Tupy (TUPY3)
Tupy (TUPY3)

Análise Completa: Resultado Tupy (TUPY3) para o 1T21

No dia 29 de abril, foi apresentado o resultado Tupy (TUPY3) para o 1T21 e a equipe de Equity Research do BTG Pactual já realizou a análise dos dados divulgados. Confira os pontos principais.

Tupy apresenta números em linha com as expectativas do mercado

De acordo com o relatório do BTG Pactual, o desempenho da Tupy (TUPY3) pode ser classificado como decente. Os números, em linha com as projeções para o trimestre, indicam crescimento e resiliência da companhia.

O destaque do período foi o desempenho do mercado interno.

No dia em que o relatório foi publicado, as ações TUPY3 estavam sendo negociadas a R$ 23,50. A capitalização de mercado era de R$ 3,38 bilhões. O volume médio dos últimos 12 meses era de R$ 22,23 milhões.

tupy3

Tupy anuncia parceria com USP

Segundo o relatório do BTG, a empresa anunciou parceria com a Escola Politécnica da Universidade de São Paulo – USP. A parceria consiste em financiar pesquisas para aplicação da hidrometalurgia na reciclagem de baterias.

Os analistas da BTG apreciam a iniciativa, pois reafirma o compromisso da companhia com a promoção da ciência e da economia circular. Além disso, é um mercado com alto potencial de crescimento.

Aquisição da Teksid é aprovada

Em abril, o CADE (Conselho Administrativo de Defesa Econômica) aprovou a aquisição da empresa Teksid, em negociação desde 2019. A conclusão ainda depende da aprovação das autoridades norte-americanas e mexicanas, o que é esperado no 2T21.

De acordo com os analistas do BTG Pactual, o negócio com a  Teksid é visto como o principal catalisador do curto prazo.

Mercado interno é o principal destaque positivo do trimestre

Segundo o relatório do BTG Pactual, o volume de vendas do mercado interno cresceu +28% em relação ao mesmo período de 2020. A receita líquida da divisão atingiu R$ 272,2 milhões, alta de +56% em relação ao 1T20.

De acordo com os analistas do BTG, os resultados refletem a melhora gradual observada nos segmentos de transporte, infraestrutura, agricultura e hidráulico. Este último apresentou volume de vendas com alta de +40%, na base de comparação anual.

Mercado externo cresceu quase +40%

O relatório do BTG Pactual destaca a receita do mercado externo da Tupy. A receita líquida totalizou R$ 1,27 bilhão, alta de +38,5% em relação ao mesmo período de 2020 e alta de +22,4% na base de comparação trimestral.

De acordo com o relatório do BTG, a melhora do resultado reflete o bom desempenho do volume de vendas da empresa, este apresentou alta de +12% em relação ao 1T20. O segmento de transporte, infraestrutura e agricultura alavancaram a divisão.

Receita apresenta forte crescimento

De acordo com o relatório do BTG, a receita da companhia foi de R$ 1,54 bilhão. O resultado revela alta de +41,3% em relação ao mesmo período de 2020, e alta de +21,6% em relação ao trimestre passado.

Os analistas do BTG atribuem o forte aumento da receita a três principais fatores. O primeiro a alta de +14% na base de comparação anual no volume de vendas, considerando mercado doméstico e externo.

O segundo à desvalorização do Real, que beneficia as exportações. E por fim, o terceiro fator versa sobre repasse, ao consumidor final, do aumento dos custos com materiais.

tupy3 valuation

EBITDA cresce mais de +20%

Conforme informa o BTG Pactual, o EBITDA da Tupy ficou em R$ 199 milhões. O número revela alta de +20,9% em relação ao mesmo período de 2020, e está +13% acima do projetado pelos analistas.

De acordo com o relatório do BTG, o EBITDA foi negativamente impactado em R$ 23 milhões pela paralisação de duas semanas das operações no México, e em R$ 33 milhões pelo atraso no repasse dos custos de matéria-prima.

Lucro Líquido apresenta reversão de quase +100%

Conforme o relatório do BTG Pactual, o prejuízo líquido da Tupy no primeiro trimestre foi de R$ 15 milhões. Esse resultado representa alta de +92,8% em relação ao mesmo período de 2020, quando o prejuízo líquido foi de R$ 207,5 milhões.

tupy3 resultados

Resultado Tupy (TUPY3) para o 1T21: Recomendações

Recomendação do BTG Pactual

A equipe de análise do BTG Pactual considera que a Tupy (TUPY3) confirmou a tendência de recuperação dos volumes e a capacidade de repassar os aumentos nos custos de matéria-prima. Para o futuro, existe a expectativa de crescentes volumes de venda e manutenção do câmbio favorável para a companhia.

Assim, estabelece recomendação de compra, com preço-alvo em R$ 21,00.

 

Esta foi nossa apresentação da análise da equipe de Equity Research do BTG Pactual sobre o resultado Tupy (TUPY3) para o 1T21. Acompanhe os conteúdos da Renova Invest para ter acesso a todas as análises de resultados trimestrais.

Disclaimer: As informações apresentadas neste artigo são provenientes de relatórios elaborados por terceiros. Esse material tem caráter puramente informativo, e não configura recomendação ou sugestão de investimento.

Compartilhe:

Deixe uma resposta


Utilizamos cookies que melhoram a sua experiência em nosso site. Todos seguem as regras da nossa Politica de Privacidade. Clicando em "OK" você concorda com a nossa política.