O unicórnio é uma criatura que possui múltiplos significados, sempre relacionado à mitologia e com um ponto em comum: a sua raridade. Porém, em 2013, o conceito também passou a fazer parte do mercado financeiro: você sabe o que é uma empresa unicórnio?

Naquele ano, Aileen Lee, a primeira pessoa a usar o termo, mapeou a existência de 39 startups unicórnios. Porém, esse número já ultrapassa 500 ao redor do mundo — havendo, inclusive, empresas brasileiras nessa listagem.

Portanto, o tema é relevante para investidores, uma vez que pode ajudar a identificar oportunidades para investir. Quer saber mais sobre o assunto?

Confira este conteúdo e saiba o que é uma empresa unicórnio, suas características e conheça exemplos do mercado. Vamos lá?

O que é uma empresa unicórnio?

O termo startup unicórnio foi mencionado, em 2013, no artigo “Welcome to the unicorn club: learnig from billion-dollar startups”. Ele poderia ser traduzido como “Bem-vindo ao clube dos unicórnios: aprendendo com as startups de um bilhão de dólares”, e é de autoria da investidora Aileen Lee.

Aileen entendeu que a palavra unicórnio se encaixava às startups com valor de US$ 1 bilhão devido ao fato de ser extremamente raro encontrá-las. No artigo, ela menciona que os primeiros unicórnios nasceram nos anos de 1990, com o Google, e em 2000, com o Facebook.

E você sabe o que é uma startup? Trata-se de uma empresa emergente cujo foco é criar ou aprimorar um modelo de negócio. Ou seja, é uma empresa “nova”, ainda em fase de desenvolvimento, e que geralmente depende de investimentos para financiar sua expansão.

Dessa forma, empresas unicórnios são startups que valem mais de US$ 1 bilhão, muitas vezes antes mesmo de terem passado pela abertura de capital em bolsa de valores. Logo, é comum que elas ainda não passaram pelo IPO (initial public offering), ou oferta pública inicial.

Embora “raro” já não seja mais o adjetivo ideal para caracterizar essas empresas, considerando o aumento no número de startups que conseguiram esse feito, o nome “empresa unicórnio” continua sendo utilizado.

Quais as suas principais características?

Tornar-se uma empresa unicórnio é um feito bastante difícil e não acontece com tanta velocidade. Pelo contrário, muitas tendem a não sobreviver aos primeiros anos, mesmo após receberem investimentos milionários.

Por outro lado, essas companhias costumam compartilhar diversas características. Veja quais são!

Inovação

Uma das principais características de uma startup unicórnio é a capacidade de inovar. Logo, elas desempenham um papel fundamental ao explorar setores e nichos desconhecidos no mercado ou que são carentes de atendimento.


Esse perfil inovador as leva a criar produtos e serviços disruptivos. Não se trata de inventar ou melhorar o que já existe, mas trazer um conceito totalmente inédito e sem precedentes. Isso sempre visando atender às necessidades dos clientes e aos anseios dos investidores.

Tecnologia

Em sua origem, as startups unicórnios estavam vinculadas ao setor tecnológico. Embora esse não seja mais um requisito, investir em tecnologia é fundamental para acompanhar a modernidade e como ela influencia no cotidiano das pessoas. Assim, é possível resolver problemas e trazer novas ideias.

Foco no cliente

Um ponto fundamental para que a startup tenha sucesso é o atendimento a uma demanda da sociedade. Logo, o foco principal de uma empresa unicórnio é o cliente. Os produtos, ferramentas e funcionalidades devem ser desenvolvidas pensando no usuário, na acessibilidade e na resolução do seu problema.

Diversidade

Outra característica bastante comum em startups unicórnios é a diversidade. Uma das forças para gerar ideias disruptivas, criativas e inclusivas é contar com diferentes perfis de profissionais, promovendo ambientes multiculturais e multidisciplinares.

Vanguarda no setor

As startups que buscam inovação devem estar em uma posição de vantagem em relação às suas concorrentes. Portanto, para ser líder de mercado, é preciso antecipar tendências, ser pioneira no ramo e atuar sempre inovando e aprimorando o produto, de acordo com a experiência do cliente.

Quais os principais unicórnios do mercado?

Após conhecer o conceito de empresas unicórnio e ver suas principais características, você deve estar curioso para conhecer os exemplos existentes, não é mesmo?

Então, confira a seguir algumas das principais empresas nacionais e estrangeiras que se enquadram no conceito de “unicórnio”:

Nacionais

  • 99 Táxi — empresa do ramo de transportes de passageiros;
  • Nubank — fintech que atua no setor bancário e financeiro;
  • Gympass — empresa que oferece acesso a diferentes academias;
  • Loggy — companhia de logística empresarial, restaurantes e e-commerce;
  • iFood — empresa de delivery de comidas, supermercado, farmácia, etc.

Internacionais

  • Airbnb (EUA) — plataforma que oferece alojamentos para férias ou turismo;
  • SpaceX (EUA) — empresa no setor do transporte espacial;
  • Wish (EUA) — plataforma de comércio eletrônico;
  • Xiaomi (China) — empresa no ramo da tecnologia e manufatura de produtos eletrônicos;
  • Bytedance (China) — plataforma de notícias e conteúdo informativo.

Como investir em empresas unicórnios?

Investir diretamente em empresas unicórnios pode não ser uma tarefa fácil. Isso porque, como você viu, nem sempre elas estão listadas na bolsa. Nesse caso, encontrá-las demanda uma busca criteriosa.

No entanto, você pode recorrer a grupos de investimentos e plataformas de crowdfunding. Outra alternativa é buscar por fundos de investimentos em participações (FIP) ou fundos mútuos de investimentos em empresas emergentes (FMIEE), ambos regulamentados pela Comissão de Valores Mobiliários (CVM).

Eles são uma modalidade de investimentos em que várias pessoas se reúnem buscando obter ganhos investindo em um determinado segmento. A maior vantagem é contar com um gestor profissional, que fica responsável pelas decisões acerca dos investimentos que serão realizados.

Também conta como benefício o fato desses fundos normalmente contarem com a diversificação — ou seja, por serem compostos por diversos ativos. Logo, ao adquirir uma única cota seu patrimônio estará exposto a diversas empresas com potencial de se elevarem ao “status unicórnio”.

Porém, nada impede que você aguarde o IPO da companhia que está no seu radar para conseguir investir nela. Caso a abertura se dê na B3 (a bolsa de valores brasileira), o investimento pode ser direto. Ademais, existem empresas unicórnio que já abriram o seu capital.

Já na hipótese de o IPO ser realizado no exterior, é possível investir indiretamente. Por exemplo, a companhia Stone — considerada uma startup unicórnio brasileira — abriu seu capital na Nasdaq, uma das bolsas americanas.

Assim, o investidor nacional consegue realizar o investimento indireto nela por meio do brazilian depositary receipt (BDR), de ticker STOC31, na própria B3.

Conclusão

Agora que você sabe o que é uma empresa unicórnio, pode considerar incluí-las na sua carteira de investimentos. Nesse caso, não se esqueça de avaliar as características da companhia, além do seu perfil e objetivos, para garantir decisões alinhadas à sua estratégia.

Gostou deste conteúdo? Aproveite e compartilhe para que mais pessoas aprendam o que é uma empresa unicórnio!