Renova Invest Facebook

Recuperação Judicial da 123 Milhas

Recuperação Judicial
Recuperação Judicial

A 123Milhas, empresa do ramo de turismo e viagens, teve seu pedido de recuperação judicial deferido pela juíza Claudia Helena Batista, da 1ª Vara Empresarial da Comarca de Belo Horizonte. Essa decisão marca um importante passo para a empresa lidar com sua crise financeira e buscar soluções para sanar suas dívidas, que ultrapassam os R$2,3 bilhões.

O Processo de Recuperação Judicial

A recuperação judicial abrange não apenas a 123Milhas, mas também a Art Viagens, empresa pertencente aos sócios da 123Milhas, que auxiliava na emissão de passagens, e a Novum, holding que detém 100% do capital da comercializadora mineira de produtos de turismo. A decisão da juíza Claudia Helena Batista indica que o grupo empresarial enfrenta uma crise financeira temporária, mas possui condições de se reerguer e continuar desempenhando sua função social.

A recuperação judicial traz consigo uma série de efeitos importantes para a empresa. Um dos mais relevantes é a suspensão de ações e execuções contra as empresas recuperandas por um período mínimo de 180 dias. Isso proporciona um ambiente mais favorável para a reorganização e busca por soluções para os problemas financeiros enfrentados.

Os Próximos Passos

Após o deferimento do pedido de recuperação judicial, o próximo passo será a publicação da decisão e da primeira lista de credores em um edital. Essa lista inicial foi apresentada pelas próprias empresas recuperandas. Os credores terão um prazo de 15 dias corridos para habilitar créditos que não estejam na lista ou para discordar do valor ou da classificação dos que já constam nela. Esse pedido é direcionado ao administrador judicial, que analisará os documentos e apresentará uma segunda lista de credores. A partir desse momento, qualquer discussão será tratada judicialmente.

Dentro de 60 dias da publicação do edital, as empresas recuperandas deverão apresentar um plano detalhado de recuperação, no qual mostrarão como pretendem se reerguer e quitar suas dívidas. Esse documento deve conter as condições propostas para a renovação dos créditos, geralmente com deságio e prazos mais longos. O plano será avaliado e votado pelos credores e, se aprovado por eles e homologado pelo juiz, passará a reger a atuação da empresa em relação aos seus compromissos com os credores.

Os Pontos Relevantes da Decisão de Recuperação Judicial

A decisão da juíza Claudia Helena Batista possui alguns pontos importantes que merecem destaque. A advogada especialista em reestruturação empresarial Camila Crespi elenca sete deles:

  1. Dispensa da realização da constatação prévia: O juízo da recuperação judicial decidiu dispensar a realização dessa perícia, levando em consideração a magnitude do processo e a urgência em buscar medidas de proteção. No entanto, é importante ressaltar que o deferimento do processo de recuperação judicial não é definitivo e pode ser cassado caso sejam constatadas irregularidades ou ilegalidades que impeçam o seu prosseguimento.
  2. Proteção especial ao consumidor: A juíza determinou uma atenção especial aos consumidores, uma vez que a empresa possui uma grande quantidade de clientes, estimada em cerca de 700 mil pessoas. A participação de órgãos colaboradores que possam informar, mediar, apresentar propostas e fiscalizar as etapas processuais é admitida. Além disso, caso sejam constatadas irregularidades ou negligências em relação ao mercado de consumo, medidas protetivas podem ser implantadas, incluindo a possibilidade de desconsideração da personalidade jurídica da empresa.
  3. Cooperação com as autoridades públicas: Determinou-se a interlocução com as ações das autoridades públicas, tanto na esfera criminal quanto na administrativa, caso seja necessário durante o processo de recuperação judicial, tanto no Brasil quanto no exterior.
  4. Criação de plataforma específica: Foi determinada a criação de uma plataforma específica para a prestação e recebimento de informações, divulgação do calendário da recuperação judicial e seus desenvolvimentos, assim como para comunicação entre as empresas recuperandas e os credores.
  5. Possibilidade de transação, mediação e conciliação: Devido à magnitude do processo de recuperação judicial, todas as medidas de transação, mediação, arbitragem e outras soluções podem ser adotadas pelas partes envolvidas. É importante ressaltar que a suspensão das execuções e bloqueios de ativos da empresa não impedem a distribuição de ações individuais relacionadas a conhecimento e ações trabalhistas. Essas ações individuais devem ser suspensas pelo prazo de 180 dias, que é o período de blindagem patrimonial. No entanto, a efetividade das constrições pode ser discutida e organizada dentro dos quadros de transação e mediação a serem estabelecidos pelas empresas recuperandas.
  6. Suspensão de todas as ações e execuções: Foi ordenada a suspensão, pelo prazo de 180 dias, de todas as ações e execuções contra a empresa devedora. No entanto, é importante destacar que as ações de conhecimento e trabalhistas individuais não serão impedidas. Essas ações devem ser suspensas apenas em relação à efetividade das constrições, mas podem prosseguir dentro do prazo de blindagem patrimonial.
  7. Pedido deferido de entidades de defesa do consumidor e órgãos públicos: Foi concedida a interveniência no processo como amicus curie, permitindo que essas entidades apresentem sugestões, requerimentos e audiências públicas.

Recomendações e Considerações Finais

A recuperação judicial da 123Milhas é um processo complexo e que demandará esforços de todas as partes envolvidas. É fundamental que a empresa apresente um plano consistente e detalhado, demonstrando de forma clara como pretende quitar suas dívidas e se reestruturar financeiramente. A transparência será um fator chave para obter a confiança dos credores e garantir o sucesso dessa recuperação.

Nesse sentido, é importante ressaltar a importância da cooperação entre as empresas recuperandas, os credores, os órgãos colaboradores e a justiça. Através do diálogo e da busca por soluções conjuntas, será possível encontrar um caminho que atenda aos interesses de todas as partes envolvidas.

A recuperação judicial pode ser uma ferramenta eficaz para reverter a situação financeira delicada da 123Milhas, mas será necessário um esforço conjunto e uma gestão responsável para alcançar o sucesso desejado. Com a devida transparência, comprometimento e esforço, é possível que a empresa se recupere e retome sua atuação no mercado de forma sólida e sustentável.


Tabela de Ações Recomendadas:

Renda fixa
Seta Tripla

Descubra agora a
NOVA RENDA FIXA
que pode turbinar seus ganhos. 


Ação Descrição
1. Elaborar um plano de recuperação detalhado, demonstrando claramente a estratégia para quitar as dívidas e se reerguer financeiramente.
2. Estabelecer um diálogo transparente e colaborativo com os credores, buscando soluções conjuntas e negociando condições favoráveis para o pagamento das dívidas.
3. Cooperar ativamente com as autoridades públicas e órgãos colaboradores, fornecendo as informações necessárias e cumprindo as determinações legais.
4. Zelar pela satisfação e proteção dos consumidores, adotando medidas que garantam a reparação de danos causados e o cumprimento das obrigações contratuais.
5. Realizar uma gestão financeira eficiente, buscando reduzir custos, otimizar recursos e identificar oportunidades de receita.
6. Investir em estratégias de marketing e comunicação para reconquistar a confiança do mercado e fortalecer a imagem da empresa.
7. Buscar parcerias estratégicas e oportunidades de negócio que possam contribuir para a recuperação financeira da empresa.
8. Manter uma postura transparente e ética em todas as ações e decisões, fortalecendo a confiança dos stakeholders.

A recuperação judicial da 123Milhas é um processo desafiador, mas com o comprometimento e esforço adequados, é possível superar essa crise financeira e reerguer-se de forma sólida. A transparência, o diálogo e a busca por soluções conjuntas serão fundamentais nesse caminho. A empresa tem a seu favor o preenchimento dos critérios legais e a presunção de boa-fé, o que pode facilitar a obtenção de apoio e a aprovação do plano de recuperação pelos credores. Com uma gestão responsável e estratégica, a 123Milhas poderá retomar seu crescimento e se consolidar no mercado de turismo e viagens.

Veja também:

Inscreva-se
Notificar-me de
Esse campo só será visível pela administração do site
botão de concordância
0 Comentários
Feedbacks
Visualizar todos os comentários

Utilizamos cookies que melhoram a sua experiência em nosso site. Todos seguem a nossa Politica de Privacidade. Clicando em "OK" você concorda com a nossa política.