Antes de uma oferta pública de Ações é necessário que ocorra um amplo processo de preparação, por parte da empresa e do mercado. Antes do lançamento das Ações para a compra, um elemento tem grande relevância: o prospecto preliminar.

O documento reúne dados que são essenciais sobre os ativos e como eles serão negociados. Para quem investe em Ações, trata-se de algo indispensável e que pode ajudar na tomada de decisão estratégica.

Neste artigo, você poderá conferir como o prospecto é composto e o que o torna tão importante. Continue a leitura!

O que é o prospecto preliminar?

O prospecto preliminar é um documento divulgado antecipadamente com as principais informações sobre uma oferta pública de Ações. Ele traz dados que são fundamentais para a avaliação dos investidores a respeito da oferta que acontecerá em determinado momento.

A oferta pública pode ser do tipo primária ou secundária. O primeiro tipo consiste na emissão e oferta de Ações por parte da empresa, que capta os recursos. Já a outra versão ocorre quando um acionista deseja se desfazer de seus ativos.

Na oferta secundária, os recursos não vão diretamente para a companhia. Em ambos os casos, é importante avaliar os ativos antes de decidir investir. E o prospecto é uma das ferramentas mais importantes para esse tipo de investimento na renda variável.

Quais são as informações apresentadas no documento?

Para entender melhor o prospecto preliminar, vale a pena saber quais são as informações que ele apresenta. Ele funciona como um manual completo para os investidores a respeito de um ativo de interesse.

Inicialmente, conta com dados básicos, como o preço por Ação e o ticker de identificação na bolsa de valores. Além disso, são apresentadas informações sobre a oferta e a empresa, como:

  • composição do capital social;
  • identificação dos acionistas;
  • descrição da oferta;
  • público alvo;
  • cronograma estimado;
  • regras da realização de oferta pública de Ações;
  • regras a possíveis violações, entre outros elementos.

Também há uma indicação das instituições que participam da oferta e como é o relacionamento entre empresa, acionistas e coordenadores.

Uma das partes mais importantes é a seção que apresenta os fatores de riscos associados a essas Ações e à oferta, em geral. Por meio dele, há como entender as perspectivas de liquidez, por exemplo.

Também há uma avaliação sobre a potencial diluição da participação, caso ocorra um follow-on, que é uma nova emissão de Ações por parte da companhia.

No caso de um prospecto preliminar para oferta pública inicial (IPO), há uma área importante, que foca na destinação de recursos. A empresa deve especificar como o dinheiro da captação será usado. Por exemplo, ampliação da estrutura, modernização, criação de marca, contratações etc.

Para que o prospecto preliminar serve?

Nem sempre os investidores dão a devida atenção, mas o prospecto preliminar tem o principal papel de apoiar a tomada de decisão sobre a compra de Ações. Ele traz um panorama sobre o negócio e, principalmente, sobre a oferta pública e as suas regras.

Dessa maneira, quem investe pode definir se é interessante realizar a reserva das Ações. Portanto, sua maior função é ser um informativo completo sobre a oferta e sobre os ativos de modo geral.

Quando ele é divulgado?

Em relação ao período de divulgação, o prospecto preliminar é liberado para os investidores antes da ocorrência de uma oferta pública de Ações. Seja ela primária ou secundária. Ele fica disponível até que se encerre o prazo para a reserva de Ações por parte dos investidores.

Qual a importância do documento para o investidor do mercado de Ações?

Como visto, o prospecto preliminar reúne as principais informações a respeito de uma oferta pública primária e secundária. Para quem investe, é algo essencial, já que tem grande impacto na tomada de decisão.

Basicamente, o investidor tem a chance de se antecipar e conferir quais são os riscos associados ao processo, à empresa e a seus ativos. Assim, pode tomar uma decisão mais informada e que esteja alinhada às suas necessidades.

No caso de uma oferta pública primária, esse é um dos primeiros contatos com as informações técnicas a respeito do ativo. Já no caso da oferta pública secundária, é um documento que permite entender o real motivo por trás das vendas do acionista ou do grupo em questão.

Como ele é liberado antes de a oferta ter início, o prospecto ajuda o investidor a decidir se deseja fazer a reserva de Ações. Então pode ser um elemento determinante para permitir o aproveitamento de oportunidades melhores.

Além de tudo, está relacionado à segurança. A tomada de decisão informada permite reduzir os riscos imprevistos e favorece a escolha alinhada. Some-se a isso o conhecimento sobre todas as regras da oferta, o que pode melhorar o aproveitamento da oportunidade.

Como avaliar o prospecto preliminar?

Como você percebeu, a avaliação do prospecto preliminar é essencial para investir em Ações em uma oferta pública. Contudo, também é preciso saber como realizar a avaliação para que ela seja consistente e realmente ajude.

De início, é preciso conferir, cuidadosamente, todas as informações. Veja se o prospecto está completo, conheça as regras e entenda se a oferta está de acordo com as suas expectativas.

Além disso, é interessante dedicar um tempo extra à análise de riscos. Verifique tudo o que a seção levanta e veja se existe algum risco extra, como em relação à situação atual do negócio.

Você também pode utilizar, como base, as avaliações de profissionais do mercado financeiro. É comum que analistas tratem dos prospectos mais esperados e, assim, deem indicações sobre os pontos principais.

Todos esses dados devem ser contextualizados e cruzados com o seu perfil de investidor e seus objetivos. Afinal, os riscos de uma oferta pública só devem ser considerados como toleráveis se estiverem alinhados a sua tolerância.

Como visto, o prospecto preliminar é um dos elementos mais importantes para avaliar antes de uma oferta pública primária e secundária. Com as devidas informações, você pode tomar uma decisão informada e definir se deseja ou não reservar as Ações que serão negociadas!

Quer conhecer outros itens do mercado de investimentos e ter mais dicas completas? Curta a Renova Invest no Facebook e siga o perfil no Instagram!

Investir em empresas estrangeiras não precisa ser difícil!

Baixe nosso e-book e saiba como ser sócio das gigantes internacionais: Amazon, Google, Apple, Facebook, entre outras!