles que buscam rentabilidade e exposição a um setor imobiliário diversificado e global, com a facilidade e a transparência oferecidas pelos ETFs.

Conclusão

O WISE11 representa uma inovação no mercado brasileiro ao ser o primeiro ETF de dividendos registrado na B3. Com sua estratégia de replicar o índice S&P Global REIT, esse ETF oferece aos investidores a oportunidade de investir em uma carteira diversificada de REITs de diferentes países e setores imobiliários. Apesar da tributação sobre os dividendos, a rentabilidade estimada do WISE11 é atrativa, especialmente quando comparada ao cenário de juros atual. Com o lançamento do WISE11, a Wise Capital busca proporcionar acesso global a imóveis e abrir caminho para a introdução de outros ETFs de REITs no Brasil.

Veja também:

Inscreva-se
Notificar-me de
Esse campo só será visível pela administração do site
botão de concordância
0 Comentários
Feedbacks
Visualizar todos os comentários

Utilizamos cookies que melhoram a sua experiência em nosso site. Todos seguem a nossa Politica de Privacidade. Clicando em "OK" você concorda com a nossa política.