Renova Invest Facebook
Busca de Artigos no blog

Stop loss: o que é e por que é importante utilizar?

Stop loss
Stop loss

Por ser um ambiente de incertezas, a bolsa de valores pode gerar ganhos e quedas de diferentes intensidades. No caso de movimentos contrários à sua posição, é especialmente necessário estar atento para evitar grandes perdas. Para auxiliar nessa tarefa, é possível recorrer ao stop loss.

Esse é um mecanismo capaz de ajudar investidores e, em especial, especuladores da bolsa de valores. Por gerar ordens de compra e venda automáticas, ele protege seu patrimônio de determinadas oscilações.

Quer entender por que ele é tão importante? Então continue a leitura e saiba mais sobre o stop loss!

O que é stop loss?

Ao pensar no significado de stop loss, é possível traduzi-lo como “interrupção da perda”. No mercado financeiro, ele é um mecanismo que serve para fechar automaticamente uma posição, seguindo os parâmetros definidos previamente.

Logo, ele automatiza a execução de operações no mercado de investimentos, estabelecendo um limite de quanto pode ser perdido.

Para que serve e como funciona?

Já em relação ao propósito do stop loss, ele visa limitar o quanto pode ser perdido na bolsa de valores, considerando uma estratégia financeira. Isso está relacionado ao fato de o mecanismo permitir a definição de um valor máximo de perda.

Dependendo do tipo de operação, ele atuará diante de um aumento ou uma diminuição do preço dos ativos ou derivativos. Assim, uma vez que o preço definido como limite seja atingido, a operação é encerrada automaticamente.

Portanto, o stop loss garante que a perda fique limitada ao valor determinado previamente. Por ser altamente baseado em preço, ele costuma ser mais utilizado em estratégias de especulação (trading).

Para entender melhor, considere que determinado operador decide fazer day trade no mercado de ações. Para isso, compra papéis a R$ 10,00, esperando que ocorra a valorização. Porém, devido à volatilidade, há o risco de queda nas contações. Com isso, ele define o stop loss em R$ 8,00.

Se as ações chegarem até R$ 8,01, a operação continuará acontecendo. Entretanto, quando os preços alcançarem o limite, a operação é fechada e os papéis são vendidos a R$ 8,00. Logo, há a consolidação de R$ 2,00 de perdas por ação. Contudo, se as ações encerrassem o dia em R$ 7,00, a perda poderia ter sido maior e ter chegado a R$ 3,00.

O stop loss também pode ser usado em operações vendidas. Se um trader faz uma operação a descoberto a R$ 10,00, pode definir como R$ 12,00 o seu stop loss. Caso a valorização alcance esse número, a operação é encerrada e os papéis são comprados pelo preço em questão.

Como o stop loss é definido?

Como você viu, o funcionamento do stop loss depende do limite definido para a operação. A escolha desse preço, por sua vez, depende de cada investidor ou especulador.

Então, para determinar qual é o limite para o stop loss, é necessário entender quanto dinheiro você está disposto a perder na bolsa. É preciso avaliar suas características para encontrar um número com o qual você esteja confortável.

Outro ponto relevante é que, para ser efetivo, o stop loss não pode ser definido de modo elevado apenas para prolongar a operação. Isso porque, nesse caso, há riscos de ter perdas superiores ao que você é capaz de absorver.

Desse modo, a tomada de decisão deve considerar seu perfil de investidor, seus objetivos com a operação e o seu patrimônio. Quem é mais arrojado, por exemplo, consegue tolerar perdas maiores diante de um alto potencial de retorno— especialmente se o patrimônio for mais elevado.

Quais as diferenças entre stop loss, stop gain e stop móvel?

Embora seja relevante, o stop loss não é a única ferramenta que pode ser utilizada por quem deseja operar na bolsa. Também é possível usar o stop gain e o stop móvel, que funcionam com características específicas.

O stop gain serve para limitar o quanto você pode ganhar, de modo a impedir que toda a rentabilidade seja perdida. Pense no exemplo anterior, em que um trader compra ações vendidas a R$ 10,00.

Em determinado momento, ela sobe a R$ 12,00, mas, no final do dia, recua para R$ 10,50. Dependendo do caso, o ganho que seria de R$ 2,00 ficaria quatro vezes menor, caindo para R$ 0,50.

Porém, se houvesse um stop gain em R$ 11,00, a operação seria fechada ao atingir o patamar. O retorno bruto por ação (R$ 1,00) seria menor que a máxima alcançada (R$ 2,00), mas ainda seria maior que o montante sem o mecanismo (R$ 0,50).

Já o stop móvel se adapta aos movimentos do mercado. Ele é capaz de contemplar os possíveis aumentos e as quedas nos preços, evitando que a sua posição fique defasada em relação ao comportamento do mercado.

Pense que um trader está disposto a perder, no máximo, R$ 3,00 por ação. Então, ao comprá-la por R$ 12,00, define como stop o preço de R$ 9,00. Porém, a ação sobe para R$ 14,00 — e vendê-la a R$ 9,00 representaria uma perda relativa de R$ 5,00.

Como consequência, o stop móvel pode atualizar o preço para R$ 11,00 diante das movimentações do mercado, mantendo a perda máxima em R$ 3,00.

Por que utilizar em suas operações?

Até aqui, você viu como o stop loss funciona. Além disso, é interessante considerar como ele pode gerar impactos nas suas operações — especialmente na especulação. Um dos principais motivos para utilizar o mecanismo é o controle de riscos.

Por meio dele, você consegue limitar a perda máxima em cada operação. Com isso, mesmo que a volatilidade do mercado aumente rapidamente, você não perderá mais do que for confortável para a sua estratégia.

O uso do stop loss também ajuda a automatizar sua presença na bolsa brasileira. Com ele, você ainda precisará fazer a análise gráfica para avaliar ações e outros ativos ou derivativos antes de tomar decisões. Contudo, pode deixar sua posição em aberto sem ter que monitorar o tempo inteiro.

Para quem não pode se dedicar tão intensamente ao mercado, a ferramenta pode ajudar. Logo, usar o mecanismo é importante para protegê-lo em suas operações, diminuir relativamente os esforços para controlar e fechar posições e limitar suas perdas.

Agora você sabe o que é o stop loss, como ele funciona e por que ele pode ser relevante para a sua estratégia. Assim, vale a pena considerar utilizá-lo para controlar possíveis perdas na bolsa de valores —especialmente nas operações especulativas.

Ainda tem dúvidas sobre esse mecanismo? Entre em contato conosco da Renova Invest e fale com um de nossos assessores!

Veja também:

Inscreva-se
Notificar-me de
Esse campo só será visível pela administração do site
botão de concordância
0 Comentários
Feedbacks
Visualizar todos os comentários

Utilizamos cookies que melhoram a sua experiência em nosso site. Todos seguem a nossa Politica de Privacidade. Clicando em "OK" você concorda com a nossa política.