Renova Invest Facebook

Estratégias: 3 formas de operar derivativos!

Estratégias com opções
Estratégias com opções

Quem ainda não conhece o mercado de derivativos pode estar perdendo oportunidades na bolsa. As opções, por exemplo, contam com inúmeras estratégias operacionais que podem servir para especulação ou proteção (hedge) de uma carteira.

Entretanto, para aumentar as suas chances de obter êxito nesse mercado, é preciso aprender o conceito e funcionamento desses derivativos. Ainda, vale conferir as estratégias mais utilizadas para entender se elas se alinham aos seus objetivos no mercado.

Quer saber melhor como isso funciona? Acompanhe este artigo e conheça 3 formas de operar opções na bolsa de valores.

Vamos lá?

O que são opções e como elas funcionam?

O passo inicial para começar a operar opções é entender o que o conceito. Elas são derivativos financeiros, ou seja, instrumentos financeiros que derivam de um ativo principal — como uma ação, commodity, moeda, entre outros.

Ademais, cada opção representa um contrato em que se negocia o direito de compra ou venda de um ativo em data futura. Portanto, a negociação é feita com base em um preço (chamado de strike), que o interessado se compromete a pagar ou a receber em uma data específica.

Para garantir o direito ao preço de strike, o adquirente paga uma quantia conhecida como prêmio. Ao chegar na data de vencimento da opção, aquele que pagou pelo prêmio poderá decidir se exercerá o direito adquirido ou não.

Caso o tomador (aquele que a adquiriu) exerça seu direito, pagará ou receberá o preço de strike pelo ativo que lastreou a opção. Na hipótese de optar por não exercê-la, a opção deixa de existir e o titular não poderá reaver o prêmio adiantado.

Por outro lado, o lançador da opção (a parte que recebeu o prêmio) ficará obrigado a cumprir o proposto, em caso de exercício da opção. Nesse sentido, se for uma opção de compra (call) ele terá que vender o ativo no preço de strike, e se for uma opção de venda (put) terá que comprá-lo.

É possível fazer operações estruturadas com opções?

Pela forma de funcionamento das opções, é possível montar diferentes operações estruturadas. Ou seja, você consegue fazer uma estrutura com operações variadas de modo a aproveitar cenários distintos no mercado.

Nesse sentido, a proposta é buscar múltiplos resultados a partir da relação entre o comportamento de cada operação. A depender da estratégia utilizada, é possível buscar lucros independentemente de o mercado estar em alta ou baixa.

Porém, é preciso ter cuidado ao montar essas estruturas, principalmente quando realizadas visando especular. Afinal, a volatilidade do mercado costuma ser maior no curto prazo, então os preços podem ter comportamentos mais difíceis de serem antecipados.

Conheça 3 estratégias para operar opções

Agora que você sabe o conceito e funcionamento das opções e a possibilidade de montar operações estruturadas com elas, confira 3 estratégias conhecidas para operar derivativos!

Financiamento

A estratégia de financiamento — também conhecida como lançamento coberto — tem o objetivo de lucrar com a compra de um ativo diante de um cenário de possível valorização. Para montá-la, o investidor adquire o ativo e, ao mesmo tempo, vende uma call desse ativo.

São dois possíveis resultados. Caso o ativo desvalorize, o titular da opção dificilmente exercerá o direito de compra, então você lucra o prêmio. Já no cenário de valorização do ativo, a opção tende a ser exercida e você pode lucrar com a diferença do preço de aquisição do ativo e do strike, somada ao prêmio.

Borboleta

Na estratégia borboleta, serão realizadas diversas operações com um mesmo prazo de vencimento. Ela pode ser montada com opções de compra ou venda (call ou put). Para isso é preciso fazer travas de alta e baixa no mesmo ativo, criando uma operação simétrica.

Por exemplo, você pode vender calls com strike menor que o preço atual do ativo. Depois, realizar a venda de calls, em idêntica quantidade, mas com preço superior. Por fim, é preciso comprar o dobro de opções com valor próximo ao do mercado.

Nesse caso, o lucro poderá ser obtido com a diferença de desempenho de cada operação montada. Isso porque os ganhos e perdas se limitam da mesma maneira, mas o desempenho de uma pode superar o eventual prejuízo de outra.

Collar

Na estratégia collar, a intenção é proteger um ativo em um cenário de queda ou de valorização, pois são feitas operações casadas. A primeira é a venda de uma call com preço mais alto. A segunda é a compra de uma put com preço mais baixo.

Se, na data de vencimento o preço do ativo ficar abaixo do strike, a tendência é o titular da call não exercer seu direito, então você lucra o prêmio. Já em um cenário de valorização (acima do strike), você pode deixar a put vencer — limitando a alta do ativo até o strike da call.

Por que pode fazer sentido utilizar essas estratégias?

Conhecendo algumas das operações estruturadas com opções, é comum se perguntar por que pode fazer sentido utilizar essas estratégias. Na prática, isso é feito com duas principais finalidades: a especulação e a de proteção.

No primeiro caso, a ideia é aproveitar as oportunidades de lucro no curtíssimo ou no curto prazo — utilizando a volatilidade do ativo ou derivativo a seu favor.

A outra possibilidade é utilizar estratégias de opções para proteger seu portfólio. Por exemplo, quando você mantém uma carteira de ações, mas quer protegê-la de grandes quedas, pode montar estruturas que permitam reduzir as perdas ou ter ganhos em ciclos de baixa no mercado.

Quais cuidados adotar ao realizar essas operações?

Ao aprender sobre o funcionamento das opções, é preciso ter em mente que as operações envolvem riscos — mesmo porque são derivativos que integram a renda variável. Logo, é importante ter conhecimento de mercado para montar as estruturas e fazer um bom manejo dos riscos.

Além disso, vale revisitar o modo de montar cada operação e, se possível, até simular os seus resultados em diferentes cenários. Se precisar de ajuda para saber mais sobre as opções, você pode contar com uma assessoria de investimentos.

Agora que você aprendeu as estratégias com opções mais conhecidas, pode utilizá-las para fins de especulação ou proteção de sua carteira. No entanto, vale revisitar o seu perfil de investidor e objetivos para ver se esse tipo de operação faz sentido para você.

Ficou com dúvidas sobre opções ou quer conhecer mais sobre esses derivativos? Contate a assessoria da Renova Invest, pois temos profissionais prontos para lhe atender!

Veja também:

Inscreva-se
Notificar-me de
Esse campo só será visível pela administração do site
botão de concordância
0 Comentários
Feedbacks
Visualizar todos os comentários

Utilizamos cookies que melhoram a sua experiência em nosso site. Todos seguem a nossa Politica de Privacidade. Clicando em "OK" você concorda com a nossa política.