Análise Completa: Resultado Tupy (TUPY3) para o 4T20
Análise Completa: Resultado Tupy (TUPY3) para o 4T20

Análise Completa: Resultado Tupy (TUPY3) para o 4T20

No dia 04 de março, foi apresentado o resultado Tupy (TUPY3) para o 4T20 e as equipes de Equity Research da Eleven Financial Research e do BTG Pactual já realizaram a análise dos dados divulgados. Confira os pontos principais.

Tupy apresenta sinais de retomada no 4T20

De acordo com o relatório do BTG Pactual, o desempenho do Tupy (TUPY3) foi sólido, com forte desempenho de vendas e margens. No entanto, os resultados vieram em linhas com as estimativas.

Enquanto isso, de acordo com o relatório da Eleven, o desempenho apresentou margens excepcionais, com forte retomada da demanda nos principais mercados de atuação.

Os destaques do período foram a retomada da receita líquida e a forte geração de caixa.

No dia em que o relatório foi publicado, as ações TUPY3 estavam sendo negociadas a R$ 23,10. A capitalização de mercado era de R$ 3,32 bilhões. O volume médio dos últimos 12 meses era de R$ 19,73 milhões.

Resultado Tupy (TUPY3) para o 4T20

Receita líquida com dez dígitos

De acordo com o relatório do BTG Pactual, a receita líquida da companhia foi de R$ 1,3 bilhão, apesar de estar na linha das estimativas, o número revela alta de +12% na base de comparação anual. A melhora decorre do aumento da demanda do mercado interno e a desvalorização do real no mercado externo.

Segundo o relatório da Eleven, o mercado interno foi o principal destaque, com receita de R$ 230,2 milhões, alta de +25% em relação ao 4T19, e contribuição de todos os segmentos de atuação da empresa. O volume de vendas cresceu +16% na base de comparação anual, impulsionado por veículos comerciais,  que representam 10% da receita.

Os analistas da Eleven também destacam a desvalorização cambial do real como fator impulsionador das receitas de exportação. O volume de vendas destinadas ao mercado externo apresentou queda de -10% em relação ao 4T19, no entanto, a receita líquida totalizou R$ 1,00 bilhão, alta de +18,6% na base de comparação anual.

O relatório ressalta o caráter de recuperação do trimestre. Em dezembro, o volume de vendas caiu apenas -3% em relação ao mesmo período de 2019. Já em novembro e outubro, o volume apresentou queda de -6% e -8%, respectivamente, na base de comparação anual.

Geração de caixa para atravessar o momento de incerteza

Segundo o relatório do BTG, a companhia apresentou forte geração de caixa a fim de formar uma reserva de segurança e se preservar para atravessar esse momento de incerteza. O caixa totalizou R$ 255 milhões no 4T20.

De acordo com o release de resultados da empresa, a Tupy tem adotado uma série de medidas voltadas à preservação do caixa. Entre elas: contenção de custos fixos e despesas, renegociação de contratos, flexibilização da produção e ações para promover ganhos de eficiência operacional.

Conforme informa o relatório da Eleven e mantendo a linha de preservação, a companhia vem diminuindo seu endividamento bruto. Mantendo a postura conservadora da empresa, a relação Dívida Líquida/EBITDA caiu para 1,3x frente a 2,05x no 3T20. Os analistas colocam a Tupy em posição favorável de solvência.

Resultado Tupy (TUPY3) para o 4T20

EBITDA em linhas com as estimativas

Conforme informa o BTG Pactual, o EBITDA da Tupy ficou em R$ 185 milhões. O número revela alta de +21,9% em relação ao mesmo período de 2019 e está em linha com as projeções dos analistas.

Segundo o relatório da Eleven Financial Research, a melhora decorre dos efeitos extraordinários de R$ 39,2 milhões. Sendo eles, a reversão de impairments (valor recuperável de ativos) no total de R$ 18,4 milhões e o saldo de crédito de ICMS na base de cálculo PIS/COFINS no valor de R$ 20,8 milhões.

Lucro Líquido alinhado com projeções

Conforme o relatório do BTG Pactual, o lucro líquido da Tupy no quarto trimestre foi de R$ 86,1 milhões. Esse resultado representa alta de +18,7% em relação ao mesmo período de 2019 e também está em linha com as projeções dos analistas.

Resultado Tupy (TUPY3) para o 4T20

Resultado Tupy (TUPY3) para o 4T20: Recomendações

Recomendação do BTG Pactual

A equipe de análise do BTG Pactual considera que a Tupy (TUPY3) apresentou sólidos resultados no 4T e confirmou a retomada do mercado após o pico da crise do Covid, em abril e maio. Os analistas enxergam com otimismo as ações da Tupy na tentativa de recuperar volume e margem nesse cenário de retomada.

Assim, estabelece recomendação de compra, com preço-alvo em R$ 21,00.

Recomendação da Eleven Financial Research

A equipe de análise da Eleven considera que a Tupy (TUPY3) apresentou trimestre com margens excepcionais, reflexo de sua política de eficiência e controle de custos, que se continuada, trará bons resultados. Os analistas também ressaltam que a conclusão da aquisição da Teksid, consolida a Tupy como um dos principais players mundiais em processos de fundição.

Assim, estabelece recomendação de compra, com preço-alvo em R$ 27,00.

 

Esta foi nossa apresentação da análise das equipes de Equity Research da Eleven Financial Research e do BTG Pactual sobre o resultado Tupy (TUPY3) para o 4T20. Acompanhe os conteúdos da Renova Invest para ter acesso a todas as análises de resultados trimestrais.

Disclaimer: As informações apresentadas neste artigo são provenientes de relatórios elaborados por terceiros. Esse material tem caráter puramente informativo, e não configura recomendação ou sugestão de investimento.

Compartilhe:

Deixe uma resposta


Utilizamos cookies que melhoram a sua experiência em nosso site. Todos seguem as regras da nossa Politica de Privacidade. Clicando em "OK" você concorda com a nossa política.