Para realizar algumas operações na renda variável, especialmente de curto prazo, é importante entender o que é e como funcionam determinados conceitos do mercado. Nas operações de especulação, como o day trade, dois termos importantes são a garantia exigida e a margem de garantia.

Eles podem causar certa confusão. Então, é fundamental entender as definições e suas diferenças para se planejar corretamente. Afinal, as operações de curto prazo exigem conhecimento e estratégia por parte do trader para aumentar as chances de sucesso na especulação.

Para esclarecer o tema, neste artigo você conhecerá as diferenças entre garantia exigida e margem de garantia para day trade. Confira!

O que é garantia exigida?

A garantia exigida é calculada e chamada pela bolsa brasileira, a B3, para determinadas negociações no mercado financeiro. O montante, em dinheiro ou ativos, é necessário para a realização e manutenção de diversas operações, como aquelas realizadas no day trade.

Ela é utilizada para garantir que o especulador conseguirá cobrir eventuais custos e perdas com determinada operação. Assim, a garantia exigida refere-se à quantia que o especulador deve apresentar, obrigatoriamente, para abertura da posição. Sem isso, não é possível iniciar a operação.

O montante total é variável e definido após os cálculos realizados pela B3. Além disso, os bancos de investimento podem acrescentar um percentual na garantia exigida pela bolsa, visando reduzir seus riscos. Nesse caso, a taxa incide sobre a garantia, mas nem sempre é aplicada.

O que é margem de garantia?

Agora que você sabe o que é a garantia exigida fica mais fácil entender a margem de garantia. Ela consiste em uma quantia que pode ser usada como garantia por especuladores na bolsa de valores. Em geral, ela costuma ser necessária em operações envolvendo alavancagem.

O montante dessa margem deve cobrir a garantia exigida pela bolsa. Isso acontece porque, na bolsa de valores e no mercado futuro, pode ser possível operar sem disponibilizar todo o dinheiro dos ativos ou contratos. Logo, é essencial ter uma margem para manter a operação aberta.

Então, suponha que você queira negociar um montante maior no mercado financeiro maior que o seu capital no momento. Nesse caso, será necessário apresentar uma margem de garantia que cubra a garantia exigida.

A margem dependerá de cada operação realizada. Em geral, são considerados os seguintes fatores:

  • o ativo ou derivativo;
  • o prazo das operações;
  • as regras de cada banco de investimento.

Day traders que desejam operar alavancados, por exemplo, precisam disponibilizar essa margem com frequência. Isso porque as movimentações no curto prazo visam obter lucros com as oscilações rápidas nos preços dos ativos. Assim, utilizar valores maiores que os disponíveis em caixa pode impulsionar os resultados.

Funcionamento

A margem de garantia é organizada pela sua instituição financeira. Cada instituição tem normas próprias e define as exigências aplicadas aos clientes. Ela também é a responsável por reter o montante necessário para a operação alavancada.

Portanto, você deve conhecer as regras do seu banco de investimento para entender as particularidades disponíveis. Nesse caso, é bastante comum utilizar ativos em vez do dinheiro, já que eles continuam investidos enquanto são usados nas operações.

Além disso, a garantia somente será executada em casos de perdas e se o saldo da conta do trader ficar zerado por mais tempo que o permitido. Funciona da seguinte forma: diante de prejuízos, será necessário depositar recursos para quitar o valor.

O depósito deve ser feito observando o horário de funcionamento da bolsa de valores e o prazo estabelecido. Contudo, caso o investidor não realize o pagamento e a conta não tenha dinheiro disponível para cobrir a operação, a garantia será utilizada.

Por isso, é muito importante ter conhecimento e consciência sobre os riscos das operações ao operar na bolsa. Portanto, estude o mercado para tomar melhores decisões ao especular. Você também pode buscar mais informações sobre o assunto com o seu assessor de investimentos.

Ativos elegíveis para cobertura

Como você viu, existem ativos que podem ser utilizadas para a cobertura da garantia exigida, além do dinheiro em conta. Confira algumas opções que costumam ser elegíveis:

Lembre-se, no entanto, que a lista de ativos aceitos como margem de garantia varia de instituição para instituição.

Vantagens

Você já sabe que a margem de garantia é importante para ampliar as possibilidades do trader. Operar alavancado pode trazer oportunidades interessantes, pois as chances de lucro aumentam bastante — e essa é uma das principais vantagens da margem. No entanto, os riscos também são maiores, já que o montante utilizado na operação é mais alto.

Para a bolsa e as instituições financeira, o benefício da margem é se certificar de que você terá condições de arcar com eventuais perdas. Logo, a margem de garantia fica disponível para que seja liquidada pelo banco de investimento, se for necessário.

Quais as diferenças entre garantia exigida e margem de garantia?

Como você acompanhou neste artigo, margem de garantia e garantia exigida são conceitos diferentes, embora estejam relacionados. A principal diferença está no fato de que a garantia exigida é uma quantia calculada e chamada pela B3.

Sem apresentá-la, você não poderá realizar suas operações de especulação, especialmente com alavancagem. Por outro lado, operar alavancado só é possível graças à margem de garantia. Com ela, você não precisa ter todo o dinheiro disponível na conta.

Para não restarem dúvidas, vamos a um exemplo prático. Suponha que você resolveu fazer determinadas operações no mercado futuro. Para isso, a garantia exigida foi calculada pela bolsa e definida em R$ 20 mil.

No entanto, a sua margem de garantia atual é de apenas R$ 15 mil. Ou seja, ela não cobrirá a garantia exigida em R$ 5 mil. Então, você terá que aumentar a sua margem de garantia de alguma forma — seja transferindo R$ 5 mil para sua conta, seja investindo o dinheiro em ativos elegíveis.

O importante é que você consiga cobrir a garantia exigida com a sua margem. Se, por outro lado, a garantia exigida fosse de R$ 10 mil, você conseguiria cumprir a exigência normalmente para realizar as suas operações.

Conhecendo esses conceitos antes de começar a operar na bolsa de valores ficará mais fácil delinear as suas estratégias — especialmente no day trade. Afinal, não será possível realizar suas operações sem a margem de garantia, pois a garantia exigida é obrigatória no day trade e outras formas de especulação.

Restou alguma dúvida sobre o assunto? Deixe suas questões nos comentários para que possamos ajudar!