Conheça o fundo imobiliário MXRF11

Conheça o fundo imobiliário MXRF11

O MXRF11 é um dos inúmeros fundos imobiliários disponíveis na bolsa de valores brasileira. A partir dos FIIs, você se junta a outros investidores que possuem o objetivo que o seu: investir no setor imobiliário.

Se este for o seu objetivo, o MXRF11 pode ser uma alternativa interessante para você. Contudo, é importante conhecer melhor as características deste fundo – que não tem como foco os investimentos visando renda passiva com aluguéis.

Este fundo investe em papéis e títulos relacionados ao mercado imobiliário, mas não investem em empreendimentos físicos.

Quer saber mais sobre ele? Então continue a leitura para saber mais sobre o MXRF11 e descubra se ele vale a pena para você!

O que é um fundo imobiliário?

Antes de conhecer o MXRF11, é preciso entender um pouco mais sobre a modalidade dos fundos de investimento imobiliário. Em resumo, os FIIs – como também são conhecidos estes fundos – são uma modalidade no qual vários investidores se juntam para investir no setor imobiliário e obter lucro a partir deste investimento.

Há fundos imobiliários de diversos tipos. Por exemplo, é possível encontrar fundos que investem em empreendimentos físicos com a intenção de gerar renda passiva proveniente de aluguéis, fundos que investem apenas em outros fundos e aqueles que investem em títulos do mercado imobiliário.

Para participar de FIIs, o investidor precisa adquirir cotas – tornando-se, assim, um cotista. Cada fundo tem sua política de distribuição dos lucros, mas este sempre será distribuído igualmente entre todos os participantes e de forma proporcional ao número de cotas que cada um adquiriu.

O que é o MXRF11?

O MXRF11 é um fundo de investimento imobiliário que tem como objetivo investir seus recursos na aquisição de títulos e ativos imobiliários, como: Certificado de Recebíveis Imobiliários (CRI), Letra de Crédito Imobiliário (LCI), Letras Hipotecárias (LH), debêntures, cotas de outros fundos imobiliários, etc – conforme a política de investimento do fundo.

Como você já sabe, este é um fundo do tipo papel, no qual a intenção é investir em títulos relacionados ao setor – e não em empreendimentos físicos, como nos fundos tipo tijolo.

O MXRF11 constitui-se sob a forma de condomínio fechado. Dessa forma, a única maneira de reaver as cotas é vendendo-as no mercado secundário.

Quais as características do MXRF11?

O nome do fundo é Maxi Renda Fundo de Investimento Imobiliário. Ele é negociado sob o ticker ou código MXRF11 na bolsa de valores.

O fundo iniciou suas atividades em 2011. A oferta pública inicial (IPO) ocorreu em setembro de 2011. Nesse momento, a cota era negociada a R$10.

O objetivo do fundo, como você verificou, é investir em ativos financeiros com lastro imobiliário. A meta de rentabilidade do fundo é superar o rendimento da NTN-C com prazo de vencimento mais próximo de 6 anos.

O fundo MXRF11 é administrado pelo banco de investimentos BTG Pactual – o maior banco de investimentos da América Latina. A gestão fica a cargo da XP Vista.

A taxa de administração do fundo é de 0,90% ao ano sobre o patrimônio líquido do fundo ou seu valor de mercado, se o fundo fizer parte de índice de mercado IFIX.

A política de distribuição de rendimentos do fundo prevê a distribuição de, no mínimo, 95% dos resultados auferidos, apurados conforme o regime de caixa.

Além disso, o fundo pode distribuir aos cotistas até o décimo dia útil de cada mês, como forma de antecipação dos lucros semestrais, a parcela do resultado conquistado no mês anterior.

Em caso de venda das cotas do FII, poderá haver cobrança do Imposto de Renda, com alíquota de 20%. Contudo, há a isenção desse imposto sobre os rendimentos distribuídos pelo fundo.

Outras informações importantes sobre o MXRF11

De acordo com dados de julho de 2020, o fundo contém no total, 122.942.210 cotas. Nessa mesma data, a cota era negociada a R$10,90. Em junho de 2020, o fundo contava com 192.527 cotistas.

Sua representação no IFIX é de 1,7%. O dividend yield é de 0,64%.  Como se trata de um fundo imobiliário, é sempre bom lembrar que não há a garantia do Fundo Garantidor de Crédito (FGC).

O fundo tem direito de subscrição, que é o direito do cotista manter seu percentual de participação no fundo mediante nova emissão de cotas. Assim, são emitidas novas cotas a um preço menor.

O cotista tem preferência pela compra, sempre considerando o número de cotas que possui atualmente. Caso não queira usufruir do direito de subscrição, o MXRF11 permite que o investidor venda esse direito a terceiros via home broker.

Como é composta a carteira do fundo?

A composição da carteira do fundo MXRF11 é diversificada. Há três tipos de investimentos principais: CRIs, ativos imobiliários e fundos imobiliários.

No último trimestre de 2019, a carteira apresentava a seguinte composição:

  • CRIs: 79,8%;
  • Ativos Imobiliários: 11,9%
  • Fundos Imobiliários: 3,5%
  • Em caixa: 4,8%.

O objetivo de alocação é de 80% do patrimônio líquido em CRIs e 20% na carteira de ativos imobiliários.

Em 2019, a carteira do fundo contava com 53 CRIs – representando cerca de 83% do patrimônio líquido do fundo, sendo que as 10 maiores exposições de CRIs correspondiam a 51,68% desse total. Além disso, 54% da carteira de CRIs estava atrelada ao CDI.

Quais os riscos de investir no MXRF11?

Assim como em qualquer investimento, investir no MXRF11 tem certos riscos. O primeiro deles é o risco de crédito, que tem a ver com a possibilidade de a emissora dos títulos não pagar suas obrigações.

A maior parte da carteira desse fundo é formada por CRIs, título atrelado a empréstimos imobiliários. Assim, em caso de inadimplência, o imóvel é tomado como pagamento – dificultando a transformação do empreendimento tomado em dinheiro.

O segundo é o risco de concentração. Quanto mais diversificada a carteira, mais diluídos tendem a ser os riscos. O MXRF11 tem 10 dos seus principais investimentos correspondendo a 51,68% da carteira de CRIs.

Ou seja, mesmo que a carteira seja diversificada, há uma parcela significativa que, em caso de mau desempenho, pode afetar significativamente a rentabilidade do fundo.

Para quem o MXRF11 pode ser indicado?

O fundo imobiliário Maxi Renda (MXRF11) investe tanto em produtos de renda fixa quanto na renda variável, permitindo investir em diversos títulos e valores mobiliários distintos a partir de uma única forma de investimento.

Contudo, pode não ser adequado para todos os perfis. O fundo pode ser mais adequado para quem almeja o longo prazo. A distribuição dos rendimentos pode também não ser linear.

Para saber se o MXRF11 é interessante ou não para você, verifique primeiro seu perfil de investidor e leve em consideração seus objetivos.

Lembre-se também de analisar a carteira do fundo, a qualidade do gestor, os custos envolvidos e outras informações relevantes. Desta forma, você tomará decisões mais alinhadas aos seus objetivos – compondo uma carteira mais consolidada e diversificada.

E você, gostou de conhecer o MXRF11? Então continue seu aprendizado e saiba mais sobre o ETF BOVA11!

(Visited 28 times, 1 visits today)

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email

Deixe uma resposta


Postagens Relacionadas

Mais Lidos

Categorias