A Certificação CEA (Certificação de Especialista em Investimentos ANBIMA) é uma qualificação voltada aos profissionais do mercado financeiro. Como seu próprio nome diz, ela garante o título de Especialista em Investimentos.

Assim, é fundamental para que os profissionais possam realizar suas atividades conforme as exigências do mercado. Quem tem a certificação está apto a assessorar gerentes de contas e, inclusive, indicar produtos.

Neste conteúdo você entenderá com detalhes o que é a Certificação CEA, a quem ela se destina e como obtê-la. Acompanhe e saiba mais!

O que é a Certificação CEA?

A Certificação de Especialista em Investimentos ANBIMA serve para habilitar os profissionais do mercado financeiro. Com isso, eles podem atuar como especialistas em investimentos. Assim, ela traz uma diferenciação profissional e destaque para a carreira.

Além disso, o certificado é obrigatório para realizar algumas funções do mercado financeiro. Diferentemente de quem possui a CPA 10 ou CPA 20, por exemplo, o profissional habilitado com a CEA pode indicar produtos de investimentos.

A CEA foi criada após uma extensa pesquisa com profissionais do mercado financeiro. Eles apontaram quais seriam as habilidades esperadas para o dia a dia de um especialista. A primeira prova foi realizada em 2009, nomeada como CEI (Certificação de Especialista em Investimentos).

Conforme a própria ANBIMA, a taxa de aprovação média da prova para esse certificado é de 40%. O índice mais alto foi de 64% no ano de 2010, e o mais baixo foi 34% no ano de 2013. Isso demonstra a dificuldade do exame e a exigência em relação aos candidatos.

Para que ela serve?

A ANBIMA começou seus programas de certificação de profissionais em 2002, com o CPA 10 e o CPA 20. Eles são importantes exames para aumentar a qualificação de sujeitos do mercado financeiro e de capitais.

Contudo, como você viu, quem possui essas certificações ainda não pode indicar produtos de investimento para compra. Sua finalidade é educacional, garantindo que o profissional tem conhecimento técnico para esclarecer dúvidas sobre os produtos.

Somente em 2009 a ANBIMA começou a oferecer a Certificação CEA. A sua finalidade é certificar profissionais de instituições que assessoram gerentes de contas de investidores pessoa física.

Então, com essa certificação, o profissional tem a capacidade para indicar os produtos de capitais e de previdência complementar aberta.

A CEA trouxe ainda mais qualificação para os profissionais da área. Muitas instituições associadas à ANBIMA a exigem como forma de plano de carreira. Ela também garante ao candidato a possibilidade de exercer determinadas profissões, como você verá adiante.

Qual profissão se pode exercer com a Certificação CEA?

Os especialistas em investimentos certificados pela ANBIMA têm algumas possibilidades de atuação no mercado. Entre elas, há duas principais: o planejador financeiro autônomo e o consultor de investimentos.

No Brasil, ainda não há uma regulamentação específica para a profissão de planejador financeiro. Desse modo, qualquer pessoa pode adotar esse título e oferecer seus serviços. Contudo, para prestar um bom serviço, é importante ter conhecimento técnico e certificações.

Logo, quem tem a CEA demonstra um diferencial entre os outros profissionais. Isso gera impactos na confiança que os clientes têm e também nas possibilidades de remuneração. Ela valida as habilidades do planejador financeiro autônomo e aumenta a segurança dos clientes.

Já o consultor de investimentos trabalha com produtos mais sofisticados do mercado financeiro e personalizados. Comumente ele atende bancos, corretoras e assessoras de investimentos e seus clientes.

Geralmente o consultor com CEA atua junto aos investidores com maior poder aquisitivo. Assim, eles buscam indicações de investimentos junto às instituições, que os repassam ao consultor. Vale lembrar que esse profissional não tem a incumbência de prospectar clientes e vender os produtos.

Portanto, ele faz um atendimento personalizado a essas pessoas interessadas para indicar ativos. O conhecimento técnico, nesse momento, é muito importante, pois é preciso encontrar as alternativas ideais para cada investidor.

A quem a CEA se destina?

Quem se certifica com a CEA pode, automaticamente, exercer todas as atividades abrangidas pela CPA10 e pela CPA20. Diante disso, ela se destina, principalmente, aos:

  • profissionais que trabalham em instituições que aderiram ao código de certificação da ANBIMA;
  • profissionais que trabalham em instituições do mercado financeiro em geral, ainda que não tenham aderido ao código;
  • estudantes e aos profissionais de autarquias e órgãos do governo ligados ao mercado financeiro;
  • demais interessados que desejam a certificação.

Vale lembrar que não há um pré-requisito para realizar o exame para a Certificação CEA. Não é preciso comprovar a atuação na área ou mesmo qual será a utilização do certificado.

Isso torna o CEA mais democrático e promove a constante elevação da qualidade dos profissionais do mercado. Quem quer trabalhar como planejador financeiro, por exemplo, pode realizar o exame sem ter a CPA10 ou a CPA20.

O que é preciso para tirar a Certificação CEA?

Como você viu, não há um pré-requisito para tirar a certificação. Todavia, é preciso passar pelo procedimento de inscrição, pagamento, agendamento e realização do exame. Todas essas regras são divulgadas com frequência pela própria ANBIMA.

A aplicação da prova para a CEA é feita pela Fundação Getúlio Vargas (FGV). O exame é realizado de forma virtual, pelo computador, em uma instituição autorizada pela ANBIMA. É o próprio candidato que agenda a data e o horário, desde que haja disponibilidade da instituição.

A prova tem 70 questões de múltipla escolha, que são divididas em 7 áreas de conhecimento relacionadas ao mercado financeiro. São elas:

  • Sistema Financeiro Nacional;
  • Princípios básicos de economia e finanças;
  • Instrumentos de renda fixa, renda variável e derivativos;
  • Fundos de Investimento;
  • Produtos de previdência complementar;
  • Gestão de carteiras e riscos;
  • Planejamento de investimento.

O participante tem 3h30min para resolver todas as questões e concluir a prova, sem tempo extra. Para ser aprovado, é preciso 70% de acertos, o que equivale a 49 alternativas respondidas corretamente.

A certificação tem um prazo de validade de 5 anos para o profissional certificado e de 3 anos para o aprovado. O primeiro é aquele que trabalha em uma instituição que segue o Código da ANBIMA. Já o segundo não tem esse vínculo.

Agora você já conhece a Certificação CEA e como ela funciona. Lembre-se que esse certificado traz destaque ao profissional e demonstra os seus conhecimentos técnicos. Portanto, contar com ele dá mais segurança aos clientes e oportunidades de carreira!

Você está buscando profissionais certificados para ajudar nos seus investimentos? Então entre em contato conosco!

Investir em empresas estrangeiras não precisa ser difícil!

Baixe nosso e-book e saiba como ser sócio das gigantes internacionais: Amazon, Google, Apple, Facebook, entre outras!