Ao pesquisar sobre os diversos tipos de seguro de vida, o interessado encontrará muitas modalidades — como o ordinário, o dotal puro e o dotal misto. Essa classificação pode trazer algumas dúvidas sobre o funcionamento e as coberturas.

Ademais, eles também possuem diferenças em relação ao pagamento da indenização. Enquanto uns são devidos caso ocorra a morte do segurado, em outros tipos ela é paga caso haja a sobrevivência dentro de um prazo estipulado.

Para esclarecer melhor esse assunto, a seguir você conhecerá o seguro de vida dotal misto e como ele funciona. Continue a leitura e aprenda!

O que é o seguro de vida dotal misto?

Antes de conhecer o seguro dotal misto, é fundamental que você entenda rapidamente alguns tipos de seguro de vida. O primeiro deles é o ordinário, mais conhecido das pessoas e com um funcionamento simples.

Nele, o segurado paga um prêmio à seguradora, geralmente mensal. Por sua vez, os beneficiários terão o direito de receber uma indenização caso o contratante venha a falecer. Nesse cenário, o prêmio é pago por tempo indeterminado.

Já o seguro de vida com pagamentos limitados funciona de forma parecida. Contudo, o prêmio só será pago durante um prazo definido na apólice de seguro de vida. Ao final desse prazo, não será mais necessário pagar o prêmio, e mantém-se o direito à indenização.

Por sua vez, o seguro de vida temporário é contratado por um prazo certo. Assim, o contratante estará segurado durante o período estipulado caso ocorra o falecimento. Entretanto, findo o prazo sem a morte, não haverá direito à indenização.

Outro tipo de seguro de vida diz respeito ao dotal puro. Nele, o prêmio também é pago por um período determinado em contrato. Com isso, as partes estipulam um prazo e, se nesse tempo, o segurado sobreviver, haverá pagamento de indenização pela seguradora.

Finalmente, há o seguro de vida dotal misto: ele combina as características do temporário com o dotal puro. Dessa maneira, estipula-se um prazo de pagamento e de cobertura, então a indenização será devida em caso de sobrevivência ou morte.

Como ele funciona?

O funcionamento do seguro de vida dotal misto parece um pouco complicado, mas você entenderá todos os seus detalhes. Lembre-se de que ele é um misto entre o seguro de vida temporário e o dotal puro, certo?

Dessa forma, imagine que você quer contratar esse seguro. O primeiro passo é encontrar uma corretora ou seguradora que ofereça esses serviços. Depois, ela fará uma avaliação para definir as regras contratuais, principalmente para determinar valores e prazos.

Então, vocês combinam que serão pagos prêmios mensais durante 10 anos. Logo, dentro desse prazo, se você falecer, seus beneficiários receberão a indenização do seguro de vida. No entanto, se isso não ocorrer, no prazo estipulado você resgatará os valores pagos.

SUA LIBERDADE FINANCEIRA ESTÁ A UM CLIQUE

Aprenda a viver de renda passiva com especialistas do mercado

Vale ressaltar que o prazo para pagamento de prêmios não precisa ser, necessariamente, igual ao do pagamento do benefício. Assim, você pode pagar por 10 anos e contar com o seguro por 20 anos, por exemplo.

Também é preciso considerar a contratação de coberturas adicionais, além do falecimento e da invalidez permanente. Esses serviços variam conforme a seguradora contratada, mas existem algumas comuns, como:

  • assistência funeral;
  • perda de autonomia pessoal;
  • custos com internação;
  • doenças graves e invalidez acidental.

 

Entretanto, para ter acesso a coberturas adicionais, é preciso complementar o valor do prêmio. Desse modo, é essencial verificar o que será necessário em cada caso e fazer uma simulação para analisar a viabilidade.

Quais são as principais características do seguro de vida dotal misto?

As características de um seguro de vida dotal misto dependem de diversos fatores, principalmente do contrato estipulado e da seguradora. Mas existem alguns pontos que os segurados precisam conhecer antes de fechar contrato.

O primeiro são as idades mínimas e máximas para a contratação. Apesar de haver variações entre as corretoras, geralmente elas estão entre 14 anos de idade para a contratação e podendo chegar a 70 anos.

Além disso, também deve ser estabelecido um fim obrigatório da vigência, ou seja, uma data limite para o seguro. Geralmente, esse prazo chega até o segurado completar 100 anos de idade, momento em que receberá a indenização.

Outra questão importante diz respeito a como será paga a indenização ao segurado. Aqui, existem diversos tipos de estipulações contratuais. Pode haver um pagamento de quantia certa por tempo determinado, por exemplo.

Ademais, também há opções com uma renda mensal vitalícia e renda mensal com prazo mínimo garantido. Entretanto, o segurado pode firmar um contrato que garanta um pagamento único, que será o resgate dos prêmios pagos, acrescido de juros e com pagamento de taxas.

Uma característica importante do seguro dotal misto é a possibilidade de fazer o resgate ou mesmo a portabilidade para outra seguradora. No entanto, é preciso cumprir um prazo de carência, que será estipulado em cada contrato.

Feito isso, o segurado poderá requerer um pagamento total ou parcial da indenização. Porém, é fundamental considerar o pagamento do Imposto de Renda sobre esse resgate, além da taxa de carregamento da seguradora.

Quais são as vantagens do seguro dotal misto?

Como você viu, o seguro dotal misto possui algumas características e diferenciais que podem trazer benefícios ao segurado e seus dependentes. O primeiro deles é a dupla possibilidade de resgate: tanto pela sobrevivência quanto pelo falecimento do contratante.

Portanto, diferentemente do seguro dotal puro, sempre há a possibilidade de utilizar e resgatar os valores pagos como prêmio. Isso pode trazer mais segurança e tranquilidade para os segurados, principalmente os que utilizam essa opção como reserva financeira.

Esse ponto nos leva a outra vantagem: o seguro dotal misto é uma forma considerada relativamente segura de poupar seu dinheiro. Como a rentabilidade será conhecida de antemão, há previsibilidade e proteção contra prejuízos.

Por fim, a questão tributária do seguro de vida também pode ser um benefício. No caso de morte do contratante, a indenização paga aos dependentes é isenta de imposto de renda. Ademais, conforme o Código Civil, ela também não faz parte da herança.

Por isso, não será cobrado o Imposto de Transmissão Causa Mortis e Doação (ITCMD), nem será preciso um processo próprio. É a própria seguradora que faz o pagamento aos beneficiários em um prazo de até 30 dias.

Conseguiu entender como funciona o seguro de vida dotal misto? Como você viu, ele pode servir como uma reserva financeira e para o planejamento sucessório. Assim, o serviço pode ser interessante para determinados objetivos familiares.

Precisa do auxílio de uma assessoria de investimentos para entender melhor as alternativas de alocação disponíveis no mercado? Então conte com a Renova Invest!