Robôs de investimento: o que são e como funcionam?

Robôs de investimento: o que são e como funcionam?

  • Post author:
  • Post category:blog

Você já pensou em utilizar robôs para fazer seus investimentos no mercado financeiro? Quem não tem tempo ou sente que ainda não possui conhecimento o bastante para investir pode considerar essa tecnologia como aliada.

E engana-se quem pensa que somente investidores experientes ou qualificados podem fazer uso dessa ferramenta. Na verdade, ela está disponível para todos que tenham interesse em utilizá-la em seus investimentos ou especulações no mercado.

Quer saber mais sobre os robôs de investimento, como eles funcionam e quais são suas vantagens? Então continue a leitura do artigo e descubra como se beneficiar deles!

O que é um robô de investimento?

Ao pensar em robôs de investimento, você imagina, literalmente, um robô investindo e cuidando da sua estratégia? A imagem de um filme de ficção pode vir à mente, mas não é exatamente assim.

O que chamamos de robô é, basicamente, um programa de computador. Ou seja, um software utilizado para automatizar os processos relacionados a transações financeiras.

Os robôs podem atuar em diversos processos, como:

  • análise e escolha dos investimentos;
  • realização de aportes financeiros;
  • monitoramento do desempenho e dos resultados dos investimentos realizados;
  • resgate das aplicações conforme as preferências estabelecidas.

À primeira vista, pode parecer algo muito complicado, que somente quem entende de tecnologia consegue lidar. Porém, alguns robôs podem ter configurações mais simples, dependendo da programação utilizada.

O principal objetivo no uso deles é executar comandos com uma velocidade maior do que se fossem feitos manualmente. Assim, também é possível tentar reduzir as possibilidades de erros e falhas no processo.

Como os robôs de investimento funcionam?

Os programas de computadores utilizam a inteligência artificial e conseguem acompanhar os movimentos do mercado. Seus algoritmos visam analisar os dados para identificar a melhor maneira de alocar os recursos. Mas, como eles funcionam na prática?

A automatização dos robôs pode ser feita de modo bastante simples. As companhias que oferecem estes tipos de software, de forma geral, pedem para os investidores preencherem questionários. Então, as informações são usadas para ajustar o perfil de risco e as preferências ao investir.

O processo pode mudar um pouco de empresa para empresa. Geralmente, o investidor responde algumas perguntas do formulário, identifica seu perfil de investidor e define seus objetivos financeiros. Então, o software poderá buscar os investimentos ideais para ele.

Para investir por meio de robôs, é preciso abrir uma conta em uma instituição financeira, caso você não tenha ainda. Depois, deve transferir o dinheiro que deseja aportar.

O robô será o responsável por todo o processo e fará os procedimentos necessários para investir seu dinheiro. Assim como em outras empresas de software que trabalham com machine learning, as plataformas são altamente tecnológicas e constantemente aprimoradas.

Quais são os tipos de robôs disponíveis no mercado?

Existem dois tipos de robôs que podem ser utilizados para investir e operar no mercado financeiro. Confira cada um deles a seguir:

Robô trader

O robô trader é aquele voltado para especuladores que operam na renda variável. Ele possibilita que partes das operações não sejam feitas manualmente – não necessitando da sua presença direta.

Isso porque ele ajuda a programar ordens de compra e venda de ações ou derivativos na bolsa de valores. Assim, costuma ser muito utilizado em operações de curto prazo, como as de day trade.

Nesse caso, as decisões do robô precisam ser executadas muito rapidamente para conseguir obter lucro. Então, o robô trader analisa os movimentos do mercado e executa as ordens de acordo com os critérios que o especulador definir.

Por exemplo, é possível programá-lo para comprar ativos a R$ 20 e a vendê-los quando chegarem a R$ 40. Alguns robôs são mais robustos e permitem aplicar condições para que o próprio software decida o melhor momento de comprar e vender os ativos.

Robô advisor

O outro tipo disponível é o robô advisor. Trata-se de um serviço automatizado, criado para recomendar, operar e monitorar uma carteira de investimentos.

Enquanto o robô trader se baseia no preço dos ativos, o advisor se baseia no perfil e nos objetivos do investidor para recomendar investimentos. Assim, podemos dizer que ele tem foco mais voltado aos investidores de longo prazo.

O robô advisor pode lhe ajudar a montar uma carteira diversificada, pois parte dos princípios básicos dos investimentos, para que o investidor proteja seu patrimônio e aumente as chances de conseguir uma boa rentabilidade.

Desse modo, ele costuma ser indicado para investidores que almejam o longo prazo, seja investindo na bolsa de valores ou em outras modalidades — até mesmo na renda fixa.

Quais são as vantagens dos robôs de investimento?

Investir utilizando programas de tecnologia tem algumas vantagens. Conheça algumas delas na sequência:

Carteira personalizada

Apesar de representar uma inteligência artificial e decisões automáticas, o robô é programado conforme os desejos de cada cliente. Assim, ele pode conseguir montar carteiras personalizadas, considerando o perfil de risco e os objetivos financeiros de cada um.

Praticidade

Você provavelmente percebeu que a praticidade é uma das vantagens dos robôs de investimentos. Eles podem ser interessantes para quem não tem tempo de escolher os ativos manualmente.

Assim, o robô promove economia de tempo, pois o trabalho passa a ser feito pela máquina. Ainda, todo o processo de acompanhar a performance do robô pode ser feito online, de maneira ágil e simples.

Inteligência

O avanço da tecnologia está contribuindo para o aprimoramento da inteligência artificial. Por isso, os robôs podem ser capazes de acompanhar sua carteira e deixá-la alinhada com seus desejos — com o diferencial de analisar milhões de dados rapidamente.

Em relação às eventuais desvantagens, vale destacar a importância de personalizá-los corretamente para evitar falhas.

Vale a pena investir com robôs?

Você acabou de entender o que são os robôs de investimento, como funcionam e conheceu as principais vantagens dos robôs. Mas, vale a pena utilizá-los?

Como mostramos, eles podem agradar investidores com pouco tempo disponível ou que acreditam que ainda não têm conhecimento o bastante para escolher os ativos manualmente.

Então, robôs de investimentos podem ser úteis tanto para investidores iniciantes quanto para aqueles mais experientes.  Por outro lado, quem prefere realizar suas escolhas de maneira autônoma pode não se interessar por utilizar os robôs.

É preciso, portanto, considerar suas preferências antes de decidir se os robôs de investimento valem ou não a pena para você.

Neste post, você viu que tanto investidores que almejam o longo prazo quanto os especuladores podem se beneficiar de diferentes tipos de robôs de investimentos. Então, para saber se essa é uma alternativa interessante para você, avalie seus objetivos e conheça as opções de robôs disponíveis no mercado!

Gostou de aprender mais sobre o assunto? Continue seu aprendizado sobre o mercado financeiro! Confira agora o que são small caps e se vale a pena investir nelas!

Deixe uma resposta